Conecte-se conosco

Brasil

Ex-atriz global que viveu Narizinho pede auxilio emergencial para pagar contas

Avatar

Publicado

em

Raquel de Queiroz foi uma das atrizes mirins que viveu Narizinho, do infantil “Sítio do Picapau Amarelo”, que por anos fez parte da programação da Globo. A última versão inédita foi exibida em 2007 e foi justamente dessa temporada que a atriz participou. Segundo o Notícias da TV, depois disso, ela sumiu da televisão, virou professora de balé e, atualmente com 23 anos, está contanto com o auxílio emergencial do governo de R$ 600 para pagar as contas.

O balé entrou na vida de Raquel muito cedo, ela dança desde criança e foi assim que foi descoberta por um produtor da Globo, aos 9 anos. Além de viver Narizinho e fazer pequenas participações em algumas novelas, a atriz e dançarina também chegou a participar da gravação de um DVD de Xuxa Meneghel voltado para o público infantil.

Formada em dança, Raquel passou a dar aula após não conseguir novas oportunidades na televisão. Ela é professora em uma escola de dança no Rio de Janeiro, mas o local está fechado devido a pandemia causada pelo novo coronavírus.

“Fico organizando, montando planilha de aula, essas coisas. A gente está sempre mandando vídeos para [as redes sociais da] escola. Mas não estou trabalhando nem recebendo. Estou contando com o auxílio, que não saiu até agora. Em análise eterna”, contou a atriz ao Notícias da TV.

O contrato com a Globo durou até 2010 e quando venceu não foi renovado. Na época, Raquel estava com 15 anos e não recebeu mais convites para atuar na televisão. A atriz precisou mudar de casa, e trocou de telefone – perdendo o contato com produtores – e não estudou teatro porque disse que buscou algo que desse um retorno financeiro. “Moro sozinha, tenho contas pra pagar”, desabafou a professora que sonha em voltar à TV

Fonte: IG

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Acidente com ônibus na BR-376 em Guaratuba deixa 21 mortos e 33 feridos

Avatar

Publicado

em

Por

Um acidente com um ônibus na BR-376, em Guaratuba, no litoral do Paraná, deixou 21 mortos na manhã desta segunda-feira (25), de acordo com o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA).

Segundo a polícia, 33 pessoas foram socorridas feridas, sendo sete delas em estado grave e seis com ferimentos moderados.

O acidente aconteceu na altura do km 668, no trecho conhecido como Curva da Santa, por volta das 8h30, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com o capitão do Corpo de Bombeiros Ícaro Grenert, que participou dos resgates, as informações preliminares dão conta que o ônibus saiu sozinho da pista, sem se chocar em outro veículo.

“A gente não tem como falar se foi uma falha mecânica ou o que aconteceu. Ele caiu na ribanceira. Felizmente ele não caiu rio abaixo, que dá pelo menos 50 metros, então esse número de óbitos seria bem mais significativos”, disse o socorrista.

Fonte: G1

Continue lendo

Amazonas

Governadores acertam cota extra da vacina para o Amazonas

Avatar

Publicado

em

Por

Governadores de pelo menos 22 estados acertaram na noite da quinta-feira (21) o repasse para o Amazonas de uma cota extra das vacinas que devem receber nos próximos dias.

Nesta sexta-feira (22), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve liberar o uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da Coronavac, e 2 milhões de doses da vacina da Astrazeneca devem chegar ao país.

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), participou da reunião de um grupo de trabalho que discute o colapso do sistema de saúde em Manaus e defendeu junto aos governadores, por meio do grupo no WhatsApp, que o Amazonas receba uma parte maior dessas novas doses, devido à “transmissibilidade alta” de casos e à gravidade da situação.

A proposta, segundo Dias explicou ao blog, é que o Amazonas fique com 5% do total de novas doses e os demais estados façam o rateio proporcional do restante.

Fonte: G1

Continue lendo

Brasil

Incêndio atinge prédio do Instituto Serum, fabricante de vacinas contra Covid-19 na Índia

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: AFP

Um incêndio atingiu um edifício do Instituto Serum, a empresa da Índia que produz vacinas com tecnologia da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, nesta quinta-feira (21), na cidade de Pune. Pelo menos cinco pessoas morreram.

Cinco pessoas morreram no incêndio, segundo o “Times of India”. O prefeito da cidade de Pune, Murlidhar Mohol, disse que os mortos são provavelmente trabalhadores de construção civil que estavam no prédio.

O diretor-executivo da empresa, Adar Poonawalla, confirmou que houve mortes.

A empresa também vai começar a produzir as vacinas desenvolvidas pela empresa norte-americana Novavax.

Poonawalla afirmou que a unidade que pegou fogo produz vacinas para o rotavírus. Ele estima que a perda nessa linha de produção será de até 40% do volume de doses.

O Instituto Serum é o maior fabricante de vacinas do planeta. Lá são produzidas 1,5 bilhão de doses para várias doenças, de poliomielite a caxumba. A estimativa é que seis em cada dez crianças no mundo recebam pelo menos uma vacina fabricada pela empresa indiana.

Nesta semana, a Índia começou a exportar as vacinas produzidas pelo Instituto Serum para seis países, mas não para o Brasil.

Fonte: G1

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus