Conecte-se conosco

Amazonas

Governo do Amazonas recebe mais monitores e bombas de infusão do Ministério da Saúde

Avatar

Publicado

em

Foto: Divulgação

O Governo do Amazonas recebeu, no final da tarde desse domingo (10), mais 50 monitores e 373 bombas de infusão enviados pelo Ministério da Saúde (MS). Os equipamentos serão destinados às unidades da rede estadual, entre elas o Hospital da Nilton Lins, que, após requisição, passará a ser administrado, pelo período de 90 dias, pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) e será unidade de referência para o tratamento de pacientes com Covid-19.

Os equipamentos se somam aos respiradores e monitores que já haviam sido enviados ao estado pelo MS, desde o mês de novembro, quando a SES-AM deu início ao plano de contingência para o recrudescimento da Covid-19 no Amazonas. No total, o estado recebeu, em dois meses, 228 respiradores, 130 monitores e 373 bombas de infusão. Ainda está prevista, para os próximos dias, a chegada de mais 50 monitores.

Com o aumento nos números de internações, o Governo do Estado tem investido todos os esforços para a ampliação de leitos exclusivos para o atendimento e tratamento de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. O número de leitos exclusivos para pacientes Covid-19 cresceu 155%, saindo de 457 para 1.166, número atualizado até a última sexta-feira (8).

Além disso, o governador Wilson Lima anunciou, também na sexta-feira, a reabertura do Hospital da Nilton Lins, com a oferta inicial de 81 leitos clínicos e 22 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O fluxo de atendimento na unidade será semelhante ao adotado em 2020. Pacientes que derem entrada na rede de urgência e emergência da SES-AM e precisarem de internação serão regulados, via Sistema Nacional de Regulação (Sisreg), para os leitos disponíveis no hospital.

Chamamento Público – A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), junto com o Centro de Serviços Compartilhados (CSC-AM), lançou, no sábado (09/01), o chamamento público para realização de Dispensa de Licitação, com o intuito de contratar empresas interessadas em prestar serviços para o Estado, no Hospital Nilton Lins, na zona centro-sul de Manaus.

Recrutamento de profissionais – A SES-AM iniciou o recrutamento de profissionais para o reforço da rede assistencial de saúde pública do Amazonas. Para o Hospital Nilton Lins, devem atuar cerca de 440 profissionais, entre enfermeiros e médicos intensivistas, clínicos gerais, fisioterapeutas, farmacêuticos, técnicos de enfermagem e técnicos da área administrativa.

*Com informações da assessoria

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

MP pede prisão preventiva de prefeito, secretários e ‘fura-filas’

Avatar

Publicado

em

Por

O Ministério Publico do Estado do Amazonas realizou o pedido de prisão preventiva do prefeito David Almeida e da Secretária Shadia Hussami Hauache Fraxe, e também o afastamento de cargo e pedido de busca e apreensão para quem furou a fila de vacinação, entre eles, as irmãs Lins também aparecem no documento.

De acordo com o pedido de afastamento de cargo público e medidas de busca e apreensão, os alvos são além do prefeito e secretária Fraxe, Luiz Cláudio de Lima Cruz, Djalma Pinheiro Pessoa Coelho, Stenio Holanda Alves, Clendson Rufino Ferreira, Sebastião da Silva Reis, Bento Martins de Souza, Jane Soares Pereira, Tamyres Kutchma de Albuquerque, Gabrielle Kirk Maddy Lins, Isabelle Kirk Maddy Lins, Ilcilene de Paula da Silva, Carlos Augusto do Couto Valle Bonfim Borborema, Fernanda Alves Bueno de Oliveira, Manoel Charlete Pereira Júnior, David Louis de Oliveira Dallas Dias, Gabriela Pereira de Aguiar, Tatiana Mota Lotti, Alessandro Silva Pontes, Carla Angelina Lima Ribeiro Frota e Jane Mará Silva de Moraes de Oliveira.

Segundo o documento “foi constatada a contratação de 10 (dez) médicos, para o cargo de Gerente de Projetos, com remuneração de cerca de R$ 9.000,00 (nove mil reais). Ademais, aponta que as tratativas para o ajuste foram iniciadas pela enfermeira/médica, Ilcilene de Paula da Silva, contando com a participação, igualmente, da Secretária Municipal de Saúde, Shadia Hussami Hauache Fraxe, pela via do aplicativo de conversas “Whatsapp”, e do Médico/Assessor, Djalma Pinheiro Pessoa Coelho, que realizou reuniões pessoais com os contratados”.

Também de acordo com as informações, foi feita a contratação de profissionais da saúde que deveriam ser encaminhados para a linha de frente no combate a Covid-19, porém, os mesmos foram nomeados como gerente de projetos, considerando assim uma declaração falsa do Prefeito David Almeida.

“As aludidas contratações se deram por meio de nomeação pelo Prefeito Municipal de Manaus/AM, David Antonio Abisai Pereira de Almeida, o qual, supostamente, inseriu declaração falsa, ao nomear médicos para exercerem atividade médica, porém, no cargo de Gerente de Projetos. Ademais, sustenta que a Secretária Municipal de Saúde, Shadia Hussami Hauache Fraxe, e o Médico/Assessor, Djalma Pinheiro Pessoa Coelho, serviram de executores materiais dos atos necessários à prática da falsidade ideológica, perpetrada pelo Chefe do Poder Executivo Municipal”, dizia o documento.

Informações: Imediato

Continue lendo

Amazonas

Vereador Carpê Andrade vota a favor do “Auxílio Manauara”

Avatar

Publicado

em

Por

Durante a primeira sessão extraordinária da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Carpê Andrade (Republicanos), votou a favor do Projeto de Lei (PL) de autoria do Executivo municipal denominado “Auxílio Manauara”, no valor mensal de R$ 200, que será destinado a famílias e trabalhadores informais que se encontram em situação de vulnerabilidade e risco social, durante o período de calamidade pública. A Sessão foi realizada por videoconferência.

“Esse auxílio é imprescindível. As pessoas estão lutando para sobreviver. O decreto do governo do Estado atinge diretamente esses trabalhadores e nós, como representantes deles na Câmara, temos que buscar alternativas que viabilizem a vida dessas pessoas”, destacou o vereador.

O parlamentar fez questão de frisar que em 2020, Manaus registrou a maior taxa de desemprego dada a gravidade da pandemia. “Vou continuar fiscalizando e buscando alternativas para que essa população não seja desguarnecida. Esse é meu dever enquanto parlamentar”, afirmou.

A PL foi aprovada de forma unânime pelos parlamentares, a partir de agora o Prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), terá prazo de 30 dias para aprovar o pagamento do “Auxílio Manauara”. O auxílio deverá ser pago a 40 mil famílias, durante seis meses, a antecipação do pagamento para mês de fevereiro, ocorreu por conta do agravamento da crise econômica que atinge a cidade de Manaus.

Acessibilidade para facilitar cadastro

Durante a sessão, o vereador defendeu que a Prefeitura deve facilitar o cadastro das famílias que não tem acesso à internet. “Essas famílias não tem renda, isso retrata a realidade do nosso estado. Uma boa parte não tem acesso a internet, temos que facilitar e ajudar essas pessoas nesse momento crítico”, finalizou.

O cadastro será feito por aplicativo coordenado pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e também por meio de inscrição presencial em Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Informações Assessoria de imprensa

Continue lendo

Amazonas

Auxílio Manauara deve ser pago em Fevereiro para 40 mil famílias cadastradas

Avatar

Publicado

em

Por

O auxílio emergencial no valor de R$ 200 para famílias de baixa renda na capital, em razão da pandemia do novo coronavírus, foi aprovado por unanimidade pelos vereadores de Manaus. O Projeto de Lei (PL) de autoria da Prefeitura foi aprovado durante sessão extraordinária na Câmara Municipal de Manaus (CMM), desta terça-feira, 26/01.

O projeto havia sido encaminhado com pedido de urgência pelo Executivo e é de caráter suplementar e provisório, com recursos do Tesouro Municipal, no valor mensal de R$ 200 para 40 mil famílias. A proposta é que o Auxílio Manauara seja disponibilizado a partir de fevereiro.

O cadastro será feito pela Semasc por meio de aplicativo e em postos para inscrição presencial em unidades como Cras e Creas.

Segundo o projeto, o prazo de concessão do referido auxílio será de seis meses, prorrogáveis por igual período, caso haja manutenção da situação calamitosa e de emergência ocasionada pela pandemia do COVID-19 e seus efeitos.

Alguns vereadores chegaram a sugerir um valor maior do benefício ou até mesmo contemplar mais famílias. No entanto, a secretária confirmou que serão contempladas neste primeiro momento, apenas 40 mil famílias devido a realidade orçamentária da prefeitura nesse início de gestão.

De acordo com o projeto, as condições para o pagamento do auxílio serão regulamentadas pelo prefeito em até trinta dias, que estabelecerá as demais condições fundamentais para seu recebimento.

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus