Conecte-se conosco

Cultura e Entretenimento

Lançamento Penalux: “Nenhuma Eternidade”, livro do escritor Elizandro Todeschini

Avatar

Publicado

em

Podem as nossas feridas internas serem tão grandes a ponto de nos fazerem esquecer quem somos?

Essa pergunta talvez resuma a trama central do novo livro do escritor Elizandro Todeschini.

“Nenhuma Eternidade”, que acaba de ser lançado pela Editora Penalux, narra uma aventura dramática escrita em primeira pessoa, em que Natanael, o protagonista da história, embrenha-se por uma Patagônia selvagem e enfrenta caminhos austrais perigosos, experimentando todos os limites físicos e psicológicos possíveis.

À medida que avança por percalços e obstáculos, o personagem é tomado pelas memórias mais recônditas do seu passado.

Atrelados a elas, emoções, sentimentos e acontecimentos veem à tona: um trauma, uma decisão monstruosa, o arrependimento, a espera, o reencontro… O tempo.

Sim, o tempo, que implicitamente é parte do título. “É algo que remete à ideia da relatividade do tempo”, comenta o autor. “Um minuto pode valer mais do que uma eternidade”, filosofa.

“Nenhuma Eternidade” cativa o leitor ao misturar dramas humanos com a sinuosidade dos caminhos austrais patagônicos. Gatilhos históricos, como o massacre do povo indígena pelo governo argentino, colocam o protagonista em contato com suas feridas internas mais doloridas. A trama traz reflexão humana e histórica.

Todeschini chama a atenção para uma dessas reflexões: “Quando alguém escapa de nossas vidas, alguém tão nosso, passamos a sentir tudo pela metade, como se a terra fosse uma semiesfera ridícula. Tudo é relativo, sem plenitude. A vida, nessa condição, não passa de cinquenta por cento”.

Na orelha do livro, Marcel Andreata de Miranda escreve estas palavras: “A obra que chega agora às mãos do leitor e da leitora faz jus ao título desde a sua colocação literária: entretém em alta literatura, em um aparente paradoxo que já é contido na alegoria do próprio título. […] Os fatos não são coisas puramente físicas: a compreensão psíquica dos acontecimentos sempre adquire forma. No caso do protagonista, palpam-se os acontecimentos pela dor. Seria um trekking capaz da aurora do deslumbre? A caminhada pelo Parque Nacional Torres del Paine reserva contratempos, repetições, perigos, traições, quedas, rejeições, até que se atinja o destino: a aproximação ao Eu.”

Em resumo, o novo livro de Elizandro Todeschini condensa em suas páginas ótimos temperos para prender a nossa atenção, e muita sustância reflexiva, deixando-nos ao fim da leitura filosoficamente mais nutrido e famintos de mais literatura.

Trecho

“Os brasileiros tendem a conhecer muito mais a história dos States do que a da América Latina, com suas veias abertas ou fechadas. É mais chique saber coisas do Tio Sam, mesmo que a cultura yankee seja tão diferente da nossa: deixa-nos mais descolados. Venderam-nos essa propaganda durante décadas sob o pretexto da globalização, cortina de fumaça para o globalismo econômico […] Mas o que mais eu queria ter conhecido antes era aquela história do mapa argentino. Sim, queria muito, de verdade. […] Saber que a Argentina de Caniggia, no passado, fora pequena, gerava algum conforto. […] Há quem sugira que sou um oportunista, que me promovo com a desgraça alheia, que ganho dinheiro com as misérias do homem, que vejo oportunidades onde outros só enxergam dor e sofrimento. Afinal, sou advogado. Os que não insinuam acusam diretamente, com o dedo em riste e não sem um tom de maniqueísmo político muito conhecido […] Mas, no duro, não me importo, não é o que sinto, não sou assim. Prefiro pensar que, quando nasci, algum anjo torto apenas mandou que eu fosse gauche na vida. Pronto! Assumo meu lado poético piegas e vou contornando a intolerância com algumas das melhores linhas já escritas.”


Sobre o autor

Elizandro Todeschini nasceu em David Canabarro-RS em 11 de janeiro de 1980. Formou-se em Direito pela Universidade de Passo Fundo no ano de 2003. Desde o ano de 2007 é Defensor Público do Estado do Rio Grande do Sul. Seu primeiro romance, De Volta ao Pátio, foi publicado pela Editora Autografia no ano de 2017.

Serviços

Nenhuma eternidade, Elizandro Todeschini – romance (186 p.), R$ 40 (Penalux, 2019).

Link para compra:

https://www.editorapenalux.com.br/loja/nenhuma-eternidade

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura e Entretenimento

Através do lettering, fotógrafas do AM mandam mensagem de carinho e esperança à sociedade

Avatar

Publicado

em

Por

O Projeto idealizado pela fotógrafa Erika Rios, consistiu em unir 20 Fotógrafas no estado do Amazonas para enviar uma mensagem de carinho e esperança à familiares, amigos e clientes.

Através do lettering, que é a arte de desenhar letras, cada fotógrafa criou à seu modo , estilo e criatividade, a palavra que compunham a frase: “ É tempo de esperança e de acreditar que dias melhores virão. E quando estes dias chegarem, estaremos aqui para registrar seus melhores sorrisos e momentos.”

Fotografas que participaram da mensagem em ordem de apresentação : Morgana Rodrigues, Dhyenefer Rodrigues, Paula Moraes, Aline Fidelix, Renata Macedo, Fúlvia Pimentel, Camila Batista, Nara Nascimento, Glenda Negreiros, Cláudia Higuchi, Mariana Rebouças, Simone Brandão, Kamila Souza, Larissa Pedroso, Raiane Mendes, Joyce Martins, Diane D’ouro, Selma Carvalho, Erika Rios, Samara Vieira.

Com informações: Claudia Higuchi

Continue lendo

Cultura e Entretenimento

Confira as lives da “Agenda Virtual” desta semana no Amazonas

Avatar

Publicado

em

Por

Música dos mais variados gêneros e webinar fazem parte das lives da “Agenda Virtual” desta semana. A iniciativa do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, tem o objetivo de divulgar as lives que os artistas amazonenses estão realizando durante o período de isolamento social.

Confira a programação:

Quarta-feira (13/5)
19h – O cantor e compositor Milton Cabocrioulo, vocalista da banda Cabocrioulo, realiza a live “Em Casa” com um repertório de sucessos da carreira. A transmissão será pelo Instagram (@miltoncabocrioulo).

A live será aberta para contribuição voluntária e as informações estão nas redes sociais do cantor.

20h – O cantor Adriano Lima realiza live com repertório que mescla Boi-Bumbá, Rock Nacional, MPB, Samba e muito mais. A transmissão será pelo Youtube (Adriano Limanaus).

A live também terá caráter solidário, com arrecadação de cestas básicas para músicos e técnicos de som. Para mais informações: (92) 99103-1757.

Quinta-feira (14/5)
12h – A Academia IF realiza um webinar sobre “Os novos desafios das artes cênicas”, que vai tratar sobre as estratégias e ações dos teatros durante e após a pandemia, incluindo, como se está projetando o retorno dessas atividades, entre outras questões. O evento terá participação da diretora executiva do Festival Amazonas de Ópera (FA0), Flávia Furtado, diretores e diretoras dos teatros de Madri, México e Chile, além da diretora executiva da Ópera Latinoamérica (OLA), Alejandra Martí.

O evento é em espanhol. As inscrições encerram nesta quarta-feira e são gratuitas. Podem ser feitas por meio do link: www.ifchile.com/artes-escenicas.

Sexta-feira (15/5)
17h – Toda sexta-feira tem aula de dança contemporânea no projeto “CDA de Portas Abertas – On-line”. A atividade é ministrada pelo diretor do Corpo de Dança do Amazonas, Mário Nascimento, no Facebook da companhia (Corpo de Dança do Amazonas).

17h – O cantor Marcelo Nakamura realiza live direto de São Paulo, com Samuel Samuca, Jú Maraca e Remi Chatain no Instagram do Espaço Cultural Curupira Mãe do Mato (@curupiramaedomato). Informações para contribuição voluntária nas redes sociais do espaço.

19h – “As Patroas”, das irmãs Jack e Hervelyn Frota, realizam a live “Boteco das Patroas”, com convidados especiais, como o grupo “Frente de Casa”, o cantor Dubarranco e a cantora Leninha Salvador. A transmissão será pelo Facebook do Portal de Figueiredo (web.facebook.com/portaldefigueiredo.oficial).

20h – A “Live do Porão” desta semana será dedicada a Reginaldo Rossi e terá uma pitada de rock com a banda Mr. Rooster. O show “Reginaldo Rock” terá transmissão nas redes sociais e no canal do YouTube do bar (@poraodoalemao).

21h – O cantor Luso Neto realiza a live “Luso Acoustic”, que lembra o trabalho gravado em CD e DVD no Teatro Gebes Medeiros. O repertório mistura músicas autorais com outros sucessos da música nacional e internacional. A transmissão será no Facebook (Luso Neto).

A live é aberta para cachê solidário. As informações sobre como contribuir estão nas redes sociais do cantor (@cantorluso).

Sábado (16/5)
12h – O músico Agenor Vasconcelos apresenta mais uma live, em formato voz e violão, no Instagram e Facebook do Centro Cultural Curupira Mãe do Mato (@curupiramaedomato). As informações para contribuição voluntária estão nas redes sociais do espaço.

No repertório, Agenor trará composições da trajetória de mais de 10 anos de atuação no cenário musical. ‘Chica Mala’, ‘Cadê a Morena’, ‘Cumbia pra não casar’ se juntam a canções como ‘Dancehall do Seu Manoel’, ‘A comunista’ e ‘Pampa Gira’ do repertório do projeto ‘agenoragostinhoeléo’, lançado em outubro de 2019.

20h – A cantora amazonense Nay Silva realiza uma live para interpretar sucessos da MPB e da música regional amazonense. Transmissão pelo Instagram (@naysilva_89).

21h – Mais uma live “Luso Acoustic” será realizada, no sábado, pelo cantor Luso Neto. A transmissão desta edição será pelo Instagram (@cantorluso).

Domingo (17/5)
16h – A banda de Forró Xote com Pimenta fará uma live solidária com participações do cantor Guto Lima e da banda Maringá. A transmissão será no YouTube da produtora “Em Comunicação” (Em Comunicação) e no Facebook da banda (Xote com Pimenta). Mais informações e doações pelo número (92) 99143-6565.

17h – A cantora Babi Ferreira realiza uma live com os maiores sucessos dos anos 70, 80 e 90. O show terá arrecadação de cestas básicas para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade. A transmissão será pelo Facebook da cantora (facebook.com/babiferreiracantora). Informações sobre contribuição também estão na rede social.

Agenda virtual – Em parceria com o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, artistas e produtores culturais podem contar com a “Agenda Virtual”, disponível no Portal da Cultura (cultura.am.gov.br), para divulgar as apresentações realizadas nas redes sociais.

A agenda virtual faz parte da campanha “Cultura Sem Sair de Casa”. Para incluir um evento no calendário, basta fazer o cadastro, com informações como nome do evento, data, hora, link ou perfil onde será realizado, classificação indicativa, breve descrição e uma foto (flyer de divulgação ou foto do artista).

A Secretaria também faz a divulgação da agenda nas redes sociais (@culturadoam) e aplicativo (Cultura.AM). O conteúdo dos eventos é de responsabilidade dos realizadores.

 

Continue lendo

Cultura e Entretenimento

O comediante Jerry Stiller, pai de George em “Seinfeld”, morre aos 92 anos

Avatar

Publicado

em

Por

O ator e comediante Jerry Stiller, que interpretou Frank Constanza na série “Seinfeld”, morreu “de causas naturais” aos 92 anos, anunciou hoje, nas redes sociais, o seu filho e também ator Ben Stiller.

Na década de 1960, Jerry Stiller e a mulher, Anne Meara, alcançaram sucesso como uma dupla cómica. Trinta anos depois, nos anos 1990, o ator voltou a conhecer o sucesso em comédia com o papel de Frank, o pai de George Costanza na série “Seinfeld”,

Enquanto ator, Jerry Stiller participou em sucessos da Broadway, como “The Ritz”, em 1975, de Terrence McNally, e “Hurlyburly” de David Rabe em 1984.

Fora da Broadway, participou na “Ópera dos Três Vinténs”, interpretou palhaços shakespearianos para Joseph Papp, e no ecrã interpretou, entre outros papéis, um detetive da polícia em “Alta Tensão em Nova Iorque” (1974) e o marido de Divine em “Laca” de John Waters (1988).

No entanto, Jerry Stiller era mais conhecido como comediante e foi na televisão que atingiu o estrelato como Frank Costanza, o irascível pai de George, na série da NBC “Seinfeld”, uma das comédias televisivas de maior sucesso de todos os tempos.

Jerry Stiller entrou em menos de 30 dos 180 episódios de “Seinfeld”, cujas nove temporadas tiveram início em 1989, e só apareceu pela primeira vez na quinta temporada.

Apenas alguns meses após o episódio final de “Seinfeld”, transmitido em 14 de maio de 1998, Stiller regressou à televisão para interpretar outro pai noutra sitcom, “O Rei das Rainhas”, que se estreou na CBS.

Jerry Stiller e Anne Meara conheceram-se em 1953, quando ambos eram atores em dificuldades, e casaram pouco depois.

Em 1959, trabalharam juntos com os Compass Players, um grupo de teatro de improviso que mais tarde evoluiu para Second City. Começaram a atuar como uma dupla em clubes noturnos nova-iorquinos, em 1961, e rapidamente fizeram a primeira de cerca de três dúzias de apresentações no programa “The Ed Sullivan Show”.

Com informações: DNotícias.Pt https://bit.ly/2WPmmb7

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus