Conecte-se conosco

Educação

Alunos do Brasil deixam ensino fundamental com desempenho pior do que entraram

Publicado

em

Ensino Fundamental

Estudantes deixam o ensino fundamental com desempenho pior do que entraram, em média, no Brasil. É o que mostram os resultados das avaliações do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb), divulgados nesta quinta-feira (30) pelo Ministério da Educação (MEC).

As provas que avaliam os estudantes de escolas públicas em língua portuguesa e matemática mostram que os estudantes chegam a um nível maior de aprendizagem nas disciplinas no 5º ano do que no 9ª ano, quando deixam o ensino fundamental.

Os resultados mostram que, quando fazem a avaliação no 5º ano, os estudantes ficam, em média, no nível 4 de proficiência, tanto em língua portuguesa quanto em matemática – em uma escala que vai de 0 a 9 em português e de 0 a 10 em matemática. De acordo com os critérios do MEC, no nível 4, os estudantes aprenderam o básico em ambas disciplinas.

No 9º ano, o resultado piora. Em média, os estudantes estão no nível 3, tanto em língua portuguesa quanto em matemática, o que significa que não alcançaram nem mesmo o nível básico e tiveram uma proficiência insuficiente. Nessa etapa, a escala vai até 8 em português e 9 em matemática, mas os critérios do MEC para classificar a aprendizagem como suficiente permanecem os mesmos.

Trajetória

Em média, os estudantes do 5º ano obtiveram 215 pontos em língua portuguesa em 2017 e 224 pontos em matemática. Os números apresentam aumento em relação à avaliação anterior, em 2015, quando as pontuações foram respectivamente 208 e 219. Os resultados do 5º ano melhoram a cada ano desde 2003 tanto em português quanto em matemática.

No 9º ano, as médias crescem a ritmo mais lento, desde 2007 em português e, desde 2015 em matemática. A média passou de 252 para 258 em língua portuguesa de 2015 para 2017 e de 256 para 258 no mesmo período em matemática.

No 5º ano, cerca de 58% dos municípios que participaram da avaliação tiveram média inferior à nacional em português e 56% tiveram média inferior à brasileira em matemática. No 9º ano, essa porcentagem aumenta, cerca de 63% dos municípios ficaram abaixo da média em português e 61% em matemática. A etapa de ensino é ofertada majoritariamente pelas redes municipais. Esses municípios estão concentrados principalmente nas regiões Norte e Nordeste.

Ministério da Educação

Na avaliação do MEC e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela avaliação no ensino fundamental há avanços, sobretudo no 5º ano, em ambos os componentes avaliados. A pasta reconhece que no 9º ano, “os avanços foram menores”.

Os resultados são do Saeb, aplicado em 2017 aos estudantes do 5º e do 9º ano do ensino fundamental de escolas públicas, além dos estudantes do último ano do ensino médio de escolas públicas de forma censitária e para estudantes de escolas particulares de forma amostral. Cerca de 77% dos estudantes participaram das provas, totalizando cerca de 5,5 milhões de alunos de 73 mil escolas.

*Fonte: Agência Brasil

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Ufam prevê retorno das aulas presenciais para janeiro de 2022

Publicado

em

Por

O retorno das aulas presenciais na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) está previsto para 10 de janeiro de 2022, de acordo com informações do pró-reitor da universidade, David Lopes Neto.

De acordo com Lopes Neto, o calendário já foi aprovado, mas pode sofrer mudanças, conforme com os índices da pandemia de Covid-19 no estado. A Ufam criou um comitê de biossegurança para monitorar o risco de contaminações pela doença.

Desde o dia 1º de setembro os servidores da Ufam estão retornando de forma gradual às atividades presenciais. Lopes Neto também falou a respeito do desenvolvimento de um aplicativo para monitorar a comunidade acadêmica.

As aulas são realizadas de forma remota na instituição desde o dia 8 de setembro de 2020. Já para a modalidade presencial a instituição planeja um retorno gradativo.

Continue lendo

Educação

PSS: Secretaria de Educação convoca 89 profissionais para atuação em Manaus e no interior

Publicado

em

Por

A Secretaria de Estado de Educação e Desporto convocou, nesta quarta-feira (22/08), 89 candidatos aprovados no Processo Seletivo Simplificado (PSS) 2019/2020 para atuação nas modalidades de Ensino Regular, Indígena e Presencial com Mediação Tecnológica, sendo 28 para a capital e 61 para o interior. A lista completa dos convocados e as orientações para apresentação estão disponíveis no link.

O procedimento de atendimento aos candidatos convocados iniciará nesta quinta-feira (23/09), a partir das 8h, de forma presencial e obedecendo às medidas e orientações de enfrentamento à Covid-19, como as de evitar aglomerações e respeitar o distanciamento social.

Os candidatos aprovados para atuação na capital deverão comparecer à Gerência de Admissão e Atenção ao Servidor (GAAS, antiga GERVS), na sede da Secretaria de Educação, na avenida Waldomiro Lustoza, 250, bairro Japiim, obedecendo ao cronograma.

Já os profissionais convocados para o interior deverão se apresentar na sede da Coordenadoria Regional de Educação (CRE) do município para o qual se inscreveram, também respeitando os protocolos de segurança.

O atendimento dos candidatos seguirá a ordem de classificação quando houver mais de um candidato para o cargo. A lotação dos aprovados ocorrerá logo após a entrega da documentação obrigatória.

Fonte: Agência Amazonas

Continue lendo

Educação

Mais de 426 mil estudantes da rede pública voltam às aulas 100% presenciais em Manaus

Publicado

em

Por

Mais de 426 mil alunos das redes estadual e municipal de Manaus voltam para as escolas, nesta segunda-feira (23), com o retorno das aulas 100% presenciais. O governo informou que volta com 235 escolas, enquanto a prefeitura com 390 unidades de ensino.

As aulas 100% presenciais estavam suspensas desde março do ano passado, por conta da pandemia do novo coronavírus. Com a flexibilização das medidas de restrição, os alunos estavam estudando por meio do ensino híbrido, com metade deles na escola e outra metade em casa.

Apesar da retomada, a Prefeitura de Manaus informou que 88 escolas permanecem com ensino remoto para mais de 27.834 mil alunos. Outras 29 escolas continuam no sistema híbrido para 27.548 alunos. A justificativa é que elas ainda não foram adequadas para o retorno.

Veja o retorno em números:

  • Estudantes que voltam às escolas estaduais: 230.000;
  • Quantidade de escolas estaduais: 235;
  • Estudantes que voltam às escolas municipais: 196.471;
  • Quantidade de escolas municipais: 390.

A edição nº 5.167 do Diário Oficial do Município (DOM), de sexta-feira (20), traz o decreto nº 5.126/2021, assinado pelo prefeito David Almeida, que ampara o retorno das atividades presenciais, no âmbito da rede municipal de ensino.

De acordo com a prefeitura, aproximadamente 15 mil trabalhadores da rede municipal de ensino tomaram a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus, e mais de 4,2 mil receberam a segunda dose do imunizante.

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2021 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus