A resposta é NÃO, geralmente estes empréstimos utilizam de 14 a 20% de juros mensais, valores estes abusivos;

Mas qual a taxa de juros correta? A referência hoje utilizada é a taxa média de juros do Banco Central do Brasil (BACEN), por exemplo, para empréstimos não consignados (geralmente descontados diretamente da conta corrente) é de 7% ao mês, para consignados é comumente 2% ao mês;

Posso revisar valores abusivos? Pode sim, inclusive há a determinação da readequação de juros, qualquer parcela em atraso não há a incidência de juros e os valores pagos a mais são devolvidos para o consumidor atingido pela irregularidade;

Aconselho a realizar este tipo de empréstimo na última opção que você tiver, e se for de necessidade extrema, pois a tendência é piorar sua situação financeira, caso não haja o pagamento de uma parcela, os juros são ferozes, os descontos ocorrem diretamente na sua conta corrente e sem você entender o cálculo destes valores e quando terminam. Porém os valores pagos a mais devem ser restituídos via justiça.

E lembre-se, consulte sempre um Advogado!

Luis Albert é advogado especialista em Direito do Consumidor e membro da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB – AM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Chega a quatro o número de suspeitos presos pelo assassinato de sargento da PM em Manaus

Outros dois homens – um de 27 e outro de 20 – foram presos no fim da tarde des…