Conecte-se conosco

Pesquisa e Inovação

EUA divulgam vídeo de avistamento de óvni e revelam programa secreto de R$ 75 milhões

Avatar

Publicado

em

avistamento de óvni

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos manteve, por anos, um programa milionário para observar óvnis (objetos voadores não identificados). O caso foi publicado pelo The New York Times, do qual afirma que a iniciativa tinha por nome “Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais” e teve financiamento no período entre 2007 e 2012.

Ainda conforme o jornal, tal programa secreto tinha um orçamento de US$ 22 milhões (R$ 72,5 milhões) e foi comandado por uma autoridade militar no quinto andar do Pentágono.

Imagens registradas por um jato em 2004 – e divulgadas pelo Departamento de Defesa – foram analisadas por esse projeto, que era de conhecimento de apenas um pequeno grupo de funcionários do governo americano.

No diálogo, os pilotos inicialmente identificam o objeto como um drone. Em seguida, surpreendem-se com o fato de estarem observando “uma frota” que seguia contra o vento. O vídeo foi divulgado pelo próprio governo norte-americano.

Contudo, cientistas, afirmam que as imagens não são necessariamente um indicativo de vida extraterrestre.

Programa secreto

O programa secreto foi criado por Harry Reid, senador democrata aposentado que era o líder da maioria do Senado na época. Em declaração ao NYT, Reid disse que não se arrepende. “Não tenho que me desculpar. Eu fiz isso. Eu fiz algo que ninguém tinha feito antes”.

Reid é do Estado de Nevada, onde está localizada uma base secreta da força aérea americana conhecida como Área 51 que, há anos, é apontada por teóricos da conspiração como sendo um lugar de frequente contato entre alienígenas e o governo americano.

No Twitter, ele afirmou que o programa era um esforço sério de ciência e de segurança nacional. “Se a América não assumir a liderança em responder a essas perguntas, outros irão”. Porém, Reid não revelou quais perguntas seriam essas.

O financiamento do programa acabou em 2012, mas fenômenos aéreos atípicos continuam sendo analisados por diferentes agências do governo americano.

No início deste ano, a CIA, o serviço de inteligência dos EUA, liberou na internet milhões de páginas de documentos antes sigilosos, que foram desclassificados.

Assista ao vídeo divulgado pela BBC Brasil

*Com informações da fonte: Portal G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Butantan estudará efeito da Coronavac em pessoas com comorbidades em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

O Instituto Butantan aplicará a CoronaVac em pessoas com comorbidades em Manaus em um estudo clínico para medir os efeitos da vacina contra Covid-19 na população com problemas de saúde pré-existentes, informou o instituto paulista nesta quarta-feira.

Para o estudo com pessoas do chamado grupo de risco para o coronavírus serão enviadas a partir de quinta-feira 10.156 doses da CoronaVac à capital do Amazonas para serem aplicadas em profissionais de educação e da segurança pública da rede estadual, com idade entre 18 e 49 anos. Este grupo, que terá a vacinação antecipada, será acompanhado pela equipe de pesquisadores que participa do estudo.

Dez mil pessoas participarão do estudo, sendo que 5 mil receberão a vacina do laboratório chinês Sinovac e 5 mil farão parte do grupo controle. A capital do Amazonas foi escolhido pois lá predomina a variante P1 do coronavírus, originada na cidade e que é mais transmissível.

Também nesta quarta o Butantan iniciou a segunda fase do estudo clínico com a CoronaVac na cidade de Serrana, no interior de São Paulo. A ideia é vacinar toda a população adulta da cidade com a vacina para medir os efeitos do imunizante na pandemia na cidade.

Fonte: UOL

Continue lendo

Pesquisa e Inovação

“Super-Terra” pode ter pistas sobre atmosferas em planetas distantes

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Reuters

Cientistas encontraram um planeta que orbita uma estrela relativamente próxima ao nosso sistema solar e que pode oferecer uma grande oportunidade para estudar a atmosfera de um planeta rochoso e semelhante à Terra, o tipo de pesquisa que poderia auxiliar na busca por vida extraterrestre. 

Os pesquisadores afirmaram na quinta-feira que o planeta, chamado Gliese 486 b e classificado como uma “Super-Terra” não é em si um candidato promissor como um refúgio para a vida. Imagina-se que ele seja inóspito –quente e seco como Vênus, com possíveis rios de lava fluindo em sua superfície.

Mas a proximidade com a Terra e as características físicas o tornam um bom candidato para um estudo de atmosfera com os telescópios espaciais e terrestres de nova geração, começando com o Telescópio Espacial James Webb, que a Nasa deve lançar em outubro.  Esses devem fornecer aos cientistas dados para decifrar as atmosferas de outros exoplanetas –planetas que ficam além do nosso sistema solar– incluindo os que podem abrigar vida.

“Nós dizemos que o Gliese 486 b irá se tornar instantaneamente a Pedra de Rosetta da exoplanetologia –pelo menos para os planetas semelhantes à Terra”, disse o astrofísico e co-autor do estudo José Caballero, do Centro de Astrobiologia da Espanha, em referência à antiga placa de pedra que ajudou pesquisadores a decifrar os hieróglifos egípcios.

Cientistas descobriram mais de 4.300 exoplanetas. Alguns deles são gigantes de gás, similares a Júpiter. Outros são menores, rochosos, planetas mais parecidos com a Terra, o tipo que é considerado um potencial mantenedor da vida, mas os instrumentos científicos disponíveis atualmente nos dizem pouco sobre suas atmosferas.

“O exoplaneta precisa ter as configurações físicas e orbitais corretas para que seja elegível para investigação atmosférica”, disse o cientista planetário Trifon Trifonov, do Instituto Max Planck para Astronomia, na Alemanha, principal autor da pesquisa publicada na revista Science.

 

*Fonte: Reuters

Continue lendo

Amazonas

Cetam divulga cerca de 3 mil vagas em cursos EaD

Avatar

Publicado

em

Por

O Governo do Amazonas, por meio do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), fará a primeira oferta do ano de cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), na modalidade de Ensino a Distância (EaD).

Serão oferecidas 3 mil vagas, divididas em cinco cursos.  As inscrições acontecerão dia 2 de março, totalmente on-line, das 8h às 17h ou enquanto houver vagas. O interessado deverá acessar o endereço eletrônico https://cursos.cetam.am.gov.br e preencher o formulário de inscrição.

Inscrições – No período de 3 a 6 de março, após o preenchimento do formulário, o candidato deverá enviar, de seu e-mail pessoal para o e-mail inscricoesead@cetam.am.gov.br, cópias dos seguintes documentos: comprovantes de escolaridade conforme o pré-requisito do curso em que se inscreveu; RG; CPF; e o número de telefone para contato.

Os cursos ofertados na modalidade EaD são os seguintes: Noções de Segurança na Web, Noções de Gestão para Empreendedores; Criação de Formulário Word ou Google Formulário; Formação Continuada de Tutores a Distância; e Criação e Organização de Sala de Aula Online na Plataforma Moodle.

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2021 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus