Conecte-se conosco

Política

Governo instala Gabinete de Crise e coloca sistema de segurança em alerta para combate ao tráfico no AM

Avatar

Publicado

em

O Governo do Amazonas anunciou na noite desta segunda-feira (10) a instalação de um Gabinete de Crise da Segurança Pública. A medida coloca o sistema de segurança em alerta, nas cadeias e nas ruas de Manaus. A medida foi anunciada após o alto número de mortes registradas neste início de ano.

Em janeiro, Manaus bateu o recorde em comparação com o ano passado no número de mortes violentas, com um aumento de 60% nos índices. Em 10 dias, fevereiro tem mais de 30 casos registrados de homicídios, latrocínios ou mortes seguidas de lesões.

Em coletiva de imprensa na noite desta segunda-feira, o governo anunciou a tomada das medidas por meio de representantes da segurança em nome do governador Wilson Lima, que está em Brasília. Estiveram presentes representantes de todas as forças de segurança pública estadual, do Tribunal de Justiça (TJAM), Ministério Público (MPE), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM) e da Defensoria Pública (DPE).

‘’Reunimos nossos comandantes das forças policiais e demais órgãos importantes nesse processo. Estamos nos antecipando e fazendo tudo que é preciso para resguardar a ordem nos presídios e a integridade da população. O firme combate ao tráfico provoca reações e estamos utilizando todo nosso aparato policial e de inteligência para proteger a população’’, destacou o vice-governador do Amazonas e secretário chefe da Casa Civil, Carlos Almeida, logo após instalar o Gabinete de Crise.

O secretário executivo de Segurança Pública, coronel Anézio Paiva, relatou que a necessidade de instalação do Gabinete foi identificada a partir dos sinais de desentendimento entre integrantes de facções, identificados pelos serviços de inteligência do Estado: da Secretaria de Inteligência (Seai), Polícia Militar e da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

No fim de semana, informa o secretário de Administração Penitenciária, coronel Marcus Vinícius, as visitas nos presídios foram suspensas no domingo. ‘’Uma estratégia para resguardar a vida dos visitantes em caso de confronto entre detentos’’, disse.

Matéria completa: G1 Amazonas https://glo.bo/31LMkxW

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Após briga, Regina Duarte demite “reverenda” ligada à igreja de Damares Alves

Avatar

Publicado

em

Por

Nesta semana, a atriz começou a se desentender com a principal assessora, a chamada reverenda Jane Silva, que quis exonerar funcionários e tomar decisões sem falar com a chefe.

A atriz Regina Duarte, secretária de Cultura do governo Bolsonaro, determinou nesta sexta-feira (7) a exoneração da pastora Jane Silva, que atuava como número dois da Secretaria Especial da Cultura.

A decisão foi confirmada pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a quem a pasta está vinculada.

Criticada pelos filhos João e Gabriela Duarte e pelos irmãos por ter dito “sim” ao “casamento” com Jair Bolsonaro, Regina Duarte viveu seus primeiros atritos na Secretaria de Cultura do governo.

Nesta semana, a atriz começou a se desentender com a principal assessora, a chamada reverenda Jane Silva, que quis exonerar funcionários e tomar decisões sem falar com a chefe.

Secretária-adjunta, Janicia Ribeiro Silva, que é conhecida como “reverenda” na Igreja Batista da Lagoinha, também frequentada pela ministra Damares Alves, foi escalada para ser a sombra de Regina e tem passado por cima da atriz nas atribuições da pasta.

As críticas que a atriz recebeu da família foi justamente em relação a isso. Segundo a revista Veja, Regina tem fama de “avoada” e coração mole e estaria habituada passar horas a fio nas redes sociais, vendo vídeos e memes. O receio dos filhos e dos irmãos é que ela não aguente a guerra política no Planalto.

*Com informações: Estadão Conteúdo

Continue lendo

Política

Wilson Lima afirma que recursos provenientes do aumento na arrecadação do Estado serão destinados à saúde

Avatar

Publicado

em

Por

O governador do Amazonas, Wilson Lima, afirmou, nesta terça-feira (04/02), durante entrevista coletiva realizada após a leitura da mensagem governamental na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), que os recursos obtidos pelo Estado, provenientes do aumento da arrecadação, serão destinados, prioritariamente, à saúde.

“O que a gente está fazendo com esse dinheiro é diminuir o déficit que a gente tem, tanto na previdência, quanto no gasto da máquina, e investir na área de saúde. Esse ano, por exemplo, na área de saúde, nós já temos previsto quanto vamos gastar por mês, baseado nesses ajustes que estamos fazendo, no aumento de arrecadação e nas medidas de reformulação da área de saúde”, frisou Wilson Lima.

Wilson Lima ressaltou que não abre mão de políticas públicas, programas e planos de Governo que possibilitem avanços na saúde. “Enquanto a gente não tiver esse problema, não vamos tirar o foco. Por isso que nós estamos fazendo esse processo de reformulação na área de saúde. Nosso primeiro movimento significativo, no ano passado, foi a contratação direta dos servidores de empresas terceirizadas que contratam técnicos de enfermagem. E assim também a gente vai caminhar para um movimento de aproximação com outros grupos que fazem parte da saúde”, observou o governador.

Polo de concentrados – Ainda durante entrevista coletiva na Aleam, Wilson Lima destacou que a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) pode ser tema de uma reunião com o presidente da República, Jair Bolsonaro, esta semana.

“A informação que a gente tem é de que já tem um decreto pronto para que a gente tenha garantido aqui os 8%. A gente vai estar em Brasília amanhã (quarta-feira, 5), coincidentemente eu, o (Alfredo) Menezes (superintendente da Suframa) e o Josué (Neto, presidente da Aleam). Há, inclusive, a possibilidade de fazermos uma reunião com o presidente da República, para que ele possa falar sobre essa questão do IPI dos concentrados”, destacou Wilson Lima.

Ele enfatizou que os interesses da Zona Franca de Manaus (ZFM) serão defendidos pelo Governo do Estado. “Nós precisamos e vamos proteger os interesses da Zona Franca de Manaus, porque isso é fundamental para a sobrevivência do povo do Amazonas. Nós temos uma equipe que foi montada no ano passado para acompanhar qualquer decisão que o Governo Federal tome, que afete ou beneficie a ZFM. Estou conversando com a bancada, para que a gente possa fazer essa proteção dos interesses da Zona Franca”, afirmou o governador.

Preço dos combustíveis – Wilson Lima também comentou sobre a carta destinada ao presidente Jair Bolsonaro, assinada nesta segunda-feira (03/02), por 23 governadores, solicitando que o Governo Federal abra mão de receitas e impostos recolhidos sobre o consumo de combustíveis.

“O que nós defendemos é uma conversa com a presidência e uma discussão profunda, técnica com os nossos secretários de Fazenda, sobre como é que a gente pode fazer essa composição tributária para que, efetivamente o preço do combustível possa baixar, levando em consideração ICMS, PIS/Cofins e Cide, que são tributos do Governo Federal”, pontuou Wilson Lima.

Ele ressaltou que o tema precisa ser discutido e avaliado por todos os envolvidos. “É importante levar em consideração que quem estabelece preço de combustível é a Petrobras. É preciso chamar todos esses autores para entender como caminhar, nesse sentido. A questão dos combustíveis afeta todo mundo, toda a atividade econômica do país. Temos que discutir de forma muito madura e responsável”, avaliou o governador.

*Com informações da Assessoria

Continue lendo

Brasil

Coronavírus: Ibaneis aprova HFA para brasileiros vindos da China

Avatar

Publicado

em

Por

Hospital das Forças Armadas (HFA), no Cruzeiro, será uma das unidades de referência sobre coronavírus para os brasileiros que estão voltando da China. O governador Ibaneis Rocha (MDB) afirmou que não vê problema com uma possível vinda deles para Brasília.

O governo federal colocou Anápolis (GO), a 155km da capital federal, como cidade cotada para ser sede de quarentena para esses brasileiros. Por causa da proximidade com Brasília, o Planalto apontou o HFA para se tornar referência, caso eles precisem de se dirigir a uma unidade hospitalar.

Para o chefe do Executivo local, é importante preparar hospitais em todo Brasil para enfrentar a nova doença. “Nós temos que estar preparados. E achei de grande coerência a atitude do governo federal e do ministro (Luiz Henrique) Mandetta (da Saúde)”, comentou. “Tem o meu apoio”, concluiu.

Matéria completa: Metrópoles https://bit.ly/2S0SW8J

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas