Quando eu tinha 15 anos, eu tomava benção dos meus pais, avós, tios e padrinhos, hoje os jovens de 15 anos não fazem mais isso, com a justificativa que os tempos mudaram, e isso é coisa do passado.

Quando eu tinha 15 anos, eu morria de medo que o meu professor ameaçasse de chamar minha mãe na escola, pois era certo que eu iria pegar uma “surra” por causa disso, por que minha mãe iria concordar com tudo que a professora falasse, já que os professores na minha época representavam nossos pais, e por simples meio ponto eu poderia ser reprovado e perder o ano letivo todo.

Hoje a molecada de 15 anos perdeu o completo respeito pelos seus professores, e quando chamam seus pais na escola, para falar do seu comportando, os pais querem agredir o professor, defendendo seu “anjinho” mesmo sem saber do que se trata.

O próprio sistema educacional implantou isso, quando obrigou os professores a passarem os alunos de qualquer forma, apenas para manter um falso índice educacional, por isso hoje vemos alunos de terceiro ano que não sabem nada, e tiram zero numa simples redação do ENEM, onde enfim, essa maquiagem educacional é desmanchada.

Quando eu tinha 15 anos, eu aprendi a ver as mulheres como sagradas, pois são mães, filhas e algum dia eu teria uma que iria me acompanhar pela vida inteira, hoje os moleques de 15 anos, enxergam as mulheres como um simples objeto sexual, manipulados muitas vezes por outros adultos, que ajudam a propagar essa imagem da mulher como um “objeto”, outros covardes fazem das mulheres sua “propriedade” e tudo isso assistido e ouvido através de novelas e músicas que dão a entender tudo isso.

Quando eu tinha 15 anos, os homossexuais andavam no nosso meio normalmente, sem distinção e sempre vistos como excelentes profissionais em qualquer área que atuassem, cresci ouvindo Renato Russo, Cazuza, Freddie Mercury, e assistindo a Vera Verão, Rogéria, aos shows de transformismo no programa do Silvio Santos  e de tantos outros artistas homossexuais.

Hoje a molecada de 15 anos enxerga os homossexuais como inimigos que querem destruir a família, em um discurso passado por alguns líderes religiosos e outras pessoas intolerantes, uma intolerância que se espalhou de ambos os lados, pois tudo é motivo para discussões sobre homofobia, pois hoje em dia não importa mais o talento, e sim o gênero, e isso é Lamentável!

Aí vem aquela questão, de quem é a culpa de toda essa mudança?

O atentado ocorrido em Suzano levantou vários embates sobre os tempos atuais, e eu me atrevo a dizer que não foi culpa das armas, do governo, ou do vídeo game… Eu só vejo a responsabilidade de tudo isso que vem acontecendo dos próprios pais, através de um sistema manipulado pela mídia extremista que vem trabalhando a cabeça e o comportamento dos nossos jovens nos últimos 20 anos.

Se os pais não voltarem a se impor como pais  de novo, parando com essa “onda” de  querer ser apenas amigos,  curtindo suas postagem no Facebook e se comunincando apenas pelo WhatsApp, daqui mais uns 20 anos, serão os filhos que estarão no controle da vida dos seus pais, que não passaram de simples animais de estimação dos seus filhos mimados.

 

 

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Carpê Andrade
Carregar mais por Artigos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Atentados em igrejas católicas no Sri Lanka deixam mais de 200 mortos no Domingo de Páscoa

Pelo menos 207 pessoas morreram e cerca de 450 ficaram feridas neste domingo após uma séri…