Conecte-se conosco

Esportes

Após ataque a ônibus do UFC em NY, McGregor se entrega à polícia

Avatar

Publicado

em

A noite de Conor McGregor nesta madrugada de sexta-feira (6) será detido pelo Departamento de Polícia de Nova York.

Após causar uma grande briga na Barclays Center no início da tarde, invadindo o local com cerca de mais dez pessoas à procura de Khabib Nurmagomedov, o lutador irlandês deixou o local e foi dado como foragido, com mandado de prisão expedido.

Ainda nesta noite, Conor McGregor se apresentou às autoridades locais, onde ficará sob custódia para a investigação do caso ocorrido no Brooklyn. As informações foram dadas pelo “TMZ Sports” e pela emissora americana “NBC”.

Segundo o porta-voz da Polícia de NY, George Tsourovakas, McGregor está sob custódia do departamento e a investigação está em andamento.

McGregor se entregou esta noite na 78ª Delegacia em Nova York, segundo o site “MMAjunkie”. Ele ainda não foi acusado de nenhum crime, mas a “NBC-4 News” informou que o irlandês deve responder por agressão.

Conor McGregor invadiu o Barclays Center e atacou um ônibus do UFC em Nova York – Foto: Reprodução

McGregor foi filmado invadindo a área em que os ônibus estavam estacionados e atacou os veículos com um carrinho de carga e gradeados de ferro. Michael Chiesa e Ray Borg foram atingidos por estilhaços e foram vetados do evento. Artem Lobov, amigo de McGregor e que também lutaria no evento contra Alex Caceres, foi filmado participando do ataque e foi retirado do card por Dana White.

Logo depois do incidente na arena, Dana White deu entrevista à ”ESPN.com” e repudiou com veemência o ataque de Conor e seus amigos, chamando-os de “bandidos”.

”Foi a coisa mais nojenta que já aconteceu na história da companhia (…). Vocês podem imaginar que ele vai ser processado além do que se imagina, e esta foi uma decisão muito ruim para a carreira dele (…). O que aconteceu aqui hoje foi que Conor e aproximadamente 20 caras receberam acesso aparentemente pelos caras do MacLife – site oficial de Conor McGregor -, que estavam credenciados. Eles abriram a porta por uma entrada, invadiram o edifício, desceram até o estacionamento de cargas onde os lutadores estavam entrando nos ônibus, e começaram o ataque, jogando latas de lixo e coisas assim. Quebraram uma das janelas e cortaram o Michael Chiesa bem feio. Ele cortou a cabeça, cortou o rosto. Rose Namajunas quase foi atingida e está muito chateada agora – ela basicamente saiu e voltou a pé para o hotel. O ataque ainda quebrou uma das juntas dos dedos de um dos nossos funcionários, e obviamente todos ficaram abalados quando 30 bandidos… Esses caras estavam todos cortando peso e se preparando para uma luta,” afirmou.

Assista o vídeo do momento em que McGregor se entrega:

Vídeo do momento do vandalismo:

https://www.youtube.com/watch?v=k9fRu-Cl9w0

*Informações da fonte: Sportv

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Libertadores volta a ter decisão 100% brasileira após 15 anos

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Disputada pela primeira vez em 1960, a Libertadores só teve três finais entre times do mesmo país até hoje. A quarta será no próximo dia 30, entre Santos e Palmeiras, às 17h (horário de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro. O Peixe se classificou nesta quarta-feira (13), ao atropelar o Boca Juniors (Argentina). O Verdão avançou na terça-feira (12) ao superar o River Plate (Argentina) no placar agregado. Quinze anos depois, a decisão do maior torneio de clubes da América do Sul será 100% brasileira.

A primeira vez foi em 2005, quando se enfrentaram São Paulo e Athletico-PR. Como a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) avaliou que a Arena da Baixada (antes da reforma para a Copa do Mundo de 2014), em Curitiba, não tinha capacidade mínima para receber o jogo de ida, o Furacão teve de mandar o duelo no Beira-Rio. Após um empate por 1 a 1 em Porto Alegre, o Tricolor goleou no Morumbi, na capital paulista, por 4 a 0, e assegurou o tricampeonato sul-americano.

No ano seguinte, o São Paulo voltou à decisão continental, desta vez contra o Internacional. Diferentemente de 2005, o primeiro jogo foi no Morumbi, com vitória colorada por 2 a 1, em grande atuação do atacante Rafael Sobis. O empate por 2 a 2 no Beira-Rio deu aos gaúchos o primeiro título da Libertadores.

Em 2007, a Conmebol determinou que não poderiam mais ocorrer finais entre clubes do mesmo país. Por isso, nas semifinais daquele mesmo ano, apesar de estarem em lados opostos do chaveamento, Santos e Grêmio tiveram que se enfrentar antes da decisão.

A medida foi mantida até 2017. Um ano depois, o confronto valendo o título voltou a reunir dois times de uma mesma nação. Desta vez, os argentinos Boca e River. O jogo de ida, na Bombonera, terminou empatado em 2 a 2. Após um ataque de torcedores ao ônibus dos Xeneizes no caminho até o estádio Monumental de Nuñez, também em Buenos Aires, a partida de volta foi suspensa e levada para o Santiago Bernabeu, em Madri, na Espanha. Os Millionarios ganharam por 3 a 1 e ficaram com o título pela quarta vez.

A final entre Santos e Palmeiras será a primeira entre dois times de um mesmo estado do Brasil e também a primeira vez que a dupla se enfrenta em uma decisão no Maracanã. O Peixe tem oito títulos no estádio carioca: quatro Campeonatos Brasileiros (1962, 1964, 1965 e 1968), três Torneios Rio-São Paulo (1963, 1964 e 1997) e o Mundial de 1963. O Verdão ergueu duas taças no Maracanã: o Brasileiro de 1967 e a Copa Rio de 1951, competição que o clube pleiteia ser reconhecida como primeiro Mundial.

 

*Por Lincoln Chaves / Tv Brasil e Rádio Nacional 

*Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Santos atropela Boca e garante final brasileira na Libertadores

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Andre Penner / Reuters

O Santos se classificou à decisão da edição 2020 da Libertadores com enorme autoridade. Dominante do começo ao fim dos 90 minutos, o Peixe atropelou o Boca Juniors (Argentina) por 3 a 0 nesta quarta-feira (13), na Vila Belmiro, em Santos (SP). Há uma semana, no jogo de ida do confronto pelas semifinais, em Buenos Aires, as equipes empataram sem gols.

Foi a terceira vez que Santos e Boca realizaram um duelo decisivo pela competição. Em 1963, o Peixe do Rei Pelé levou a melhor na final, assegurando o bicampeonato sul-americano. Quarenta anos depois, novamente em uma decisão, os Xeneizes deram o troco, liderados por Carlitos Tevez. O atacante de 36 anos, aliás, integra o atual elenco da equipe argentina, mas, desta vez, nada pôde fazer.

Campeão em 1962, 1963 e 2011, e vice em 2003, o Alvinegro terá pela frente o rival Palmeiras em uma inédita final 100% paulista, no próximo dia 30, às 17h (horário de Brasília), no estádio do Maracanã (Rio de Janeiro). O Verdão se classificou na terça-feira (12), mesmo derrotado por 2 a 0 pelo River Plate, também da Argentina, em São Paulo. O Alviverde levou a melhor pelo placar agregado (3 a 2), pois havia vencido na semana anterior, fora de casa, por 3 a 0.

Repetindo a postura adotada no jogo em que recebeu (e atropelou) o Grêmio nas quartas de final por 4 a 1, o Santos apresentou grande intensidade desde o apito inicial. Com menos de um minuto, o atacante Marinho acertou a trave. Aos 15, após um chute do atacante Yeferson Soteldo desviar no braço do zagueiro Lisandro López dentro da área, o meia Diego Pituca ficou com a sobra e abriu o placar.

Aos 32 minutos, o zagueiro Lucas Veríssimo deu um susto ao levar uma pancada em uma disputa de bola pelo alto. O impacto fez sair muito sangue da cabeça do defensor, que teve de sair de maca de campo. Mas o jogador não só voltou ao gramado (quase cinco minutos depois) como, antes do segundo tempo, recebeu quatro pontos na região atingida e atuou o restante da partida com uma proteção e uma touca de natação.

Com Marinho e o também atacante Kaio Jorge infernizando a defesa xeneize, e o ataque argentino sem espaços devido à forte marcação, o Alvinegro foi para o intervalo mais perto de ampliar a vantagem do que de sofrer o empate. Dito e feito. Aos três minutos da etapa final, Soteldo invadiu a área pela esquerda, cortou para a perna direita e mandou para as redes. No lance seguinte, Marinho fez o que quis na área do Boca e rolou para o atacante Lucas Braga sacramentar a classificação.

Mesmo com o 3 a 0 no placar, o Santos buscou o quarto gol a todo instante. Marinho (duas vezes, uma em um quase gol olímpico) e Kaio Jorge até chegaram perto. Abatido e com um a menos desde os dez minutos, quando o lateral Frank Fabra foi expulso por falta em Marinho, o Boca assustou somente uma vez, em um cruzamento do atacante Sebástian Villa que obrigou o goleiro João Paulo a uma grande defesa, no reflexo. Após o apito final, a festa santista teve início na Vila Belmiro.

 

*Por Lincoln Chaves / Tv Brasil e Radio Nacional

*Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Série D: Novorizontino envolve Fast Clube e garante acesso

Avatar

Publicado

em

Por

Fotos: Lucas Valéo/Grêmio Novorizontino

Depois do Mirassol, foi a vez de outro time do interior paulista assegurar vaga na próxima edição da Série C do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (10), o Novorizontino voltou a vencer o Fast Clube-AM, desta vez por 3 a 0, no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP), pelas quartas de final da Série D. O jogo foi transmitido ao vivo pela TV Brasil. Além da vaga na semifinal, o resultado garantiu ao Tigre o inédito acesso à terceira divisão nacional. (mais…)

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus