Conecte-se conosco

Destaque

Após manifestação, Rota Universitária continuará atendendo estudantes de Iranduba

Avatar

Publicado

em

rota universitária

Após a prefeitura do Iranduba (distante 19 quilômetros de Manaus) suspender o transporte universitário na última semana, alegando falta de recursos para continuar bancando o benefício, os estudantes saíram pelas ruas do município reivindicando a manutenção do programa. Depois de quase sete horas de protesto, finalmente, os manifestantes tiveram sua reivindicação atendida e a Rota Universitária deve continuar até março de 2019.

O manifesto começou em frente à sede da prefeitura, por volta das 8h da manhã. Os estudantes – que estavam portando cartazes e caixa de som – solicitaram uma audiência com o prefeito Francisco da Silva, também conhecido como ‘Chico Doido’. Porém, o atendimento foi realizado pelo secretário da Casa Civil do Município, George Gomes, por volta de 11h, cerca de três horas após o início do ato.

rota universitária

Os estudantes esperando serem atendidos pelo prefeito ”Chico Doido” – Foto: Divulgação

No gabinete do secretário, George Gomes disse aos representantes da Associação dos Estudantes de Iranduba, João Murilo e Eduardo Rodrigues (presidente e vice, respectivamente), que a decisão da suspensão do serviço partiu da Secretaria de Finanças, da qual é gerenciada pela filha do prefeito, Anna Viana.

Ainda conforme o secretário, a decisão foi tomada sob a alegação de que a quantidade de alunos era insuficiente e, por conta disso, o município não iria mais arcar com o benefício, pois, segundo Anna, seria um “gasto desnecessário” continuar pagando pelo serviço. Contudo, a secretária mandou suspender a rota em sua totalidade, uma vez que a suspensão tinha caráter parcial, alegando que não pretendia voltar atrás na decisão.

Princípio de tumulto

Depois de saberem que não teriam sua reivindicação aceita, os estudantes saíram da prefeitura e tomaram as ruas do local. Os manifestantes foram para estrada e fecharam a entrada para os motoristas que trafegavam de Manaus até o município. Houve ainda princípio de tumulto quando a fila parada de carros aumentou. Alguns motoristas e motoqueiros se exaltaram, enquanto outras pessoas compreenderam a situação e apoiaram a manifestação.

rota universitária

Momento em que os manifestantes fecharam a estrada – Foto: Divulgação

Enquanto a manifestação prosseguia, os estudantes perceberam que, entre os veículos parados, o carro da vereadora do município Larissa Gomes (PSDB) estava no local – o que, de certa forma, serviu para que a Rota Universitária fosse aprovada.

Após ser chamada para ajudar os alunos, a parlamentar afirmou que iria marcar uma audiência com o prefeito no dia seguinte, proposta prontamente descartada. A vereadora, então, ligou para o prefeito e depois de muito diálogo, o mesmo aceitou conversar com os manifestantes. O encontro aconteceu por volta das 12h30.

As universitárias Amanda Santos, do curso de enfermagem, e Hingled Evellyn, estudante de Arquitetura, se dirigiram ao encontro do prefeito que estava no Distrito de Cacau Pirera. Depois de meia-hora de conversa, as estudantes voltaram até o local da manifestação e repassaram aos demais sobre a posição de ‘Chico Doido’, que acatou a reivindicação e se comprometeu com a manutenção da rota.

rota universitária

As universitárias Amanda Santos e Hingled Evellyn em reunião com o prefeito Francisco da Silva – Foto: Divulgação

Secretaria de Educação

Segundo o prefeito, o mesmo afirmou não saber, até o momento da paralisação, acerca do cancelamento da rota. Já os estudantes salientaram que o chefe do Executivo de Iranduba havia afirmado que a decisão partiu de sua filha, que é secretária de finanças do município, e informou que a empresa foi quem alegou quantitativo insuficiente de alunos – o que, para os manifestantes, tal posição do município em não averiguar a veracidade da informação é uma atitude estranha.

Ainda conforme o prefeito, o erro foi da Secretaria de Educação, pois não foi repassada a quantidade exata de alunos, uma vez que ela é a responsável pelo controle do número de estudantes. Contudo, quem acabou passando a informação acerca da questão foi a própria empresa, o que causou estranhamento por parte dos manifestantes.

Empresas

Segundo o presidente da Associação dos Universitários de Iranduba, João Murilo, duas empresas – Donizetes Transportes e FC Transportes – ficaram responsáveis pela prestação do serviço. A prefeitura, através do Pregão Presencial 005/17, fez a contratação das empresas para cuidarem do serviço.

Os estudantes informaram que as empresas estão há dois meses sem receber o pagamento pelo serviço e, conforme o contrato, elas têm o direito de paralisar as atividades após 90 dias sem receber. Porém, segundo os alunos, os empresários não estão cumprindo essa cláusula contratual e estão parando quase que a todo momento.

Fim da manifestação

Após a decisão do prefeito, que afirmou que a Rota Universitária continuará atendendo os estudantes, os manifestantes liberaram a estrada para a normalização do tráfego de veículos e retornaram para a sede da prefeitura, local onde se deu o início do ato, a fim de anunciar o término do evento e dar a notícia sobre a continuidade da rota aos interessados, que deverá seguir até março de 2019, conforme está no contrato.

O Transporte Universitário foi aprovado por Lei Municipal em 1 de dezembro de 2016.

rota universitária

Após seis horas e meia, os alunos comemoraram a decisão do prefeito e deram fim à manifestação – Foto: Divulgação

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Amazonino perde mais uma vez na Justiça Eleitoral para David Almeida

Avatar

Publicado

em

Por

A Corte Eleitoral determinou que Amazonino pare de usar áudio gravado de forma clandestina e editada contra David Almeida

O juiz coordenador da propaganda eleitoral, Moacir Pereira Batista, determinou, por meio de liminar, que o candidato Amazonino Mendes (Podemos) pare de veicular imediatamente no programa eleitoral e em redes sociais o áudio gravado de forma clandestina de David Almeida, após o debate da TV Norte (SBT Manaus), que aconteceu no último dia 25.

Em sua decisão, o juiz afirma que distorções de fatos e “fake news” (notícias falsas) têm sido veiculadas e ruminadas com as mais diversas finalidades, que vão desde o mero humorismo sarcástico até a desconstrução sistemática de axiomas para o estabelecimento de novos padrões sociais.

Ele ainda argumenta que o áudio ingressa na esfera da falsa informação veiculada ao eleitor, inserindo-se no campo da notícia sabidamente inverídica, na esteira da norma contida no artigo 27, inciso 1º da Resolução TSE número 23.610/2019, a atingir a honra de David Almeida.

Com isso, o juiz determinou que Amazonino pare imediatamente de veicular a propaganda ofensiva em qualquer meio de comunicação – TV, rádio e internet -, até o julgamento do mérito, sob pena de aplicação de multa de R$ 100 mil por descumprimento (por cada veiculação transmitida), compatível com a gravidade das condutas e de configuração do crime de desobediência, devendo ser comunicadas a ilha e as emissoras

Após a repercussão do áudio, David se manifestou explicando o que aconteceu de maneira honesta, dando detalhes. “Quando o debate acabou, tentei me despedir respeitosamente e recebi uma série de ofensas como resposta. Pedi calma uma, duas vezes, e continuei sendo ofendido por Amazonino. Então, reagi verbalmente. Nesse momento, o marqueteiro dele, Marcos Martinelli, passou a me filmar, o que aumentou a minha indignação”, explicou David.

O candidato da coligação Avante Manaus acumula cerca de 100 direitos de resposta garantidos pela justiça contra Amazonino Mendes, que pautou toda sua eleição em ataques, esquecendo de apresentar propostas para a população, além de ter participado de apenas um debate.

Continue lendo

Destaque

Idoso de 84 anos é espancado e mordido durante assalto em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução

Um idoso de 84 anos foi brutalmente agredido com pancadas e mordidas na tarde desta quarta-feira (25), dentro da casa onde mora, localizada no bairro Centro, zona sul de Manaus.

De acordo com informações repassadas pela filha da vítima, o criminoso se passou por uma pessoa que capina quintal e aceitou o serviço oferecido pelo idoso, que desejava manter um terreno ao lado da residência limpo.

O criminoso, até o momento não identificado, teve acesso à casa da vítima. Ele entrou na residência, deu um golpe de gravata no idoso e seguiu com as agressões, desferindo pancadas e mordidas na barriga e peito da vítima.

Segundo informações preliminares, o infrator subtraiu bens, como uma bolsa de dinheiro, documentos, videogame e um aparelho DVD. O caso foi registrado 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

 

*Com informações de assessoria

Continue lendo

Destaque

Incêndio de grandes proporções deixa uma pessoa ferida em fábrica de Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

Um incêndio de grandes proporções, em uma fábrica de depósito recicláveis, deixou uma pessoa ferida, na madrugada desta sexta-feira (27), na Comunidade da Sharp, bairro Armando Mendes, zona leste de Manaus. Essa é a segunda vez que o local pega fogo em dois anos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima é um homem que sofreu queimaduras de 2º grau nos pés e precisou ser levado para o SPA do Coroado. O fogo começou por volta das 4h20 e devastou a  fábrica. Os bombeiros tiveram bastante trabalho para conter as chamas.

Além dos estragos no local, dois carros sendo um modelo Gol e o outro um caminhão baú, foram destruídos completamente. Eles estavam estacionados na frente do estabelecimento.

Algumas residências próximas sofreram ação da radiação e sofreram danos menores. Os bombeiros conseguiram controlar as chamas e atuam nesse momento na fase da extinção dos focos e se preparam para iniciar a fase de rescaldo.

 

*Com informações de assessoria

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus