Conecte-se conosco

Polícia

Atendimento psicossocial da Deaai já solucionou 40 casos de estupro no AM

Avatar

Publicado

em

O psicossocial nasceu de uma adaptação, uma vez que a escuta especial orienta que a criança seja ouvida por um psicólogo e assistente social. (Foto: Carlos Soares/SSP-AM)

Oferecendo um atendimento humanizado e técnico para vítimas e autores de crimes envolvendo crianças e adolescentes, o serviço psicossocial da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), da Polícia Civil do Amazonas, já solucionou 40 casos de violência sexual este ano. O atendimento, que conta com a presença de um psicólogo, uma investigadora e assistente social, abrange também casos de ameaças, injúria, brigas familiares e casos de meninos e meninas que fogem de casa.

Dentre os casos solucionados pela especializada, está o de uma menina de 12 anos que estava grávida. Durante as investigações, os profissionais foram informados que a vítima já tinha se relacionado com, aproximadamente, 10 homens que moravam na mesma comunidade que ela, na rodovia BR-174 (Manaus-Boa Vista), e não sabia quem era o pai da criança que ela esperava. O psicossocial, além de ouvir a vítima e os familiares, também ouviu os suspeitos, indiciando os homens pelo crime de estupro de vulnerável.

Segundo a delegada Elizabeth de Paula, titular da Deaai, o psicossocial nasceu de uma adaptação, uma vez que a escuta especial orienta que a criança seja ouvida por um psicólogo e assistente social.

“A delegacia se adaptou e criou um núcleo psicossocial mais humanizado para ouvir vítimas de estupro. No primeiro momento, o atendimento se concentra na vítima, mas posteriormente foi sentida a necessidade de estender para o autor. Em média, realizamos de dois a três atendimentos por dia, porque na pandemia houve uma diminuição. Até o momento tem 40 casos concluídos e outros em andamento, pois são casos que estão em fase de boletim de ocorrência”, informou.

Ainda de acordo com a delegada, há casos em fase de visita familiar. O serviço psicossocial, no primeiro momento, escuta a vítima, mas depois eles vão à residência, pois se faz necessário no processo de atendimento.

“Normalmente, quando chegamos à casa, a história se mostra bem diferente da que é contada na delegacia. Por conta disso, nós vamos ao local, fazemos fotos, conhecemos muitas vezes onde se deu o crime, ouvimos os familiares. Durante os trabalhos do psicossocial, nós expandimos os atendimentos, porque teve essa necessidade. Acabamos por resolver também os casos de ameaças, as brigas familiares, injúrias, ameaça a mães e casos de garotos que fogem de casa”, relatou Elizabeth de Paula.

Caso solucionado

Outro exemplo de caso atendido pelo psicossocial foi o de uma menina que teve o rosto queimado pela irmã, que é usuária de drogas. A vítima vinha de uma família que era envolvida com o tráfico de drogas, e a irmã acabou pondo fogo no rosto da criança, causando uma tragédia. Foi a especializada que foi responsável por encontrar alguém para tomar conta da criança, permitindo que ela vivesse em um lar seguro.

 

*Com informações de assessoria

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Adolescente confessa plano na morte do pai em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) apreendeu uma adolescente de 16 anos, na madrugada de segunda-feira (22), por volta de 4h, acusada de cometer o ato infracional análogo ao de homicídio contra o próprio pai. A apreensão aconteceu na Comunidade União da Vitória, bairro Tarumã, zona oeste de Manaus.

De acordo com a delegada Elizabeth de Paula, titular da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI) , o fato ocorreu também na madrugada da segunda-feira, por volta de 1h, no mesmo local no qual a adolescente foi presa. Ela teria planejado o crime há, pelo menos, uma semana.

“A menor teria deixado a porta de casa aberta para que dois homens adentrassem a residência e praticassem o crime. Eles estavam portando facas e desferiram golpes enquanto a vítima estava dormindo. O pai da adolescente ainda conseguiu se defender e revidar as agressões contra um dos homens, que foi morto no local. Já o segundo indivíduo acabou fugindo do local”, detalhou a autoridade policial.

O pai da acusada chamou ajuda, foi levado para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, localizado no bairro Adrianópolis, zona centro-sul da capital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Ainda conforme a delegada Elizabeth de Paula, já havia de um desgaste por parte da adolescente para com o pai em sua relação familiar. “A menina confirmou ter planejado o ato contra o pai. Contou que ele sempre foi bastante agressivo com ela, e que suas irmãs e sua mãe eram, frequentemente, agredidas pelo mesmo. E para tentar protegê-las, a adolescente teria feito o acordo com os dois homens”, revelou a autoridade policial.

A adolescente de 16 anos vai responder por ato infracional análogo ao crime de homicídio e foi encaminhada à Unidade de Internação Provisória (UIP), localizada na Avenida Desembargado João Machado, bairro Alvorada, zona centro-oeste, onde aguardará decisão da Justiça.

Com informações da assessoria

Continue lendo

Amazonas

Criança morre no interior do AM após receber 4 anestesias para enfaixar braço quebrado

Avatar

Publicado

em

Por

Um menino de 6 anos morreu no sábado (20), em Manicoré (AM), após receber quatro anestesias para enfaixar um braço quebrado. A informação é da mãe do menino, Sandy Freitas, que chegou a acompanhar a aplicação das doses. O G1 tenta contato com a Secretaria de Estado da Saúde e com a Secretaria Municipal de Saúde do município, distante 330 quilômetros de Manaus, para um posicionamento oficial.

Saimon Gabriel Freitas Neri da Costa deu entrada no hospital Dr. Hamilton Cidade na quinta-feira (18), após sofrer um acidente de moto com o pai, que também ficou internado. Na colisão, a criança fraturou o braço e foi levada à unidade hospitalar, mas no sábado ainda não tinha imobilizado o membro. A mãe conta que o menino foi levado à sala do procedimento por volta de 21h30.

Segundo a mãe, o médico aplicou três anestesias locais antes de enfaixar o menino. No entanto, ao ver que a criança continuava acordada e sentindo dor, teria aplicado uma quarta anestesia, geral. A mãe, que continuava na sala de procedimentos, disse que começou a prestar atenção nos sinais vitais da criança.

“Vi o pezinho dele ficar branco, branco. Depois toquei no coração dele, senti ficando fraco e quando eu falei para o médico, ele verificou que a boca dele estava ficando roxa e aí começou a fazer uma massagem para tentar reanimá-lo”, disse aos prantos.

Em seguida, os médicos levaram o menino para outra sala do hospital onde, segundo a mãe, ele foi intubado. Ela afirmou que não pôde entrar na sala e que a notícia do falecimento só foi dada por volta de 22h30. A criança foi enterrada dois dias depois e a mãe espera justiça pelo filho.

Fonte: G1 Amazonas

Continue lendo

Amazonas

Homem é morto na calçada de casa no bairro do Zumbi dos Palmares

Avatar

Publicado

em

Por

Na noite da última quarta-feira (24), um homem identificado como Dilson da Silva Galvão, de 28 anos, foi brutalmente alvejado a tiros e morreu na calçada de casa, na rua Padre Josimo, bairro Zumbi dos Palmares, zona leste de Manaus.

De acordo com informações de moradores da região, dois homens se aproximaram da casa da vítima, afirmaram serem entregadores de lanche e ao entrarem na vila em que Dilson mora, foram rapidamente até o kitnet dele e efetuaram dois disparos fatais.

Moradores e familiares ainda tentaram socorrer Dilson, levando-o para a calçada enquanto o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estava a caminho, mas ele acabou agonizando até a morte alí mesmo.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para remover o corpo da vítima. O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

 

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus