Conecte-se conosco

Mundo

Estados Unidos enviarão 1.600 militares para fronteira com México

Avatar

Publicado

em

Muro na fronteira entre EUA e México

Os Estados Unidos enviarão 1.600 soldados da Guarda Nacional para sua fronteira com o México em cumprimento da ordem do presidente Donald Trump de combater a imigração irregular na região.

A Guarda Nacional é um corpo de reserva das forças armadas dos Estados Unidos sob controle dos estados, razão pela qual sua utilização depende dos governadores.

O governador do Texas, o republicano Greg Abbott, que já enviou 250 guardas nacionais à fronteira no último fim de semana, anunciou, nesta terça-feira (10), que aumentará o contingente até mil soldados nas próximas semanas.

Por sua parte, o governador do Arizona, o também republicano Doug Ducey, enviou hoje 225 militares da Guarda Nacional para sua parte de fronteira, aos quais se somarão outros 113 até alcançar 338.

Por sua parte, a governadora do Novo México, Susana Martínez, também republicana, se comprometeu a enviar 80 guardas nacionais esta semana como primeira parte de um contingente que alcançará 250 militares.

Falta saber o nível de colaboração do quarto estado que faz fronteira com o México: a Califórnia, cujos dirigentes democratas foram contra a maioria das medidas migratórias de Trump.

No total, Texas, Novo México e Arizona apresentarão inicialmente 1.600 soldados à missão ordenada por Trump de apoio militar à Patrulha Fronteiriça para combater o aumento da imigração irregular.

Trump disse na semana passada que queria enviar entre dois mil e quatro mil soldados para proteger a fronteira, enquanto o Pentágono autorizou na sexta-feira passada o uso do limite maior desse grupo. Assim, os contingentes previstos inicialmente pelos estados ainda têm margem para aumentar.

Fronteira tem 3.111 quilômetros

Estados Unidos e México compartilham 3.111 quilômetros de fronteira distribuídos de leste a oeste entre Texas (1.997), Novo México (289), Arizona (599) e Califórnia (226).

O interesse de Trump pela militarização da fronteira despertou no início deste mês quando soube que uma caravana com centenas de imigrantes centro-americanos percorria o México para chegar aos Estados Unidos.

A lei americana proíbe a utilização de militares para tarefas de segurança e ordem pública em nível nacional, razão pela qual a Guarda Nacional terá um papel limitado na fronteira e não poderá dedicar-se a deter imigrantes que cheguem à região limítrofe.

O papel da Guarda Nacional será apoiar os agentes fronteiriços em tarefas de “detecção aérea, transporte, reparação do muro fronteiriço e apoio logístico”, segundo declarou à Agência EFE o Escritório de Alfândegas e Proteção Fronteiriça (CBP).

Trump não é o primeiro presidente americano que envia militares à fronteira com o México: em 2006, George W. Bush ordenou o envio para lá de seis mil membros da Guarda Nacional, enquanto Barack Obama destinou 1.200 soldados desse mesmo corpo de reserva em 2010.

*É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados.

Por Agência EFE

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Vacinação contra Covid-19 em Manaus é suspensa para replanejamento

Avatar

Publicado

em

Por

A vacinação contra a Covid-19 em Manaus foi suspensa nesta quinta-feira (21) para replanejamento da campanha. O objetivo é discutir os critérios que definirão quais profissionais de saúde e de quais unidades têm prioridade para receber as primeiras doses, já que a quantidade de vacinas disponibilizada pelo governo federal é insuficiente. Somente profissionais que atuam no Samu seguem recebendo o imunizante.

Após a definição dos critérios, as unidades de saúde deverão enviar a lista nominal dos profissionais, com o setor em que cada um trabalha, para a Secretaria da Saúde de Manaus reprogramar a vacinação. A previsão é que os trabalhos sejam retomados na sexta-feira (22).

A suspensão da campanha foi definida pelas secretarias de saúde de Manaus e do Amazonas, após uma reunião na noite de quarta-feira (20) com órgãos de controle do estado: Ministério Público Estadual, do Ministério Público Federal, da Defensoria Pública Estadual, da Defensoria Pública da União e do Ministério Público do Trabalho.

De acordo com a prefeitura de Manaus, nos primeiros dois dias de vacinação na capital, 1.140 profissionais de saúde receberam a primeira dose da CoronaVac. A Prefeitura recebeu, para esta primeira etapa da campanha, um total de 40.072 doses de vacina.

Fonte: G1

Continue lendo

Mundo

Explosão atinge prédio no centro de Madri e deixa mortos

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Susana Vera/Reuters

Uma explosão em um prédio no centro de Madri deixou ao menos três mortos e oito feridos nesta quarta-feira (20). Segundo o prefeito da capital espanhola, José Luis Martínez-Almeida, a explosão pode estar relacionada a um vazamento de gás.

A emissora pública espanhola TVE disse que uma das vítimas é uma mulher de 85 anos. Um porta-voz do governo de Madri confirmou que um dos mortos não era morador do prédio e passava pela rua no momento da explosão. Não foram divulgadas informações sobre a terceira vítima.

Pelo menos quatro andares do edifício, que fica em cima de uma igreja na Rua de Toledo, foram atingidos por volta das 3h da tarde (11h de Brasília), segundo o serviço de emergências de Madri. Há risco de que a estrutura do prédio tenha sido afetada.

Fonte: G1

Continue lendo

Mundo

Câmara dos Deputados dos EUA começa a debater impeachment de Trump

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução/Internet

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos começou a debater nesta quarta-feira a legislação para o impeachment do presidente Donald Trump pela segunda vez em seu mandato.

A Câmara deve primeiro realizar uma votação estabelecendo regras para o debate de quarta-feira. Superada essa etapa, como esperado, abrirá caminho para uma votação ao longo do dia para aprovar um artigo de impeachment acusando Trump de incitar insurreição em um discurso que ele fez na semana passada que levou à invasão do Capitólio dos EUA.

De acordo com o deputado Steny Hoyer, segundo democrata mais importante na Câmara, A Casa Legislativa planeja enviar o artigo de impeachment ao Senado ainda esta semana.

“Não há razão para que não possamos enviá-lo esta semana. Pretendemos fazer isso”, afirmou ele à MSNBC em uma entrevista nesta quarta-feira, citando discussões com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

A cerimônia de posse do presidente eleito dos EUA, Joe Biden, ocorre em 20 de janeiro.

 

*Por Richard Cowan / Reuters 

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus