Conecte-se conosco

Cidades

De 35% de reajuste dos professores, Amazonino oferece apenas 4,57%

Avatar

Publicado

em

Alegando que os cofres do Estado estão escassos, o atual governador Amazonino Mendes, numa tentativa de negociar com os professores, propôs um reajuste de 4,57% à data base de 2017 da categoria. Sem correção na folha, há quatro anos, os docentes pedem 35% de recomposição e afirmam que a proposta do governo não chega nem de perto a metade dos 50% do requerido.

Com base nos cálculos de um salário de um professor de 40 horas aulas semanais, que hoje é R$ 3.269,49 – um secretário de Estado ganha hoje R$ 15 mil -, o reajuste proposto por Amazonino seria de R$ 149,41 por mês. Nessa medida, um professor com apenas uma cadeira de 20 horas semanais, a reposição proposta equivale somente a R$ 74,70. Já para um docente com cadeira de 60 horas por aula, o reajuste seria de R$ 224,11 – um valor quase R$ 100 a menos que a média mensal de uma cesta básica, em Manaus.

Para os policiais militares, o governador concedeu 8% e ainda vai parcelar outros 22%. Na tentativa de ludibriar os professores, segundo os docentes, ele ofereceu ainda como ganho uma taxa de 10% do abono mensal do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), além de um repasse excedente de receita no contracheque, de 11,5% ao ano – o que, em ganhos percentuais somados, daria 26%.

No entanto, os professores classificam esse total percentual como enganoso, uma vez que o abono mensal do Fundeb – que para um professor de 40 horas por aula, daria R$ 326,94 – tem um prazo para cessar e, por outro lado, ele não entra na conta da aposentadoria.

Outro questionamento da categoria é em relação ao tal excedente de receita no contracheque. O tal benefício agregado é classificado como um “gatilho” para corrigir perdas salariais. Isso se explica pelo fato de os 11,5% ao ano corresponder a apenas 0,96% ao mês.

Nessa conta, no contracheque do docente, entra apenas R$ 31,33 mensais, ou seja, pouco mais do cartão “Direito a Vida”, que Amazonino criou quando governador, em meados dos anos 1990.

No ano passado, como o governador interino do Amazonas, David Almeida abriu a caixa preta dos recursos da educação do Estado. Nela, ele viu que os professores e pedagogos da ativa, da rede estadual de ensino, tinham direito ao recurso do Fundeb da ordem de R$ 246 milhões.

Conforme a assessoria do parlamentar, David pagou duas parcelas em setembro de 2017, que garantiu na conta da categoria um abono de até R$ 21 mil. Só não pagou todas as quatro parcelas para não ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal. Porém, antes de sair do governo, o deputado estadual deixou encaminhado o pagamento das duas últimas parcelas, com recurso em caixa.

*Com informações da assessoria

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Governadores acertam cota extra da vacina para o Amazonas

Avatar

Publicado

em

Por

Governadores de pelo menos 22 estados acertaram na noite da quinta-feira (21) o repasse para o Amazonas de uma cota extra das vacinas que devem receber nos próximos dias.

Nesta sexta-feira (22), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve liberar o uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da Coronavac, e 2 milhões de doses da vacina da Astrazeneca devem chegar ao país.

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), participou da reunião de um grupo de trabalho que discute o colapso do sistema de saúde em Manaus e defendeu junto aos governadores, por meio do grupo no WhatsApp, que o Amazonas receba uma parte maior dessas novas doses, devido à “transmissibilidade alta” de casos e à gravidade da situação.

A proposta, segundo Dias explicou ao blog, é que o Amazonas fique com 5% do total de novas doses e os demais estados façam o rateio proporcional do restante.

Fonte: G1

Continue lendo

Amazonas

Grupo de torcedores é preso após descumprir toque de recolher em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

Sessenta e três pessoas foram presas pela polícia por estarem assistindo jogo do campeonato brasileiro em cinco bares que estavam funcionando clandestinamente no bairro Jorge Teixeira, na zona leste de Manaus (AM), na noite desta quinta-feira (21).

As prisões ocorreram porque o grupo estava descumprindo o decreto do governo do Amazonas que proíbe a circulação e aglomeração de pessoas, entre o período das 19h e 6h até o próximo dia 31, para conter a pandemia do novo coronavírus no estado.

Entre os presos, estão pelo menos cinco proprietários dos estabelecimentos comerciais. Os estabelecimentos estavam passando na televisão o jogo entre o Flamengo e o Palmeiras. A partida terminou com o placar de 2×0.

O grupo foi preso em uma ação conjunta entre as polícias Civil e Militar do Amazonas. As forças de segurança receberam uma denúncia anônima informando que os cinco bares estavam funcionando com as portas fechadas para driblar a fiscalização.

Continue lendo

Cidades

Prefeitura de Manaus acata pedido do vereador Capitão Carpê e aumenta frota do transporte coletivo municipal

Avatar

Publicado

em

Por

Na recomendação, o vereador exigiu que mecanismos mais eficazes, segundo os especialistas, fossem cumpridos, como a utilização do distanciamento social evitando aglomerações


Diante das inúmeras denúncias constantes de aglomerações e demora do transporte público municipal, levou o vereador Capitão Carpê Andrade (Republicanos) a solicitar através de um ofício, adoção de medida de urgência ao Prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), devido o aumento no número de casos confirmados e mortes em decorrência da COVID-19 afim que seja diminuído o número de passageiros nos coletivos e evitar a propagação do vírus.

O pedido do parlamentar foi aceito nesta quinta-feira (21), e como forma de prevenção o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) reforçou a fiscalização dos ônibus e aumentou a frota de veículos. Segundo a Prefeitura, o trabalho será realizado diariamente, em horários diferentes, com o objetivo de evitar aglomerações de passageiros.

“Estou feliz com vitória, sou representante do povo, a voz da comunidade e vou continuar cobrando e fiscalizando nosso Prefeito. Diante da grave crise sanitária que estamos enfrentando, a vida dos usuários e dos trabalhadores do transporte público municipal precisa ser preservada”, disse vereador.

Informações assessoria

Fotos Ítalo Sena

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus