Conecte-se conosco

Mundo

Brasil, Coréia do Sul e África: o dia que marca a derrocada de três ex-líderes mundiais

Avatar

Publicado

em

Ex-líderes mundiais presos

Esta sexta-feira é um dia-chave, e histórico, não só para o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, mas também para outros dois ex-líderes mundiais, todos eles acusados de corrupção.

No mesmo dia em que vence o prazo para o petista se apresentar à Polícia Federal em Curitiba para ser preso, a Coreia do Sul condenou a ex-presidente Park Geun-hye e a África do Sul levou a um tribunal Jacob Zuma, que até fevereiro governava o país.

Os três negam as acusações que pesam contra eles e afirmam que são vítimas de perseguição política.

Park Geun-hye

Park Geun-hye, a primeira mulher a comandar a Coreia do Sul, foi condenada nesta sexta-feira a 24 anos de prisão e a pagar uma multa equivalente a US$ 17 milhões (R$ 56 milhões) por abuso de poder e coerção. A Procuradoria havia pedido uma pena maior: 30 anos de prisão e pagamento de US$ 127,1 milhões.

Ela governou o país de 2013 a 2016 e foi destituída do cargo sob as acusações de corrupção, suborno, abuso de poder e vazamento de segredos de Estado durante o período que ocupou o cargo.

Sem foro privilegiado, foi detida e ficou presa por um ano até o anúncio da sentença. O veredito contra Park foi transmitido ao vivo e representa, segundo analistas, o desfecho de um escândalo que despertou a ira da população contra políticos e representantes da elite econômica.

No centro do caso está a amizade entre ela e Choi Soon-sil, filha do fundador da Igreja da Vida Eterna e conhecida como “Rasputina” – em referência a Rasputin, o homem que exerceu enorme influência sobre o czar Nicolau 2º, da Rússia, no início do século 20.

Park é acusada de permitir que Choi tivesse acesso a documentos oficiais e que usasse as ligações com a presidente para pressionar empresas como Samsung, LG e Hyundai a fazer doações milionárias a fundações controladas por ela.

Park nega todas as acusações e afirma que o julgamento foi tendencioso.

A ex-presidente protagonizou um dos maiores escândalos de corrupção do país. Além de políticos sul-coreanos, as investigações apontaram para a suposta participação de importantes empresas no esquema.

O caso também permitiu a ascensão do liberal Moon Jae-in, adversário político de Park que acabou por substitui-la como presidente depois transformar a luta contra a corrupção em sua principal bandeira de campanha.

Jacob Zuma

Na África do Sul, ex-presidente Jacob Zuma, que renunciou ao cargo em fevereiro deste ano, compareceu no Supremo Tribunal de Durban na manhã desta sexta-feira (6) para responder a acusações de corrupção contra ele – momento que vem sendo classificado como “extremamente simbólico” para a jovem democracia do país.

Ele está sendo processado por suspeitas envolvendo um contrato para aquisição de armas firmado nos anos 1990, quando era vice-presidente.

Zuma, de 75 anos, apareceu por 15 minutos na corte. Depois disso, a análise do caso foi adiada para o dia 8 de junho.

Em 2009, o Supremo Tribunal da África do Sul chegou a derrubar 783 acusações de corrupção contra ele, o que lhe permitiu concorrer à Presidência naquele ano.

Mas, no final do ano passado,a  mais alta corte sul-africana decidiu revisar as centenas de acusações que pesavam contra o então presidente.

Pressionado, Zuma renunciou ao cargo e agora enfrenta pelo menos 16 processos por corrupção, extorsão, fraude e lavagem de dinheiro.

Ele nega todas as acusações e diz não ter havido nenhuma irregularidade nos contratos firmados por ele.

“Eu nunca vi antes alguém ser acusado de um crime, essas acusações serem retiradas e anos depois as mesmas acusações serem recolocadas. Isso se trata meramente de uma conspiração política”, afirmou após deixar a corte.

Lula

No Brasil, Lula ainda tenta, por meio de recursos judiciais, adiar o dia em que vai começar a cumprir a pena de 12 anos e um mês a que foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso conhecido como “Tríplex do Guarujá”.

Mas o juiz Sergio Moro deu 24 horas para que o ex-presidente se apresente à sede da PF em Curitiba: o prazo vence às 17h dessa sexta. Muitos aliados do petista, contudo, pedem para que o ex-presidente resista e não se apresente para cumprir a pena.

Quando iniciar o cumprimento da pena, Lula vai ficar em uma sala de 15 metros quadrados com banheiro e que foi adaptada para recebê-lo no quarto andar da Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense.

A sala é um dormitório que hospedava profissionais da PF de outras regiões que estavam de passagem pela regional de Curitiba, diz uma fonte da PF que não quis se identificar. As camas beliche foram retiradas para dar lugar a uma cama e uma mesa.

O espaço de 3 metros por 5 metros fica distante da carceragem da PF em Curitiba, onde estão presos outros réus da Lava Jato.

*Fonte: BBC

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Vacinação contra Covid-19 em Manaus é suspensa para replanejamento

Avatar

Publicado

em

Por

A vacinação contra a Covid-19 em Manaus foi suspensa nesta quinta-feira (21) para replanejamento da campanha. O objetivo é discutir os critérios que definirão quais profissionais de saúde e de quais unidades têm prioridade para receber as primeiras doses, já que a quantidade de vacinas disponibilizada pelo governo federal é insuficiente. Somente profissionais que atuam no Samu seguem recebendo o imunizante.

Após a definição dos critérios, as unidades de saúde deverão enviar a lista nominal dos profissionais, com o setor em que cada um trabalha, para a Secretaria da Saúde de Manaus reprogramar a vacinação. A previsão é que os trabalhos sejam retomados na sexta-feira (22).

A suspensão da campanha foi definida pelas secretarias de saúde de Manaus e do Amazonas, após uma reunião na noite de quarta-feira (20) com órgãos de controle do estado: Ministério Público Estadual, do Ministério Público Federal, da Defensoria Pública Estadual, da Defensoria Pública da União e do Ministério Público do Trabalho.

De acordo com a prefeitura de Manaus, nos primeiros dois dias de vacinação na capital, 1.140 profissionais de saúde receberam a primeira dose da CoronaVac. A Prefeitura recebeu, para esta primeira etapa da campanha, um total de 40.072 doses de vacina.

Fonte: G1

Continue lendo

Mundo

Explosão atinge prédio no centro de Madri e deixa mortos

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Susana Vera/Reuters

Uma explosão em um prédio no centro de Madri deixou ao menos três mortos e oito feridos nesta quarta-feira (20). Segundo o prefeito da capital espanhola, José Luis Martínez-Almeida, a explosão pode estar relacionada a um vazamento de gás.

A emissora pública espanhola TVE disse que uma das vítimas é uma mulher de 85 anos. Um porta-voz do governo de Madri confirmou que um dos mortos não era morador do prédio e passava pela rua no momento da explosão. Não foram divulgadas informações sobre a terceira vítima.

Pelo menos quatro andares do edifício, que fica em cima de uma igreja na Rua de Toledo, foram atingidos por volta das 3h da tarde (11h de Brasília), segundo o serviço de emergências de Madri. Há risco de que a estrutura do prédio tenha sido afetada.

Fonte: G1

Continue lendo

Mundo

Câmara dos Deputados dos EUA começa a debater impeachment de Trump

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução/Internet

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos começou a debater nesta quarta-feira a legislação para o impeachment do presidente Donald Trump pela segunda vez em seu mandato.

A Câmara deve primeiro realizar uma votação estabelecendo regras para o debate de quarta-feira. Superada essa etapa, como esperado, abrirá caminho para uma votação ao longo do dia para aprovar um artigo de impeachment acusando Trump de incitar insurreição em um discurso que ele fez na semana passada que levou à invasão do Capitólio dos EUA.

De acordo com o deputado Steny Hoyer, segundo democrata mais importante na Câmara, A Casa Legislativa planeja enviar o artigo de impeachment ao Senado ainda esta semana.

“Não há razão para que não possamos enviá-lo esta semana. Pretendemos fazer isso”, afirmou ele à MSNBC em uma entrevista nesta quarta-feira, citando discussões com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

A cerimônia de posse do presidente eleito dos EUA, Joe Biden, ocorre em 20 de janeiro.

 

*Por Richard Cowan / Reuters 

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus