Conecte-se conosco

Mundo

Assembleia especial das Nações Unidas debate situação de Jerusalém

Avatar

Publicado

em

ONU

Os 193 membros da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) farão uma rara sessão especial de emergência nesta quinta-feira (21), a pedido de países árabes e muçulmanos, a respeito da decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. A informação é da agência Reuters.

O enviado palestino à ONU, Riyad Mansour, disse que a Assembleia Geral votará um esboço de resolução que pede que a declaração de Trump seja retirada, o que foi vetado pelos EUA na reunião do Conselho de Segurança da ONU de 15 integrantes na segunda-feira (18). Os outros 14 membros do conselho votaram a favor de uma resolução redigida pelo Egito, que não mencionou os EUA ou Trump especificamente, mas expressou “profundo pesar com decisões recentes relativas ao status de Jerusalém”.

Ainda na segunda-feira Mansour disse que espera haver um “apoio majoritário” à resolução na Assembleia Geral. Tal votação não tem caráter obrigatório, mas tem peso político.Segundo uma resolução de 1950, uma sessão especial de emergência pode ser convocada na Assembleia Geral para analisar uma questão “com vistas a fazer recomendações apropriadas aos membros para medidas coletivas” se o Conselho de Segurança se omitir.

Só 10 sessões do tipo da que será realizada na quinta-feira já foram convocadas. A última vez em que a Assembleia Geral se reuniu para uma delas foi em 2009, para tratar de Jerusalém Oriental sob ocupação e dos territórios palestinos. A reunião de quinta-feira será uma retomada daquela sessão.

Reversão

Com sua decisão sobre Jerusalém, Trump reverteu décadas de política externa dos EUA, ao reconhecer a cidade como a capital israelense, provocando revolta nos palestinos e no mundo árabe e preocupação entre os aliados ocidentais de Washington. O esboço de resolução da ONU também conclamou todos os países a evitarem estabelecer missões diplomáticas em Jerusalém.

A embaixadora norte-americana na ONU, Nikki Haley, disse que a resolução foi barrada no Conselho de Segurança em defesa da soberania dos EUA e do papel de seu país no processo de paz israelo-palestino.

Ela criticou a decisão do Conselho de Segurança, classificando-a como um insulto a Washington e um constrangimento para os membros do Conselho. Israel considera Jerusalém como sua capital eterna e indivisível e quer todas as embaixadas na cidade. Os palestinos querem a capital de um futuro Estado independente no setor oriental de Jerusalém, que os israelenses capturaram na Guerra dos Seis Dias de 1967 e anexaram, uma ação jamais reconhecida internacionalmente.

*É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados.

Por Agência Brasil

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Câmara dos Deputados dos EUA começa a debater impeachment de Trump

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução/Internet

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos começou a debater nesta quarta-feira a legislação para o impeachment do presidente Donald Trump pela segunda vez em seu mandato.

A Câmara deve primeiro realizar uma votação estabelecendo regras para o debate de quarta-feira. Superada essa etapa, como esperado, abrirá caminho para uma votação ao longo do dia para aprovar um artigo de impeachment acusando Trump de incitar insurreição em um discurso que ele fez na semana passada que levou à invasão do Capitólio dos EUA.

De acordo com o deputado Steny Hoyer, segundo democrata mais importante na Câmara, A Casa Legislativa planeja enviar o artigo de impeachment ao Senado ainda esta semana.

“Não há razão para que não possamos enviá-lo esta semana. Pretendemos fazer isso”, afirmou ele à MSNBC em uma entrevista nesta quarta-feira, citando discussões com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

A cerimônia de posse do presidente eleito dos EUA, Joe Biden, ocorre em 20 de janeiro.

 

*Por Richard Cowan / Reuters 

Continue lendo

Mundo

Arábia Saudita anuncia criação de cidade ecológica sem carros

Avatar

Publicado

em

Por

Príncipe Mohammed bin Salman - Foto: Saudi Royal Court/REUTERS

A Arábia Saudita, o maior exportador mundial de petróleo bruto, anunciou a criação de uma cidade ecológica com “zero carros, zero estradas, zero emissões de CO²” no Neom, área no noroeste do país que se encontra em desenvolvimento.

(mais…)

Continue lendo

Mundo

Covid-19: EUA ultrapassam pela primeira vez 4 mil mortes em 24 horas

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: REUTERS / Mike Blake

Os Estados Unidos ultrapassaram pela primeira vez as quatro mil mortes em 24 horas devido ao novo coronavírus, segundo fontes oficiais, enquanto especialistas do país alertam que a pandemia vai piorar este mês.

O país registrou ontem (7) o recorde de 4.033 mortes atribuídas à covid-19, segundo dados do Covid Tracking Project (Projeto de Rastreamento Covid).

Segundo dados oficiais, o número total de mortes pela pandemia já chega aos 365,4 mil no país, o mais afetado pela covid-19, com mais de 21,5 milhões de pessoas infectadas entre os 88 milhões de casos positivos registrados em todo o mundo.

Anthony Fauci, o principal especialista em doenças infecciosas, que será o conselheiro do presidente eleito Joe Biden, observou que o número diário de mortes continuará a aumentar nas próximas semanas e recomendou paciência com o programa de vacinação que está sendo preparado para todo o país, segundo a mídia local.

Em entrevista a uma rádio norte-americana, Fauci disse que o alto número de óbitos provavelmente continuará e é um reflexo do aumento de viagens e reuniões durante os feriados mais recentes.

“Acreditamos que as coisas vão piorar à medida que entrarmos em janeiro”, disse, sublinhando que ainda é possível “reduzir essa aceleração” com a adesão estrita a medidas de saúde pública, como distanciamento social e uso de máscaras.

De acordo com o jornal The New York Times, até agora pelo menos 5,9 milhões de pessoas nos Estados Unidos receberam uma dose de uma das duas vacinas contra a covid-19 que foram aprovadas, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças.

Esse número está bem abaixo da meta estabelecida pelas autoridades federais, que planejam vacinar pelo menos 20 milhões de pessoas antes do fim de dezembro.

 

*Fonte: RTP

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus