Um adolescente de 15 anos entrou armado e atirou contra colegas de classe do Colégio Estadual João Manoel Mondrone, em Medianeira, no oeste do Paraná (a 60 quilômetros de Foz do Iguaçu). O ataque foi registrado por volta das 9h desta sexta-feira (28).

Segundo a polícia, dois alunos ficaram feridos – um deles, de 15 anos, gravemente, com um tiro nas costas, próximo à coluna vertebral. Ele foi transferido para o Hospital Municipal de Foz do Iguaçu.

O outro, de 18 anos, foi atingido de raspão em uma das pernas. Ele foi encaminhado ao hospital, recebeu um curativo e foi liberado.

O suspeito e outro adolescente, que supostamente dava cobertura ao atirador, foram apreendidos e levados para a delegacia.

No momento do ataque, houve tumulto e correria. À polícia, o estudante, que é filho de agricultores, disse que vinha sofrendo bullying, que tinha ao menos cinco alvos e que saiu de casa decidido a praticar o ataque. Com os dois foram apreendidos um revólver calibre 22, munição e uma faca.

De acordo com a polícia, uma carta com pedido de desculpas foi encontrada no material escolar do suspeito, além de recortes com notícias de ataques em escolas dos Estados Unidos e do Brasil.

“É considerado uma espécie de atentado. Os alunos eram vítimas de bullying. Um veio com bomba e o outro com uma arma. A bomba foi explodida no pátio do colégio. Na carta encontrada na mochila de um dos alunos, ele se justifica sobre o que aconteceu. Ele se sentia menosprezado e humilhado”, comentou o delegado Denis Merino.

A carta será periciada e a letra comparada com a dos alunos apreendidos.

Na casa do atirador, policiais encontraram mais armas, facas e bombas caseiras. Os pais dos dois adolescentes também foram levados à delegacia para prestar esclarecimentos.

“Vamos apurar qual a origem das armas. Constatadas as origens, se confirmadas serem dos pais, eles também deverão ser responsabilizados”, completou o delegado.

Os menores devem responder por dupla tentativa de homicídio.

Confira o vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=xVCUaR-t0iI

*Fonte: Portal G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação
Carregar mais por Brasil

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Entidades condenam censura do STF a reportagem

Associações que representam a imprensa criticaram a decisão do ministro do Supremo Tribuna…