Conecte-se conosco

Política

David afirma que PL para pagar empresas médicas será aprovado nesta quarta-feira

Avatar

Publicado

em

David Almeida

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida (PSB), afirmou na manhã desta terça-feira (13), que os deputados aprovarão na sessão de amanhã (14), o Projeto de Lei Ordinária número 175/2018, oriundo de mensagem governamental, com a finalidade de deslocar recursos de fundos estaduais para efetuar o pagamento de atrasados das empresas médicas que prestam serviço ao Estado.

David explicou que, em acordo com representantes do Estado e deputados da base do governo, o Parlamento vai elaborar uma emenda coletiva, para alterar a mensagem com o objetivo de vincular os recursos do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) e do Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e ao Desenvolvimento Social do Estado do Amazonas (FMPS), para o pagamento dos terceirizados das empresas médicas.

“O que ficou aqui também convencionado, é que não serão somente esses recursos que estão no orçamento hoje. Serão também os recursos que ainda serão arrecadados neste mês de novembro e dezembro, oriundos dos dois fundos do governo, algo em torno de R$ 160 milhões e que esses recursos também possam contemplar os servidores terceirizados das áreas de segurança, limpeza e conservação, porque a unidade hospitalar também precisa da atividade desses servidores, para que possam continuar funcionando”, explicou o presidente.

David que, reuniu nesta terça-feira (13) com os representantes das empresas médicas, na sala de reunião da presidência da Aleam, deixou claro que o problema será resolvido de forma parcial. “É um problema de quatro a cinco meses de atraso. O pagamento garante o pagamento de uma, talvez até no máximo duas parcelas, se garantir, de acordo com a arrecadação de novembro e dezembro. A emenda que pode ser feita até amanhã, antes da votação, poderá corrigir a mensagem no sentido de garantir uma maior parte de recursos para o pagamento dessas empresas médicas”, disse.

Foto: Divulgação

O médico Ronaldo Camargo, um dos representantes das empresas médicas, disse que, o que a categoria precisa em primeiro lugar é quanto ao orçamento anual que, não resolve o problema de medicamento, de hospitais, inclusive de pagamento de pessoal. Segundo ele, a falta de pagamento vem acontecendo a cada virada de ano, nos últimos quatro anos.

“Agora nós viemos de uma forma mais enfática ao nosso parlamento estadual, atrás de recurso, porque o orçamento a cada ano ele termina em agosto, setembro, no máximo em outubro. Depois de outubro não há verba para nada, nem para medicamento, para estrutura de hospital, nem pagamento de pessoal. Viemos atrás de uma resolução definitiva. De uma fonte segura para a solução dos problemas da saúde do Amazonas”, enfatizou Camargo.

A médica Uildeia Galvão, considerou a atual proposta com um paliativo, mas conta com o apoio dos deputados, para que ela saia do papel. “A nossa pauta principal é discutir o orçamento para que tenhamos uma resolutividade a médio elongo prazo. Não adianta estarmos aqui todo ano dizendo que a saúde está com problema. Um problema que não é só o pagamento de profissionais de saúde. É sim de toda a infraestrutura hospitalar. Temos pacientes internados aguardando pelo menos de três a quatro meses por cirurgias”, contou.

O médico José Francisco dos Santos avaliou que causa estranheza as empresas médicas estarem na Assembleia Legislativa atrás de solução para um problema que deveria ser resolvido pelo governo do Estado. “A luz para a solução de todos esses problemas na saúde deveria vir do governo do Estado. A partir do momento que nós somos contratados, prestamos um serviço e esse serviço é prestado a contento, a obrigação do governo seria pagar”, disse.

Segundo ele, as empresas médicas querem sair da Assembleia amanhã, com os fundos liberados. “Mas, especificamente para a saúde, para que tenhamos a certeza que esse recurso será destinado às empresas médicas. As empresas prestadoras de serviço na saúde, desde o técnico de enfermagem. A mensagem do jeito que veio não está clara essa prioridade”, avaliou.

*Informações da assessoria

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Omar propõe à Comissão de Segurança Pública da Câmara Municipal a realização de audiências públicas itinerantes

Avatar

Publicado

em

Por

A intenção do parlamentar é aproximar o novo colegiado das comunidades e debater as principais questões no âmbito da segurança pública

A implantação de audiências públicas itinerantes para ouvir as principais demandas da sociedade foi uma das sugestões feitas pelo senador Omar Aziz (PSD) aos membros da Comissão Técnica Permanente de Segurança Pública Municipal (COMSEGPM), da Câmara Municipal de Manaus (CMM), durante reunião, nesta quinta-feira, 15/04. Participaram do encontro, o presidente do colegiado, vereador Capitão Carpê (Republicanos), e os também membros, vereadores Dr. Eduardo Assis (Avante), Lissandro Breval (Avante) e William Alemão (Cidadania).

A comissão, que foi instalada no último dia 12 deste mês e que altera o Regimento Interno da CMM, tratará do combate à violência e à insegurança, em Manaus, bem como da reestruturação e a criação de um plano de carreiras para a Guarda Municipal. O novo colegiado possui 14 membros, dos quais sete são titulares e sete são suplentes.

De acordo com o Senador Omar, é importante que a comissão promova audiências públicas itinerantes com as comunidades e representantes locais nos bairros, para ouvir quais são as principais demandas, sugestões e insatisfações em cada zona da cidade. “A atividade fim de vocês (comissão) é nos bairros, é lá onde estão os problemas. Lá que vocês vão debater com a população e líderes locais o que é possível ser feito para tentar mitigar a sensação de insegurança que se espalhou pela cidade. Eu me coloco a disposição para ajudar no que for preciso”.

O parlamentar também destacou que poderá destinar emendas para compra de armamentos e viaturas. Omar também apoiou a intenção do colegiado de fortalecer e ampliar a Guarda Municipal.

O presidente da comissão, vereador Capitão Carpê, afirmou que o encontro com o senador Omar foi uma visita cordial com o intuito de estreitar as relações com o parlamentar, devido às articulações que o senador tem no âmbito federal, bem como por ser o presidente da Comissão de Segurança Pública (CSP) do Senado. “Viemos colocar a comissão à disposição (do senador), para que juntos possamos garantir mais recursos e trabalhar em prol de Manaus”.

O vereador ressaltou, ainda, que a comissão da CMM trabalhará para desenvolver políticas públicas voltadas para a prevenção e combate à violência dentro das comunidades. “Segurança pública vai muito além do que é repressão. Nós não vemos hoje, por exemplo, jovens e crianças com projetos sociais voltados para a comunidade. Enquanto o Estado se faz ausente, infelizmente, o crime impera e se faz presente”.

Informações assessoria de comunicação

Continue lendo

Amazonas

Vereador Capitão Carpê solicita que o cartão “Nossa Merenda” seja definitivo para os alunos da rede municipal 

Avatar

Publicado

em

Por

O vereador Capitão Carpê Andrade (Republicanos) enviou ofício ao prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) solicitando a transformação do cartão “Nossa Merenda” que atendeu de forma provisória e temporária os alunos da rede pública municipal para definitivo.

“O benefício vai suprir as despesas básicas essências como, alimentação. A pandemia vai passar, vai chegar esse momento. Não podemos pagar um valor agora, e esquecer, esses estudantes precisam continuar sendo assistidos. Se faz necessário manter esse cartão, a nossa prioridade é a sociedade”, afirmou o vereador.

O cartão “Nossa Merenda” faz parte do auxílio de segurança alimentar, destinados aos alunos da rede pública municipal mais vulnerável economicamente. O cartão beneficiou 240 mil alunos, com valor de R$ 150 reais divididos em 3x parcelas de 50 reais.

Foto: Raquel Catão

Informações Assessoria de Comunicação

Continue lendo

Amazonas

Após assalto, cinegrafista persegue ladrões em moto e é baleado em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

O cinegrafista Renê Silva, de 45 anos, foi baleado após perseguir ladrões que assaltaram a equipe de reportagem, no bairro Coroado, Zona Leste de Manaus. Ele foi atingido por dois tiros e está internado.

Segundo a jornalista Natasha Pinto, que acompanhava o cinegrafista, a equipe foi fazer uma gravação em uma quadra do bairro Coroado sobre um caso de tentativa de homicídio que ocorreu na noite de quarta-feira (14). Após a gravação, ao tentarem retornar para o carro, os jornalistas foram abordados por dois assaltantes em uma motocicleta.

Os suspeitos fugiram e levaram dois celulares. Com um celular reserva, a repórter avisou a produção do jornal. A equipe de reportagem deixou o local, e o cinegrafista, que também dirige o carro, avistou a dupla de assaltantes próximo ao Clube do Trabalhador, o Sesi.

A repórter disse que tentou anotar a placa da motocicleta, mas percebeu que o cinegrafista acelerou e jogou o carro para cima dos assaltantes, que caíram em via pública.

Ela relatou que o cinegrafista saiu do carro para tentar pegar os assaltantes, entrou em luta corporal, mas um deles atirou. O cinegrafista foi então atingido por dois tiros. A repórter disse que, ao ouvir os disparos, se escondeu atrás do carro.

Os assaltantes fugiram com os celulares da equipe, que acionou a polícia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, mas as equipes de socorro não compareceram ao local.

Um motorista que passava pela via ajudou a repórter a levar o cinegrafista até o Hospital João Lúcio.

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2021 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus