Conecte-se conosco

Ciência e Tecnologia

Celular com tela flexível está mais perto de se tornar realidade

Publicado

em

flexível

Celulares que possam ser enrolados ou dobrados como uma folha de papel não estão muito distantes de se tornarem realidade. Os chamados telefones flexíveis estão sendo desenvolvidos por vários fabricantes, em busca de dispositivos com telas que se dobrem ao meio – ou de funções ainda mais radicais.

A Samsung, que abocanha a maior parte das vendas de celulares no mundo, talvez lance ainda neste ano seu primeiro aparelho flexível, segundo declarações do presidente-executivo do departamento de celulares da empresa sul-coreana, DJ Koh, em entrevista recente.

Ele insinuou que o novo dispositivo pode ser apresentado durante a Conferência de Desenvolvedores da Samsung, entre 7 e 8 de novembro em San Francisco, na Califórnia.

Outra fabricante nessa corrida é a chinesa Huawei, segunda maior vendedora de smartphones do mundo, que espera lançar produtos com essas habilidades a princípio do ano que vem, segundo um relatório da revista econômica japonesa Nikkei Asian Review.

Fontes da empresa ouvidas em julho pelo Wall Street Journal afirmam que o protótipo do celular flexível pode ser “dobrado como uma carteira”, e seu exterior mostraria uma barra de funções de um lado e a câmera do outro. O jornal afirma que essa nova tecnologia é vista como uma possível forma de rejuvenescer a indústria global de eletrônicos portáteis, em sua tentativa de continuar a “impressionar os consumidores”.

Em entrevista à rede CNBC, o executivo Koh explicou que o processo de fabricação é “complicado”, mas está em sua fase final. Acrescentou, porém, que a empresa precisa ter um objetivo claro para um celular com características flexíveis.

“Se a experiência de um telefone dobrável for igual à de um tablet, será que as pessoas comprarão?”, questionou o executivo. “Cada dispositivo, cada função e cada inovação deve ter uma mensagem significativa para o cliente final.”

Leitura e resistência

Um dos protótipos de celulares flexíveis foi construído em 2016 pelo Laboratório de Mídias Humanas da Universidade Queen, no Canadá.

À época, o celular foi anunciado pela universidade como o “primeiro smartphone flexível do mundo em alta resolução e tecnologia sem fio”. Dobrável, o celular permitiria uma experiência de leitura semelhante à de um livro, segundo os pesquisadores.

“Quando o smartphone é dobrado, as páginas viram da direita para a esquerda, como em um livro. Quanto mais forte for o ato de dobrar, mais rapidamente elas viram”, disse em comunicado de 2016 o diretor do laboratório, Roel Vertegaal.

À revista Wired, Vertegaal disse recentemente que, além de mudar a experiência de leitura, os smartphones flexíveis serão mais resistentes a choques, se curvarão facilmente quando guardados dentro de bolsos e dificilmente terão a tela danificada em caso de quedas.

Segundo ele, quando a produção dessa nova tecnologia alcançar grande escala, “como se trata de plástico, as telas flexíveis devem ser muito mais baratas” que as atuais.

Telas OLED

Em algumas feiras de tecnologia, já estão sendo apresentados alguns modelos de celulares flexíveis de fabricantes como LG, Phillips, Sharp, Sony e Nokia.

O destaque dos dispositivos são as telas OLED, que durante anos foram fabricadas pela Samsung e que também passaram a ser usadas por concorrentes.

OLED é a sigla em inglês de Diodos Emissores de Luz Orgânica – uma tela digital composta por milhares de pixels, cada um com sua fonte própria de luz.

Segundo consultores do setor, como essas telas dispensam uma luz de fundo, conseguem ser mais finas do que as telas LCD, o que favorece a flexibilidade do aparelho.

Isso torna as telas mais caras e, ao mesmo tempo, mais duráveis.

O mais complexo, porém, é que, para fazer um celular flexível, é preciso que outros componentes além da tela sejam dobráveis – a bateria e a carcaça, por exemplo.

Segundo a reportagem de julho do Wall Street Journal, o formato do smartphone dobrável pode exigir uma bateria maior, despertando preocupações quanto a um possível superarquecimento do aparelho – que também exigiria componentes mais poderosos, como chips, o que pode elevar o custo final para o consumidor.

Ainda assim, Lixin Cheng, chefe da divisão móvel da empresa de comunicações chinesa ZTE, outra grande do setor, se disse convencido de que os celulares flexíveis serão a grande novidade no mercado de telefonia móvel.

A revista tecnológica Smart Life foi na mesma direção, afirmando que as telas flexíveis “serão, sem dúvida, a próxima grande revolução na telefonia”.

 

*Fonte: BBC

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ciência e Tecnologia

Crimes pela internet aumentam 198,7% em Manaus, diz polícia

Publicado

em

Por

A Policia Civil registrou um aumento de quase 200% no número de crimes praticados pela internet neste ano, comparado ao mesmo período do ano passado, em Manaus. Os golpes são praticados na maioria das vezes por pessoas fora do estado e até do país.

No primeiro semestre deste ano, foram registrados 4.750 crimes cibernéticos em Manaus. O número cresceu 198,7% comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 1.590 crimes.

Segundo o delegado da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc), Rafael Montenegro, todo crime previsto no código penal realizado na internet é um crime cibernético. Entre os crimes registrados em Manaus estão desde ameaças, furtos de dados ou contas e até golpes financeiros.

Só neste ano, a Polícia Civil realizou duas operações no Amazonas para prender pessoas suspeitas de cometerem esses crimes, mas a maior dificuldade é que na maioria das vezes, crimes como estelionato, por exemplo, são cometidos por pessoas de outros lugares.

A lei nº 14.155, sancionada em maio deste ano, prevê que crimes como fraude, furto e estelionato praticados com o uso de dispositivos eletrônicos serão punidos de forma mais severa. A pena pode chegar a reclusão de quatro a oito anos e multa, podendo aumentar caso a vítima for um idoso ou vulnerável, ou se o servidor eletrônico utilizado no crime estiver no exterior.

Continue lendo

Amazonas

Cetam abre inscrições para mais de 26 mil vagas em cursos no interior do AM

Publicado

em

Por

O Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) abriu, nesta quarta (22) e na quinta-feira (23), as inscrições para 26.910 vagas em cursos de qualificação profissional. As vagas são destinadas, exclusivamente, para candidatos do interior do estado.

As inscrições serão somente on-line, das 6h às 23h59, ou até terminarem as vagas. Os interessados em um dos 35 cursos ofertados nos 61 municípios do Amazonas deverão acessar o endereço https://cursos.cetam.am.gov.brSó é aceito um CPF por vaga.

As vagas ofertadas serão ocupadas pelo processo de ordem de chegada, ou seja, até o limite do número de vagas regulares e reservas oferecidas por curso. Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá certificar-se de que preenche todos os pré-requisitos para o curso que deseja ingressar.

Continue lendo

Amazonas

Campanha para vacinação de adolescentes entre 12 a 17 anos começa na sexta-feira (13)

Publicado

em

Por

O Governo do Amazonas anunciou, no início da noite desta segunda-feira (9), que a vacinação contra Covid para jovens de 12 a 17 anos, com comorbidades, grávidas e puérperas, deve iniciar na sexta-feira (13), em Manaus.

No sábado (14), será a vez de pessoas de 12 a 17 anos que não possuem doenças preexistentes. O governo também anunciou a aplicação da segunda dose para profissionais de educação a partir desta terça (10).

O comunicado foi feito pelo governador Wilson Lima, por meio das redes sociais, que informou que novas doses serão entregue à Prefeitura de Manaus. O prefeito David Almeida informou que o número de postos de vacinação será ampliado para essa faixa etária, mas os endereços ainda não foram divulgados.

Atualmente, pessoas com 18 anos ou mais, sem doenças preexistentes, podem buscar a vacina contra Covid em Manaus.

Para receber a primeira dose é necessário apresentar:

  • documento de identidade original, com foto
  • CPF
  • comprovante de residência, com cópia.

 

Para a segunda dose, é preciso levar o documento de identidade, o CPF e o cartão de vacinação com o registro da primeira dose.

A Secretaria de Saúde orienta a quem ainda vai tomar a primeira dose que faça o cadastro prévio na plataforma Imuniza Manaus, que agilizará o atendimento nos postos, e a consulta ao Filômetro, que indica o movimento nos locais de vacinação.

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2021 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus