Conecte-se conosco

Destaque

De forma rápida e silenciosa, Amazonino dobra salários de secretários sem consultar Legislativo

Avatar

Publicado

em

recursos

Diferente dos professores e policiais que foram à luta para revindicar reajuste salarial – e dobraram um bocado para conseguirem algum aumento -, o governo do Estado, comandado atualmente por Amazonino Mendes (PDT), autorizou o aumento salarial para seus secretários em tempo recorde, por meio de decreto em uma ação silenciosa que gerou polêmica entre os deputados na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM). A decisão foi tomada na última segunda-feira (9), passando a ter validade a partir do dia 1º de maio. Com o reajuste, cada secretário teve aumento dobrado – quem ganhava R$13 mil, por exemplo, passará a ganhar R$26 mil.

Segundo o deputado do PSB, Serafim Correa, a ação promovida pelo Executivo estadual fere a Constituição Federal e atropela o Legislativo. ”Claramente, o Sr. Governador está querendo atropelar o Poder Legislativo. Nós estamos sobre a égide da Constituição Federal, e quando se fala tanto em cumprir a constituição é bom dizer que esse é um descumprimento claro da Constituição da República”, declarou. Na avaliação do parlamentar, Amazonino está “atropelando o processo legislativo e o Estado Democrático de Direito”.

Foto: Reprodução

Serafim, que é líder do PSB na ALE-AM, questionou a velocidade do governo em aumentar o salário dos seus agentes, tendo em vista que, na última semana, professores da rede estadual recorreram à greve para ter um reajuste salarial de 27% – valor este que será pago em parcelas.

“Eu entendo que não. E o que fica claro para mim é que ele [Amazonino] tem a certeza que, na correlação de forças, não há a maioria aqui na Assembleia Legislativa. Ele teve medo do desgaste que sofreria mandando esse projeto de lei para a Casa e dos efeitos que isso irá causar no restante do funcionalismo público”, concluiu Serafim.

Com discurso semelhante ao de Serafim, o presidente da ALE-AM, deputado David Almeida (PSB), avaliou que o governador passou por cima do Legislativo. “Fiquei atento ao que o deputado Serafim Corrêa denunciou hoje, aqui na tribuna, sobre o aumento de salário dos secretários estaduais. Essa medida precisa da chancela do Poder Legislativo. A Aleam não vai ter suas prerrogativas desrespeitadas enquanto eu for presidente”, ressaltou o parlamentar.

Almeida acrescentou ainda que, se os deputados derrubarem o ato do governo, o que foi recebido pelos secretários será devolvido.

Anulação

Parlamentares da oposição defendem a anulação do decreto. De acordo com o deputado Platiny Soares (PSB), ele entrará com um Decreto Legislativo na ALE-AM , visando barrar o ato governamental. “Hoje denunciei o que compreendo como completo absurdo, uma afronta à população. O governador concedendo abono salarial de R$ 14 mil aos seus secretários. A decisão será confrontada por nós, não tenham dúvidas”, esclareceu o deputado.

Além de dobrar o salário dos secretários, Amazonino concedeu, com o mesmo “benefício”, aos secretários executivos e presidentes de autarquias e fundações um abono de R$11,6 mil; secretários executivos adjuntos com abono de R$10,2 mil.

Base aliada

Conforme o deputado da base aliada do governador, Adjuto Afonso (PDT), o governo já havia informado que iria realizar o aumento. O parlamentar explicou que quem trabalha merece ganhar bem. “O governador já havia sinalizado que iria aumentar o salário dos secretários. Como é que o secretário vai sobreviver com R$13,5 mil? Acho que quem trabalha precisa ganhar bem. O que o governador está fazendo é apenas dar abono. É prerrogativa dele fazer isso. Quando for aumento de fato, por meio de projeto de lei, então a casa poderá se manifestar contra ou a favor do aumento”, destacou Afonso.

Para o analista de sistemas Renato Farias, a análise do parlamentar demonstra claro desrespeito aos assalariados. “O governador privilegia os secretários. Como se diz por aí: Farinha pouca, meu pirão primeiro. Enquanto os amigos do rei se fartam, a plebe se lasca”, disse.

Nota

Após a repercussão negativa do ato, a Secretaria de Estado e Comunicação (Secom) se pronunciou, por meio de nota, acerca da decisão do governador. De acordo com o órgão, Amazonino tem plena liberdade e autoridade para autorizar reajuste salarial aos servidores estaduais sem precisar de consulta prévia ao Legislativo.

A Lei n⁰ 2.027, de 19/04/1991, com redação determinada pela Lei 2.096, de 13/12/1991, autoriza o governador do Estado a conceder abono aos servidores estaduais, sempre que se fizer necessário e de acordo com a disponibilidade financeira do erário estadual.

Dessa forma, o Governo do Amazonas encontrou mecanismo legal para, de acordo com a disponibilidade orçamentária, recompor perdas salariais relativas aos cargos de confiança de primeiro escalão do Executivo, cuja remuneração não era reajustada desde 2008, portanto há dez anos.

*Informações da fonte: Portal Em Tempo

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Prefeitura de Manaus anuncia que vai montar drive-thru e vacinar idosos em casa

Avatar

Publicado

em

Por

Nesta segunda-feira (25), o prefeito informou que aguarda o detalhamento sobre a distribuição das doses para dar início à imunização. Ele afirmou que a previsão é que a vacinação seja iniciada nesta terça-feira (26).

O prefeito de Manaus, David Almeida, anunciou que vai montar pontos de drive-thru para vacinação contra a Covid-19 de idosos com idade a partir de 75 anos. Ainda de acordo com Almeida, haverá também vacinação de casa em casa.

Entre os pontos de drive-thru anunciados estão Arena da Amazônia e Shopping Phelippe Daou. Ao todo, de acordo com o anúncio, devem ser quatro pontos fixos espalhados na capital.

Fonte: G1

Continue lendo

Brasil

Acidente com ônibus na BR-376 em Guaratuba deixa 21 mortos e 33 feridos

Avatar

Publicado

em

Por

Um acidente com um ônibus na BR-376, em Guaratuba, no litoral do Paraná, deixou 21 mortos na manhã desta segunda-feira (25), de acordo com o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA).

Segundo a polícia, 33 pessoas foram socorridas feridas, sendo sete delas em estado grave e seis com ferimentos moderados.

O acidente aconteceu na altura do km 668, no trecho conhecido como Curva da Santa, por volta das 8h30, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com o capitão do Corpo de Bombeiros Ícaro Grenert, que participou dos resgates, as informações preliminares dão conta que o ônibus saiu sozinho da pista, sem se chocar em outro veículo.

“A gente não tem como falar se foi uma falha mecânica ou o que aconteceu. Ele caiu na ribanceira. Felizmente ele não caiu rio abaixo, que dá pelo menos 50 metros, então esse número de óbitos seria bem mais significativos”, disse o socorrista.

Fonte: G1

Continue lendo

Amazonas

Vereadores sugerem que CMM adote calendário especial para discutir pandemia

Avatar

Publicado

em

Por

Na tarde deste sábado (23/1) os vereadores Capitão Carpê Andrade (Republicanos), Amom Mandel (Podemos) e William Alemão (Cidadania) reuniram para discutir o agravamento dos casos de Covid-19 em Manaus. Após alinhamento, os parlamentares decidiram sugerir à Mesa Diretora da Câmara Municipal de Manaus (CMM) que estude a possibilidade de adotar um calendário especial ou a suspensão do recesso parlamentar, para que sejam discutidas medidas de emergência, diante da crise sanitária que trouxe diversos desdobramentos na saúde e na economia de Manaus.

“Estamos diante de uma tragédia que vai marcar milhares de famílias. Devemos estender as mãos e nos unir nesse momento. O vírus é uma guerra que atinge todo sistema, não é momento de apontar culpados, é hora de planejar, organizar, fiscalizar e agir para salvar vidas”, disse vereador Capitão Carpê Andrade.

Segundo o vereador Amom Mandel a proposta parte de diversos pedidos recebidos pelas redes sociais. “Sempre vou pautar meu mandato pelas demandas recebidas pelas minhas redes e pelo nosso Gabinete Online. Sozinho não consigo fazer muito coisa, por isso, recebo bem a união dos meus pares em discutir o bem coletivo”, disse Amom Mandel.

O vereador William Alemão acredita que o fim do recesso pode trazer votações mais rápidas de matérias que possam ajudar Manaus.

“Precisamos adiantar o fim do recesso da CMM, pois precisamos votar em caráter de urgência vários projetos, dentre eles projetos socioeconômicos visando melhorias para com a população manauara que encontra-se atormentada pela falta de trabalho e renda causada pela pandemia”, disse vereador William Alemão.

A proposta dos parlamentares será enviada à CMM na noite deste sábado.

Assessoria dos Parlamentares:

Mário Marinho – Assessoria Vereador Amom Mandel – 98220-1006

Daniele Oliveira – Assessoria Vereador Capitão Carpê Andrade – 98187-6517

Guilherme Matos – Assessoria Vereador William Alemão – 98134-6697

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus