Conecte-se conosco

Brasil

Há 75 anos junto, casal comemora Dia dos Namorados com muito amor e dança

Avatar

Publicado

em

casal de idosos

O respeito, a cumplicidade e o amor pela dança são os segredos revelados pelos eternos namorados Oswaldo Genaro e Nelsinda Escarparo Genaro, ambos de 90 anos, para uma relação duradoura. Lá se vão 75 anos de convivência e quase 68 de um casamento sólido em Ribeirão Preto (SP).

“Os outros falam que nascemos um para o outro e que somos almas gêmeas. A gente se considera almas gêmeas. Nunca nos largamos ou brigamos e nunca fizemos algo errado”, diz dona Nelsinda.

O casal mora no bairro Parque Bandeirantes, zona leste da cidade, e compartilha tudo, desde as tarefas em casa, as caminhadas matutinas de mãos dadas e os bailes do Clube da Velha Guarda de Ribeirão Preto, onde dançam há 48 anos.

Os dois se conheceram em 1942, quando ela tinha 14 anos e ele 15. Era dia de baile no antigo bairro Barracão, atual Ipiranga. Na casa deles, fotografias em dezenas de porta-retratos estampam viagens, amigos, família. A maior parte das imagens mostra os dois nas pistas de dança em bailes em várias cidades do país.

“Eu fui numa matinê dançante, ele me tirou para dançar e estamos dançando até hoje. Quando a gente começou a namorar, íamos à Praça XV passear. Marcamos um encontro, eu fui com as minhas amigas, e ele com os dele. Não tinha lugar para nós sentarmos e fomos à Catedral. O meu pai trabalhava num posto de gasolina e passou um senhor que nos conhecia e o avisou. Meu pai foi lá bravo e disse: os dois pra casa! A partir daí, levamos a sério”, lembra Nelsinda.

Romance

O namoro durou oito anos e o casamento aconteceu em 1950, na Igreja Santo Antônio, em Ribeirão. “Namoro na época era muito sério. Para pegar na mão da moça, demorava uns dias. E para beijar, então? Era depois de muito tempo que acontecia um beijinho”, afirma seu Oswaldo.

casal de idosos 2

Foto: Divulgação/G1

Ele trabalhou a vida toda como marceneiro e dona Nelsinda se dedicou à confecção de vestidos de noiva, peças e roupas em crochê. Também produziu bolos de casamento e pinturas em quadros. Os dois não tiveram filhos, mas têm dois afilhados, considerados presentes.

“Deus não me deu filhos para eu sorrir ou para chorar. Não era um problema meu ou dele, é que Deus não quis mesmo. A gente aceitou tudo. Foi um casal morar na minha casa e a mulher, que já tinha dois filhos, ficou grávida do terceiro, o qual batizamos. Hoje, ele é considerado nosso filho. Ele que faz tudo para nós”, diz dona Nelsinda.

Ao longo do tempo, os dois sempre compartilharam os problemas, priorizaram a conversa e o bom convívio para não abalar a relação. São quatro bodas comemoradas ao lado de parentes e amigos.

“Eu gosto dele inteiro, da cabeça aos pés. Nós dois estamos sempre juntos, mesmo quando tinha família perto, combinávamos bem. Nunca ninguém interviu no nosso namoro, casamento ou nos interessamos em saber da vida dos outros”, afirma dona Nelsinda.

Dança

A dança que uniu o casal até hoje faz parte da rotina dele. Por onde passam, estão sempre em busca de bailes para dançar bolero, chorinho ou samba, os estilos musicais preferidos.

O Clube da Velha Guarda em Ribeirão Preto, na Nova Ribeirânia, é considerado a segunda casa dos idosos. Eles frequentam o local há 48 anos e estão sempre presentes nos bailes aos domingos. Atuantes, eles promovem diversas festas na casa.

“Temos uma mesa especial onde recebemos os amigos. O que não falta é foto da gente dançando. Quando toca um bolero até parece que estremece por dentro de tanta vontade de dançar”, diz seu Oswaldo.

Medo da separação

Para dona Nelsina, a alegria de viver na companhia um do outro do outro é imensurável, mas uma ponta de preocupação insiste em afrontá-la atualmente. É o medo de uma separação que, um dia, será inevitável.

“Nós já estamos mais velhos. O nosso medo agora é de separar. Então, ando meio doente, por causa disso. Fico pensando, ‘ai meu Deus, estou com 90 anos, o que vou esperar agora’?”, diz.

Seu Oswaldo compartilha o pensamento da mulher, mas acredita que Deus estará ao lado deles até o fim.

“Nós temos muita fé e Deus nos deu saúde e abençoou. A gente agradece pela idade que a gente tem, pela amizade recíproca, o respeito que a gente tem um com o outro. Queremos ainda ficar muito tempo juntos.”

*Com informações: Portal G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

MPF processa ex-ministro Pazuello e secretário de Saúde do AM por responsabilidade na crise de oxigênio

Avatar

Publicado

em

Por

O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas ajuizou, nesta quarta-feira (14), ação de improbidade administrativa contra o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e o secretário estadual de Saúde do Amazonas, Marcellus Campelo, por omissão no combate à pandemia entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, quando o Amazonas registrou colapso de oxigênio nas unidades de saúde e aumento de mortes por covid-19.

Entre 14 e 15 de janeiro, falta de oxigênio nos hospitais de Manaus levou a cidade de Manaus a um cenário de caos. Com recordes nos casos de Covid, a capital precisou enviar pacientes que dependiam do insumo para outros estados.

A ação, encaminhada à Justiça Federal no Amazonas, cita, também, três secretários do Ministério da Saúde e o coordenador do Comitê de Crise do Amazonas, Francisco Ferreira Máximo Filho.

No documento, o MPF identificou atos de improbidade administrativa em cinco situações distintas:

  • atraso e lentidão do Ministério da Saúde no envio de equipe para diagnosticar e minorar nova onda de covid-19 no Amazonas;
  • omissão no monitoramento da demanda de oxigênio medicinal e na adoção de medidas eficazes e tempestivas para evitar seu desabastecimento;
  • realização de pressão para utilização de ‘tratamento precoce’;
  • demora na adoção de medidas para transferência de pacientes que aguardavam leitos;
  • e ausência de medidas de estímulo ao isolamento social.
Continue lendo

Brasil

Mãe de Henry Borel passa mal em presídio e é internada

Avatar

Publicado

em

Por

Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, foi encaminhada para atendimento médico na madrugada desta segunda-feira (12). A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro (Seap). Ela está presa no Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói, na Região Metropolitana.

De acordo com o órgão, Monique sentiu dores abdominais após urinar e solicitou atendimento médico. Ela foi encaminhada ao Hospital Penal Hamilton Agostinho, dentro do próprio Complexo Penitenciário de Gericinó.

Após ser diagnosticada com uma infecção urinária, a previsão é de que Monique siga internada por pelo menos três dias no local para acompanhamento e para receber a medicação recomendada.

Na quinta-feira (8), o vereador carioca Dr. Jairinho (sem partido), padrasto da criança, e Monique foram presos por suspeita de homicídio duplamente qualificado –com emprego de tortura e sem chance de defesa para a vítima –, por atrapalharem as investigações e por ameaçarem testemunhas para combinar versões.

Continue lendo

Brasil

Homem surta e faz comissária de bordo refém no Aeroporto de Guarulhos

Avatar

Publicado

em

Por

Na noite de domingo (11), um homem que se identificou como “soldado Resende” e estudante de medicina fez uma comissária de bordo da Gol refém no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Segundo informações de passageiros que estavam no terminal, o suspeito exigia a presença da Polícia Federal.

Após alguns minutos de tensão, ele foi preso e, a mulher, libertada sem ferimentos. Enquanto segurava a empregada da empresa aérea pelos braços, a ameaçava de morte com um objeto cortante rente ao pescoço, uma caneta. Ele exigia a presença da Polícia Federal (PF) e da “imprensa internacional”.

Em outro momento, dizia estar sendo ameaçado de morte e avisava a quem se aproximava que carregava uma bomba dentro da mochila. De acordo com pessoas que presenciaram a cena, o homem parecia transtornado. Não foi encontrado nenhum explosivo na mochila do mesmo.

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2021 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus