Conecte-se conosco

Brasil

Caso Vitória: polícia prende casal suspeito de envolvimento na morte da menina

Avatar

Publicado

em

caso Vitória Gabrielly

O casal suspeito de envolvimento no desaparecimento e morde da adolescente Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, foi preso pela Polícia Civil, na casa onde moram, no bairro Três Lagoinhas, em Mairinque, São Paulo, na manhã desta sexta-feira (29).

A dupla foi levada para a delegacia da cidade, onde deve prestar novos depoimentos. De acordo com a polícia, os dois já têm histórico criminal, sendo a mulher por roubo e o homem por tráfico de drogas.

O casal, Mayara Borges de Abrantes e Bruno Marcel de Oliveira, já foi ouvido outras vezes durante a investigação como testemunha e nega o envolvimento no crime. O advogado da dupla está na delegacia, mas ainda não falou com a imprensa.

Durante a manhã, policiais fizeram buscas na casa deles, inclusive, com cães da equipe do canil da Guarda Municipal de Itupeva, que ajudou durante a procura pela garota.

Com a prisão temporária de 30 dias do casal já são três os detidos por suspeita da morte de Vitória Gabrielly.

O casal foi apontado pelo servente de pedreiro Júlio César Lima Ergesse, que foi indiciado por homicídio doloso na quinta-feira (28), como responsável por transportar a menina em um carro no dia em que ela saiu de para andar de patins e desapareceu em Araçariguama.

O corpo da adolescente foi encontrado oito dias após o desaparecimento, às margens de uma estrada rural, no bairro Caxambu, ao lado dos patins e vestindo as mesmas roupas que a menina estava quando saiu de casa.

O servente de pedreiro, que mora em Mairinque, testemunhou que esteve com a menina e deu seis versões diferentes sobre o caso. Ele contou à polícia que os quatro viajavam juntos no veículo, até que ele foi deixado em uma rua e o casal seguiu em frente com a menina.

Durante as investigações, a dupla foi ouvida várias vezes e sempre negou a versão dizendo que nunca esteve com a menina. O carro deles passou por perícia, mas, como nenhuma evidência foi encontrada, os dois tinham sido liberados. A polícia não deu detalhes sobre a prisão do casal.

Identificação de placa

Os policiais envolvidos na investigação tentam identificar a placa de um veículo que aparece nas imagens de uma câmera de segurança próxima ao local do crime e que pode ter transportado Vitória.

Três carros já foram vistoriados e os policiais também analisam mais de 300 horas de gravações de câmeras de três rotas diferentes que levam ao local onde ela foi vista pela última vez andando de patins.

Segundo informações apuradas pela TV TEM, os investigadores têm as três letras e dois números da placa do automóvel e, a partir de combinações, vão tentar cruzar informações para chegar até o carro suspeito.

O laudo do Instituto Médico Legal (IML), divulgado na terça-feira (26), confirmou que a adolescente morreu por asfixia por estrangulamento e que ela tentou se defender antes de ter sido assassinada.

Análise do material

Os três suspeitos já passaram pelo Instituto Médico Legal (IML), na semana passada, para a coleta de material genético. Também foram colhidas amostras de galhos de árvores do local onde o corpo de Vitória foi encontrado.

A roupa da menina e os cadarços dos patins foram enviados ao Instituto de Criminalística, em São Paulo, para serem averiguados. Os celulares dos pais, madrasta e de outras testemunhas também foram apreendidos pela polícia. Mais de 70 pessoas já foram ouvidas até agora.

As primeiras provas colhidas pelos peritos do Instituto de Criminalística indicam que Vitória tinha uma meia na boca. De acordo com a Polícia Civil, a principal linha de investigação é de execução por vingança.

A Secretaria de Segurança Pública divulgou que está oferecendo uma recompensa de até R$ 50 mil para quem tiver informações que possam ajudar a desvendar o caso.

*Fonte: Portal G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Governadores acertam cota extra da vacina para o Amazonas

Avatar

Publicado

em

Por

Governadores de pelo menos 22 estados acertaram na noite da quinta-feira (21) o repasse para o Amazonas de uma cota extra das vacinas que devem receber nos próximos dias.

Nesta sexta-feira (22), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve liberar o uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da Coronavac, e 2 milhões de doses da vacina da Astrazeneca devem chegar ao país.

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), participou da reunião de um grupo de trabalho que discute o colapso do sistema de saúde em Manaus e defendeu junto aos governadores, por meio do grupo no WhatsApp, que o Amazonas receba uma parte maior dessas novas doses, devido à “transmissibilidade alta” de casos e à gravidade da situação.

A proposta, segundo Dias explicou ao blog, é que o Amazonas fique com 5% do total de novas doses e os demais estados façam o rateio proporcional do restante.

Fonte: G1

Continue lendo

Brasil

Incêndio atinge prédio do Instituto Serum, fabricante de vacinas contra Covid-19 na Índia

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: AFP

Um incêndio atingiu um edifício do Instituto Serum, a empresa da Índia que produz vacinas com tecnologia da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, nesta quinta-feira (21), na cidade de Pune. Pelo menos cinco pessoas morreram.

Cinco pessoas morreram no incêndio, segundo o “Times of India”. O prefeito da cidade de Pune, Murlidhar Mohol, disse que os mortos são provavelmente trabalhadores de construção civil que estavam no prédio.

O diretor-executivo da empresa, Adar Poonawalla, confirmou que houve mortes.

A empresa também vai começar a produzir as vacinas desenvolvidas pela empresa norte-americana Novavax.

Poonawalla afirmou que a unidade que pegou fogo produz vacinas para o rotavírus. Ele estima que a perda nessa linha de produção será de até 40% do volume de doses.

O Instituto Serum é o maior fabricante de vacinas do planeta. Lá são produzidas 1,5 bilhão de doses para várias doenças, de poliomielite a caxumba. A estimativa é que seis em cada dez crianças no mundo recebam pelo menos uma vacina fabricada pela empresa indiana.

Nesta semana, a Índia começou a exportar as vacinas produzidas pelo Instituto Serum para seis países, mas não para o Brasil.

Fonte: G1

Continue lendo

Brasil

Falta de oxigênio mata 6 pessoas da mesma família em 24 horas

Avatar

Publicado

em

Por

Em menos de 24 horas, seis integrantes de uma mesma família moradora do distrito Nova Maracanã, da zona rural do município de Faro, no oeste do Pará, morreram com sintomas da covid-19. Bisavó, avó, avô, mãe, pai e um tio não resistiram muito tempo após complicações respiratórias. A Unidade Básica de Saúde (UBS) da comunidade não tinha cilindros de oxigênio em número suficiente.

O município entrou em colapso na segunda-feira (18) por falta de oxigênio. A informação foi confirmada no início da tarde desta terça-feira (19) pelo secretário municipal de Meio Ambiente de Faro, Arthur Brasil. Um sétimo membro da família está internado na UBS também com sintomas de Covid-19.

Diante do aumento do número de casos suspeitos de Covid-19 em Faro, o prefeito Paulo Carvalho (PSD) fez um apelo às prefeituras de municípios vizinhos e também a empresários, e nesta terça recebeu 20 cilindros de oxigênio que serão divididos entre a UBS Morumbi, na cidade, e UBS de Novo Maracanã, que funcionarão como centros de atendimento a pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Parte dos cilindros adquiridos em Santarém já foi enviada de lancha para o distrito Novo Maracanã. A operação é acompanhada pelo secretário Paulo Carvalho.

Fonte: G1

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus