Conecte-se conosco

Brasil

Há 75 anos junto, casal comemora Dia dos Namorados com muito amor e dança

Avatar

Publicado

em

casal de idosos

O respeito, a cumplicidade e o amor pela dança são os segredos revelados pelos eternos namorados Oswaldo Genaro e Nelsinda Escarparo Genaro, ambos de 90 anos, para uma relação duradoura. Lá se vão 75 anos de convivência e quase 68 de um casamento sólido em Ribeirão Preto (SP).

“Os outros falam que nascemos um para o outro e que somos almas gêmeas. A gente se considera almas gêmeas. Nunca nos largamos ou brigamos e nunca fizemos algo errado”, diz dona Nelsinda.

O casal mora no bairro Parque Bandeirantes, zona leste da cidade, e compartilha tudo, desde as tarefas em casa, as caminhadas matutinas de mãos dadas e os bailes do Clube da Velha Guarda de Ribeirão Preto, onde dançam há 48 anos.

Os dois se conheceram em 1942, quando ela tinha 14 anos e ele 15. Era dia de baile no antigo bairro Barracão, atual Ipiranga. Na casa deles, fotografias em dezenas de porta-retratos estampam viagens, amigos, família. A maior parte das imagens mostra os dois nas pistas de dança em bailes em várias cidades do país.

“Eu fui numa matinê dançante, ele me tirou para dançar e estamos dançando até hoje. Quando a gente começou a namorar, íamos à Praça XV passear. Marcamos um encontro, eu fui com as minhas amigas, e ele com os dele. Não tinha lugar para nós sentarmos e fomos à Catedral. O meu pai trabalhava num posto de gasolina e passou um senhor que nos conhecia e o avisou. Meu pai foi lá bravo e disse: os dois pra casa! A partir daí, levamos a sério”, lembra Nelsinda.

Romance

O namoro durou oito anos e o casamento aconteceu em 1950, na Igreja Santo Antônio, em Ribeirão. “Namoro na época era muito sério. Para pegar na mão da moça, demorava uns dias. E para beijar, então? Era depois de muito tempo que acontecia um beijinho”, afirma seu Oswaldo.

casal de idosos 2

Foto: Divulgação/G1

Ele trabalhou a vida toda como marceneiro e dona Nelsinda se dedicou à confecção de vestidos de noiva, peças e roupas em crochê. Também produziu bolos de casamento e pinturas em quadros. Os dois não tiveram filhos, mas têm dois afilhados, considerados presentes.

“Deus não me deu filhos para eu sorrir ou para chorar. Não era um problema meu ou dele, é que Deus não quis mesmo. A gente aceitou tudo. Foi um casal morar na minha casa e a mulher, que já tinha dois filhos, ficou grávida do terceiro, o qual batizamos. Hoje, ele é considerado nosso filho. Ele que faz tudo para nós”, diz dona Nelsinda.

Ao longo do tempo, os dois sempre compartilharam os problemas, priorizaram a conversa e o bom convívio para não abalar a relação. São quatro bodas comemoradas ao lado de parentes e amigos.

“Eu gosto dele inteiro, da cabeça aos pés. Nós dois estamos sempre juntos, mesmo quando tinha família perto, combinávamos bem. Nunca ninguém interviu no nosso namoro, casamento ou nos interessamos em saber da vida dos outros”, afirma dona Nelsinda.

Dança

A dança que uniu o casal até hoje faz parte da rotina dele. Por onde passam, estão sempre em busca de bailes para dançar bolero, chorinho ou samba, os estilos musicais preferidos.

O Clube da Velha Guarda em Ribeirão Preto, na Nova Ribeirânia, é considerado a segunda casa dos idosos. Eles frequentam o local há 48 anos e estão sempre presentes nos bailes aos domingos. Atuantes, eles promovem diversas festas na casa.

“Temos uma mesa especial onde recebemos os amigos. O que não falta é foto da gente dançando. Quando toca um bolero até parece que estremece por dentro de tanta vontade de dançar”, diz seu Oswaldo.

Medo da separação

Para dona Nelsina, a alegria de viver na companhia um do outro do outro é imensurável, mas uma ponta de preocupação insiste em afrontá-la atualmente. É o medo de uma separação que, um dia, será inevitável.

“Nós já estamos mais velhos. O nosso medo agora é de separar. Então, ando meio doente, por causa disso. Fico pensando, ‘ai meu Deus, estou com 90 anos, o que vou esperar agora’?”, diz.

Seu Oswaldo compartilha o pensamento da mulher, mas acredita que Deus estará ao lado deles até o fim.

“Nós temos muita fé e Deus nos deu saúde e abençoou. A gente agradece pela idade que a gente tem, pela amizade recíproca, o respeito que a gente tem um com o outro. Queremos ainda ficar muito tempo juntos.”

*Com informações: Portal G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Ministro Pazuello informou que até 1,5 mil pacientes devem ser transferidos do Amazonas

Avatar

Publicado

em

Por

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta terça-feira, em Manaus, que o governo deve remover 1,5 mil pacientes com Covid-19 do Amazonas para outros estados para receber tratamento médico. O número é seis vezes maior do que o objetivo inicial, que era transferir 235 pessoas.

Ao lado do governador do Amazonas Wilson Lima, ele fez um pronunciamento durante a inauguração do hospital de campanha, que vai funcionar no complexo Nilton Lins. Desde que chegou a Manaus, na noite de sábado (23), o ministro não tinha cumprido nenhuma agenda pública e, após o evento desta terça, foi embora sem responder perguntas dos jornalistas. De acordo com o Ministério da Saúde, ele ficará no estado do Amazonas pelo “tempo que for necessário”.

Continue lendo

Amazonas

Determinado restrição de veículos pesados na Br-319

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Uma portaria Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), publicada no Diário Oficial, nesta terça-feira (26), determina uma série de restrições na circulação de veículos de cargas e de passageiros na BR-319, rodovia que liga Manaus a Porto Velho. A estrada é conhecida pelas péssimas condições (leia mais abaixo).

Entre os meses de junho e novembro, a circulação de veículos de carga e de passageiros com peso acima de 23 toneladas fica proibida. Já entre os meses de dezembro e maio, a restrição é para veículos com capacidade de peso acima de 17 toneladas.

O objetivo é manter a circulação segura entre os municípios situados à margem da rodovia, especialmente no trecho entre Careiro da Várzea (AM) (altura do km 13) e o entroncamento com a BR-230, no sentido Humaitá (AM) (altura do km 679).

Fonte: G1

Continue lendo

Brasil

Acidente com ônibus na BR-376 em Guaratuba deixa 21 mortos e 33 feridos

Avatar

Publicado

em

Por

Um acidente com um ônibus na BR-376, em Guaratuba, no litoral do Paraná, deixou 21 mortos na manhã desta segunda-feira (25), de acordo com o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA).

Segundo a polícia, 33 pessoas foram socorridas feridas, sendo sete delas em estado grave e seis com ferimentos moderados.

O acidente aconteceu na altura do km 668, no trecho conhecido como Curva da Santa, por volta das 8h30, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com o capitão do Corpo de Bombeiros Ícaro Grenert, que participou dos resgates, as informações preliminares dão conta que o ônibus saiu sozinho da pista, sem se chocar em outro veículo.

“A gente não tem como falar se foi uma falha mecânica ou o que aconteceu. Ele caiu na ribanceira. Felizmente ele não caiu rio abaixo, que dá pelo menos 50 metros, então esse número de óbitos seria bem mais significativos”, disse o socorrista.

Fonte: G1

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus