Conecte-se conosco

Saúde e Bem Estar

Bebê de 7 meses morre vítima de sarampo em Manaus, confirma Secretaria de Saúde

Avatar

Publicado

em

Sarampo no Amazonas

Um bebê de 7 meses morreu vítima de sarampo em Manaus, confirmou nesta quinta-feira (5) a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Esta é a primeira morte confirmada pela doença na capital amazonense. A criança, um menino, apresentou sintomas como febre, exantema, tosse e coriza. Confira aqui lista com locais para receber a vacina em Manaus.

Conforme último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, o número de casos confirmados de sarampo em Manaus chegou a 271 e outros 2.231 foram notificados. De acordo com a Semsa, o órgão aguardava apenas o resultado do exame de sorologia feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen-AM) para confirmar a causa do óbito.

A morte de outro bebê, uma menina de 9 meses, também por suspeita de sarampo também está sendo investigado. Neste caso, a Semsa não fez a coleta de material, no entanto, técnicos estão fazendo buscas para identificar se a criança havia apresentado os sintomas antes do falecimento.

De acordo com o histórico médico do bebê de 7 meses, ele não havia sido vacinado. Os primeiros sintomas – febre, exantema, tosse e coriza – foram apresentados no último 23 de junho. Com o agravamento do quadro, o bebê foi internado no Hospital e Pronto Socorro Infantil João Lúcio, no São José, Zona Leste, no dia 25, onde acabou falecendo três dias depois. A criança, segundo a Semsa, morava no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, segunda maior área de concentração de notificações e casos confirmados da doença.

No outro caso, da menina de 9 meses, que morreu no dia 23 de junho, não foi feita a coleta de sangue para a sorologia. Ela também não havia sido vacinada e residia na Zona Oeste. A investigação da causa da morte ainda deve demorar porque, de acordo com a Semsa, envolve levantamento de informações junto a familiares da bebê.

Situação de Emergência

Na última terça-feira (3), foi decretada “Situação de Emergência” em Manaus fim de agilizar os processos e procedimentos necessários para conter o avanço da epidemia do sarampo na capital. O decreto, assinado pelo prefeito Arthur Neto, tem validade de 180 dias e possibilita a aquisição imediata de bens e de serviços necessários à situação de anormalidade.

Outra medida a ser tomada será o reforço da vacinação nas ruas, onde já estão atuando 120 agentes e mais 140 já foram convocados para atuarem com a imunização em locais de aglomeração, como creches, escolas, shoppings e bairros de casa em casa.

Aumento da procura

Já no primeiro dia da decretação de emergência, as salas de vacinação do município registraram um aumento considerável na procura pela Tríplice Viral. Ainda assim, a Prefeitura de Manaus informou que está preparando uma campanha de conscientização, esclarecimentos e orientações para a população, que deve ser disparada na próxima semana.

“Vamos levar o máximo de informações, de forma bem didática, para que as pessoas entendam a necessidade de se vacinar. Estamos usando todos os meios disponíveis para que possamos livrar nosso povo dessa doença, que há 18 anos não tinha registros em nossa cidade, em nosso estado”, concluiu o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

 

*Com informações da assessoria de imprensa

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde e Bem Estar

OMS: milhões de mortes por ano podem ser evitadas com atividade física

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Rahel Patrasso/Reuters

Até 5 milhões de mortes por ano poderiam ser evitadas no mundo com um aumento da atividade física, estimou a Organização Mundial da Saúde (OMS), ao lançar linhas orientadoras para a área.

O combate ao sedentarismo deve ser praticado em todas as idades e mesmo por pessoas com condicionantes físicas por motivo de doença, defendeu a OMS, ao anunciar as novas diretrizes.

A organização sugeriu, nesse contexto, que devem ser destinadas pelo menos duas horas e meia a cinco horas, por semana, para atividade aeróbica moderada a vigorosa, no caso dos adultos.

Para crianças e adolescentes, a média recomendada é de uma hora por dia.

De acordo os dados da OMS, um em cada quatro adultos não pratica exercício físico suficiente, o mesmo se passando com quatro em cada cinco adolescentes.

“Globalmente, estima-se que isso custe US$ 54 bilhões em cuidados diretos de saúde e mais US$ 14 bilhões em perda de produtividade”, diz o documento.

A OMS alertou que a atividade física regular é fundamental para a prevenção e o controle de doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e câncer.

Ajuda também a diminuir os sintomas de depressão e ansiedade, “reduzindo o declínio cognitivo” e melhorando a memória e saúde do cérebro.

Com as novas linhas orientadoras, pretende-se ainda incentivar a prática regular de atividade física durante a gravidez e o pós-parto, destacando igualmente os “valiosos benefícios para a saúde” em pessoas que vivem com deficiências.

As recomendações abrangem todas as idades. Os idosos são aconselhados a incluir na rotina atividades que estimulem o equilíbrio e a coordenação, bem como o fortalecimento muscular, para ajudar a prevenir quedas e melhorar a condição física, que influencia diretamente a saúde.

Citado em comunicado, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que ser fisicamente ativo é fundamental para a saúde e o bem-estar: “Pode ajudar a adicionar anos à vida e vida a anos.”

Tedros Adhanom lembrou que cada movimento conta, especialmente em meio às restrições associadas à pandemia de covid-19.

“Devemos todos nos mover todos os dias, com segurança e criatividade”, afirmou.

No guia, a OMS defende que toda a atividade física é benéfica e pode ser feita de várias formas, desde o desporto até exercícios no dia a dia, a jardinagem, a caminhada ou a dança.

 

*Por RTP-Lisboa

Continue lendo

Destaque

Governo do AM oferta mais de 20 mil testes rápidos para HIV e quase um milhão de preservativos

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) inicia, a partir da próxima terça-feira (1º/12), a mobilização denominada Dezembro Vermelho, para sensibilizar a população sobre prevenção e tratamento precoce contra o HIV/Aids. Serão ofertados mais de 20 mil testes rápidos de HIV, além de 900 mil preservativos que serão distribuídos para a população nas unidades de saúde da capital e interior.

O Dezembro Vermelho foi escolhido pelo Ministério da Saúde em razão do Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado no mundo inteiro em 1º de dezembro.

Devido a pandemia do novo coronavírus, a abertura da campanha no dia 1º será on-line, realizada pelo canal da secretaria no Youtube (@SaudeAM). E, durante o mês de dezembro, palestras sobre a importância da conscientização da população quanto à prevenção do HIV (sigla em inglês para Vírus da Imunodeficiência Humana) e, ainda, sobre a importância do diagnóstico precoce e da adesão ao tratamento, serão realizadas por meio de mídias sociais como o Youtube.

Estratégias de prevenção – De acordo com a coordenadora estadual de IST/Aids da SES-AM, Vanessa Homobono, a prevenção deve ser vista como a combinação de diversas estratégias.

“Na campanha nós trabalhamos muito a questão da prevenção. Então, nós trabalhamos várias estratégias para se prevenir o HIV, o que chamamos de prevenção combinada. E o que é prevenção combinada? É uso de vários métodos preventivos como preservativo, seja interno ou externo, o uso da PrEP e da PEP, que são medicamentos que são administrados para evitar a soroconversão ou o contágio do HIV”, disse ela.

De acordo com a coordenadora, além de usar a camisinha, é fundamental fazer o teste precocemente; realizar o tratamento adequado do HIV e de qualquer outra IST; e, caso tenha tido uma situação de risco para o HIV, buscar a PEP (Profilaxia Pós-Exposição).

Vanessa explica que, agora, também está disponível a Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP), que é o uso de medicamento específico para evitar o HIV, com gerenciamento de risco para controle de outras ISTs. O tratamento preventivo é disponibilizado na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD).

Testes rápidos

Os testes rápidos, assim como a distribuição de preservativos, serão intensificados nas unidades de saúde, como a Policlínica Gilberto Mestrinho, Danilo Correa e o Centro de Atenção Integral a Melhor Idade (Caimi) André Araújo. Conforme a coordenação, além das unidades do Estado, a SES-AM envia preservativos para as unidades de saúde municipais, que também farão ações de prevenção.

“Não devemos esquecer também da testagem, que é extremamente importante, porque além de se prevenir você também está se monitorando, se testando, toda vez que se colocar em uma situação de risco de infecção”, reforçou a coordenadora.

FMT

A Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) também realiza na próxima terça-feira (1º/12) a abertura do Dezembro Vermelho. A programação para o mês inclui oferta de testagem, tanto na Fundação como em empresas do Distrito Industrial de Manaus, palestras, além da distribuição gratuita de unidades de preservativos masculinos e femininos.

A abertura oficial da campanha será com um workshop direcionado para jornalistas. Na oportunidade será apresentado o estudo Mosaico, da vacina contra o HIV.

Em 2 de dezembro, ocorrerá um dia de testagem para HIV no ambulatório da FMT-HVD. Durante todo o mês, a equipe da Fundação visitará algumas empresas do Distrito Industrial de Manaus. O objetivo é que mais de 600 testes sejam realizados. Além da testagem, serão realizadas palestras e distribuição de preservativos nestes locais.

Dados

No período de janeiro a julho de 2020, foram notificados 605 novos casos de HIV em adultos em todo o Amazonas. O sexo masculino é o mais acometido pelo HIV, e a faixa etária mais acometida, segundo as notificações, é de 20 a 29 anos de idade. Em 2019, foram 1.576 novos casos notificados.

Para o acompanhamento das pessoas vivendo com HIV na capital existem sete unidades, sendo seis Serviços de Assistência Especializada (SAEs) e duas Unidades Básicas de Saúde (UBS), distribuídas pelas diferentes zonas da cidade. A lista inclui: FMT-HVD, Fundação Alfredo da Matta, Policlínica Gilberto Mestrinho, Caimi Ada Viana e Policlínica Antônio Aleixo.

No interior, são sete SAEs ao todo, com uma unidade em cada um dos seguintes municípios: Parintins, Tabatinga, Tefé, Coari, Itacoatiara, Benjamin Constant e Maués.

 

*Com informações de assessoria

Continue lendo

Saúde e Bem Estar

Ministério da Saúde lança campanha de combate ao Aedes aegypti

Avatar

Publicado

em

Por

Aedes aegypti

O Ministério da Saúde lançou nesta terça-feira (24) a Campanha de Combate ao Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças que podem gerar outras como a microcefalia e a síndrome de Guillain-Barré.  

De acordo com o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, de janeiro até setembro deste ano, foram notificados 928.282 casos prováveis (taxa de incidência de 441,7 casos por 100 mil habitantes) de dengue no Brasil.

Os sintomas das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti podem ser confundidos com outras mais comuns, como gripes e resfriados. Por isso, é importante estar em alerta e, em caso de sintomas, procurar um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequados.

No verão, com as chuvas, aumenta a proliferação do mosquito, que se reproduz em água limpa e parada.

 

*Fonte: Agência Brasil

*Edição: Denise Griesinger

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus