Conecte-se conosco

Mundo

Coreia do Norte se compromete a suspender testes nucleares e de mísseis

Avatar

Publicado

em

A Coreia do Norte se mostrou disposta a estabelecer um diálogo direto com os EUA e prometeu suspender os testes nucleares e de mísseis enquanto essas conversas estiverem em andamento, anunciou nesta terça-feira (6) um emissário sul-coreano após uma reunião com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, em Pyongyang.

Chung Eui-yong, conselheiro para Segurança do presidente sul-coreano Moon Jae-in, afirmou que a Coreia do Norte também expressou sua disposição para a desnuclearização caso a segurança do país esteja garantida.

“A Coreia do Norte deixou claro seu desejo de desnuclearizar a península coreana e o fato de que não há razão para manter seu programa nuclear se as ameaças militares contra o Norte forem resolvidas e o regime estiver seguro”, disse o porta-voz.

Na foto o líder norte-coreano Kim Jong-um (dir.) com o chefe da delegação sul-coreana Chung Eui-yong durante reunião conjunta (Foto: Agência Central Coreana de Noticias via AP)

As declarações foram dadas durante a reunião de segunda-feira (5) entre o líder norte-coreano Kim Jong-un e uma delegação sul-coreano composta pelas autoridades mais importantes a visitar o Norte em mai de 10 anos.

A viagem foi parte da tentativa do presidente sul-coreano, Moon Jae-in, de negociar uma solução diplomática para o programa nuclear da Coreia do Norte após uma reaproximação ocorrida com a participação da vizinha nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang.

Segundo a agência de notícias oficial norte-coreana KCNA, Kim Jong-un disse durante a reunião que é sua ”firme” vontade de avançar vigorosamente” e “escrever uma nova história da reunificação nacional”.

Reunião da cúpula 

Os dois países concordaram ainda em realizar uma reunião de cúpula no próximo mês na cidade fronteiriça de Panmunjom, a primeira do tipo em mais de uma década.

É a terceira reunião de cúpula entre os dirigentes dos dois países desde o fim da guerra da Coreia (1950-1953). As anteriores aconteceram em 2000 e em 2007.

A reunião de cúpula entre os dois países acontecerá no fim de abril na localidade de Panmunjom, na Zona Desmilitarizada (DMZ) que separa a Coreia do Norte da Coreia do Sul, e será precedida por uma conversa telefônica entre Kim Jong-un e Moon Jae-in.

Os dois países também concordaram com a abertura de uma linha de comunicação direta de emergência entre seus dois dirigentes, informou Chung Eui-yong.

“O Sul e o Norte estão de acordo sobre uma linha de comunicação de emergência entre os dirigentes para desativar as tensões militares e para uma coordenação estreita”, afirmou o representante sul-coreano.

Reação dos EUA

Em seu Twitter, o presidente Donald Trump comentou nesta terça-feira a notícia. “Possível progresso nas conversas com a Coreia do Norte. Pela primeira vez em muitos anos, um esforço sério está sendo feito por todas as partes envolvidas. O mundo está observando e esperando! Pode ser esperança falsa, mas os EUA estão prontos para se movimentar fortemente em qualquer uma das direções!”

 

*Com informações: G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Câmara dos Deputados dos EUA começa a debater impeachment de Trump

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução/Internet

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos começou a debater nesta quarta-feira a legislação para o impeachment do presidente Donald Trump pela segunda vez em seu mandato.

A Câmara deve primeiro realizar uma votação estabelecendo regras para o debate de quarta-feira. Superada essa etapa, como esperado, abrirá caminho para uma votação ao longo do dia para aprovar um artigo de impeachment acusando Trump de incitar insurreição em um discurso que ele fez na semana passada que levou à invasão do Capitólio dos EUA.

De acordo com o deputado Steny Hoyer, segundo democrata mais importante na Câmara, A Casa Legislativa planeja enviar o artigo de impeachment ao Senado ainda esta semana.

“Não há razão para que não possamos enviá-lo esta semana. Pretendemos fazer isso”, afirmou ele à MSNBC em uma entrevista nesta quarta-feira, citando discussões com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

A cerimônia de posse do presidente eleito dos EUA, Joe Biden, ocorre em 20 de janeiro.

 

*Por Richard Cowan / Reuters 

Continue lendo

Mundo

Arábia Saudita anuncia criação de cidade ecológica sem carros

Avatar

Publicado

em

Por

Príncipe Mohammed bin Salman - Foto: Saudi Royal Court/REUTERS

A Arábia Saudita, o maior exportador mundial de petróleo bruto, anunciou a criação de uma cidade ecológica com “zero carros, zero estradas, zero emissões de CO²” no Neom, área no noroeste do país que se encontra em desenvolvimento.

(mais…)

Continue lendo

Mundo

Covid-19: EUA ultrapassam pela primeira vez 4 mil mortes em 24 horas

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: REUTERS / Mike Blake

Os Estados Unidos ultrapassaram pela primeira vez as quatro mil mortes em 24 horas devido ao novo coronavírus, segundo fontes oficiais, enquanto especialistas do país alertam que a pandemia vai piorar este mês.

O país registrou ontem (7) o recorde de 4.033 mortes atribuídas à covid-19, segundo dados do Covid Tracking Project (Projeto de Rastreamento Covid).

Segundo dados oficiais, o número total de mortes pela pandemia já chega aos 365,4 mil no país, o mais afetado pela covid-19, com mais de 21,5 milhões de pessoas infectadas entre os 88 milhões de casos positivos registrados em todo o mundo.

Anthony Fauci, o principal especialista em doenças infecciosas, que será o conselheiro do presidente eleito Joe Biden, observou que o número diário de mortes continuará a aumentar nas próximas semanas e recomendou paciência com o programa de vacinação que está sendo preparado para todo o país, segundo a mídia local.

Em entrevista a uma rádio norte-americana, Fauci disse que o alto número de óbitos provavelmente continuará e é um reflexo do aumento de viagens e reuniões durante os feriados mais recentes.

“Acreditamos que as coisas vão piorar à medida que entrarmos em janeiro”, disse, sublinhando que ainda é possível “reduzir essa aceleração” com a adesão estrita a medidas de saúde pública, como distanciamento social e uso de máscaras.

De acordo com o jornal The New York Times, até agora pelo menos 5,9 milhões de pessoas nos Estados Unidos receberam uma dose de uma das duas vacinas contra a covid-19 que foram aprovadas, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças.

Esse número está bem abaixo da meta estabelecida pelas autoridades federais, que planejam vacinar pelo menos 20 milhões de pessoas antes do fim de dezembro.

 

*Fonte: RTP

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus