Conecte-se conosco

Destaque

Laudo revela que Rhuan levou 12 facadas e foi degolado vivo pela mãe e a companheira, no DF

Avatar

Publicado

em

O resultado do laudo cadavérico detalha a crueldade com que Rhuan Maycon da Silva Castro, 9 anos, foi assassinado em Samambaia. De acordo com a Polícia Civil, o menino levou 12 facadas, sendo uma no peito enquanto dormia. Assustada, a vítima ainda se levantou e ficou ajoelhada ao lado da cama. Em seguida, levou mais 11 golpes desferidos por Rosana Auri da Silva Cândido, 27 anos, sua própria mãe, no dia 31 de maio.

O laudo apontou ainda que, quando a cabeça de Rhuan foi arrancada, os sinais vitais do menino ainda estavam presentes. Segundo a PCDF, enquanto a mãe começava a esquartejar o corpo, a companheira dela, Kacyla Priscyla Santiago Damasceno, 28, acendia a churrasqueira. Ela teria segurado o garoto durante o esfaqueamento.

A ideia das criminosas, segundo o delegado adjunto da 26ª DP (Samambaia), Guilherme Melo, era assar as partes do corpo, fazendo com que a carne se desprendesse dos ossos. As mulheres chegaram a comprar um martelo com a intenção de triturar os ossos do menino.

De acordo com o médico-legista Christopher Diego Beraldi Martins, a mãe retirou toda a pele do rosto da criança, que seria colocada na churrasqueira e jogada em um vaso sanitário. Para tornar o corpo ainda mais irreconhecível, a própria mãe também tentou retirar, com a faca, os globos oculares de Rhuan.

Após tentar assar tórax, cabeça, pernas e braços, as mulheres desistiram ao perceberem que a carne não desprendia dos ossos como elas esperavam. Resolveram então dividir as partes do corpo em duas mochilas infantis. Uma delas foi jogada em um bueiro da Quadra 425 de Samambaia.

As acusadas, que estão presas e isoladas no Presídio Feminino do DF, serão indiciadas nesta terça-feira (11) por homicídio duplamente qualificado, pelo motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima; lesão corporal gravíssima, por terem mutilado Rhuan– elas deceparam o pênis e os testículos do menino há dois anos; tortura, por ter provocado o suplício de uma criança, que sofria dores intensas e uma dificuldade enorme para urinar; ocultação de cadáver, pelo fato de terem tentado se livrarem das partes do corpo; por último, fraude processual, uma vez que tentaram limpar a cena do crime, lavando os cômodos da casa. Se condenadas, podem pegar 57 anos de prisão.

A polícia acredita que os órgãos do menino podem ter sido usados em algum tipo de ritual macabro, uma vez que nunca foram encontrados. A dupla alegou que o crime foi cometido porque o garoto queria se tornar menina, por isso a castração de forma caseira e artesanal. E também pelo fato de Rhuan ter sido supostamente fruto de um estupro cometido pelo ex-marido da autora. “Ela alegou que, por isso, tinha ódio do filho”, disse o delegado. Porém, o policial explicou que, em diligência em Rio Branco (AC), não encontrou indícios de que esse crime tenha ocorrido no passado.

Procurado pela reportagem, o pai de Rhuan, Maycon Douglas, 27, negou a acusação de estupro. “Claro que não. Isso nunca aconteceu. Ela quer me incriminar de alguma forma. O delegado de Brasília esteve aqui (no Acre), conversou comigo por mais de cinco horas e sabe de toda minha vida. Todo mundo aqui me conhece, sabem que nunca tive envolvimento algum com polícia, que nunca fiz nada de errado”, frisou.

A barbárie foi presenciada pela filha de Kacyla. Uma semana depois de reencontrar o pai, Rodrigo Oliveira a menina de 8 anos tem apresentado evolução no relacionamento familiar. Os dois não se viam há cinco anos. A separação foi forçada pela mãe, Kacyla Priscyla Santiago Damasceno, mulher que confessou ter auxiliado Rosana Auri da Silva Candido a cometer o crime.

O processo de reaproximação está sendo feito no Distrito Federal. De acordo com a conselheira tutelar Cláudia Regina Carvalho, a volta para Rio Branco (AC), onde o pai vive, ainda não é possível neste momento. “Continuamos trabalhando o vínculo afetivo. Ela já consegue abraçar o pai, mas ainda há uma resistência à figura masculina”, explica.

O caso

O homicídio ocorreu na noite de 31 de maio, na QR 619 de Samambaia Norte, onde o casal morava. Perícia feita no imóvel mostra que a assassina confessa que ela e a companheira organizaram malas e documentos antes do assassinato. A polícia acredita que as duas pretendiam fugir após o crime.

Medo

Rhuan e a filha de Kacyla não eram vistos nas redondezas de onde residiam. Quando ajudava a tirar o lixo da casa ou precisava pegar alguma coisa no varal, a menina de 8 anos fugia de qualquer tentativa de interação com adultos e crianças da rua. A investigação aponta que as duas tinham receio de que qualquer um dos menores contasse algo sobre a rotina ou o passado delas.

A mãe vestia Rhuan de menina há pelo menos um ano, quando o casal teria mutilado o órgão genital do garoto com a justificativa de realizar uma cirurgia caseira de mudança de sexo. “A gente acredita que elas não deixavam os meninos irem à escola havia cerca de dois anos, com medo de alguém descobrir sobre essa cirurgia”, disse o delegado Guilherme Sousa. Outra razão era o fato de ambas serem procuradas pelas famílias paternas de seus filhos, pois teriam violado um acordo judicial de guarda compartilhada e fugido com as crianças para viver na clandestinidade.

 

*Fonte: Metrópoles

 

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Suspeito de estuprar sobrinhas é preso em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

Um homem de 59 anos foi preso por policiais militares da 22ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) na tarde desta segunda-feira (30), no bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul de Manaus. Ele é suspeito de ato libidinoso, tendo como vítima duas sobrinhas dele, de 9 e 11 anos.

De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), a guarnição da 22ª Cicom foi acionada para atender a ocorrência e encaminharam as vítimas, juntamente com a avó e o infrator, à Especializada.

Durante depoimento, as meninas informaram que o homem chegou a pegar nos seios da vítima de 11 anos. Já a de 9 anos informou que o homem a beijou no pescoço e na boca.

Uma medida protetiva contra o infrator foi pedida. Ele foi preso em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável.

 

*Com informações de assessoria

Continue lendo

Destaque

Operação cumpre mandados de prisão contra organização criminosa por fraude de R$ 30 milhões de impostos no AM

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

Sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a Polícia Civil, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) e a Polícia Militar deflagraram, na manhã desta quarta-feira (02), a operação “Sanguessuga” para desarticular uma organização criminosa responsável por fraudar mais de R$ 30 milhões em impostos estaduais e federais no Estado. Foram cumpridos 83 mandados de prisão, busca e apreensão em Manaus e no interior.

Ao todo, 26 pessoas foram presas, sendo uma em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. Com os suspeitos foram apreendidos R$ 100 mil em espécie, 16 veículos, duas armas de fogo, cinco simulacros, 2,5 quilos de entorpecentes, 700 doses de LSD, mil dólares, mais de 30 computadores e documentos.

Mais de 300 agentes da Polícia Militar, Polícia Civil, Detran-AM e SSP-AM saíram à procura dos alvos dos mandados prisionais. O secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates, esteve no comando operacional ao lado da delegada-geral da Polícia Civil, Emília Ferraz, do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Ayrton Norte, do diretor do Detran-AM, Rodrigo de Sá, e do titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), delegado Cícero Túlio.

De acordo com o secretário, foram pedidas prisões temporárias que poderão ser convertidas em preventivas. Ele destacou, ainda, o apoio do trabalho de Inteligência e interceptações telefônicas. “Quando foi percebida a existência destes desvios de condutas e crimes por partes de servidores e estagiários, foram iniciadas as investigações que duraram um ano e hoje nós tivemos êxito em prender os envolvidos”, disse o coronel Louismar Bonates.

Investigações

A operação “Sanguessuga” é fruto de investigação da Derfv com colaboração do Detran-AM, iniciada há mais de um ano. Os trabalhos começaram a partir da identificação, pelo Departamento de Trânsito, de condutas suspeitas no sistema de registro de veículos.

As investigações da Polícia Civil comprovaram a existência de uma estrutura criminosa voltada à sonegação de tributos estaduais e federais. Esse grupo fraudou algo em torno de R$ 30 milhões em sonegação de impostos como ICMS, IPI e lucro cessante do IPVA.

Modus operandi

A quadrilha estava fraudando a emissão de Certificado de Registro de Veículo (CRV) e Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV), que deviam circular exclusivamente na Zona Franca de Manaus, mas estavam deixando o Estado sem o recolhimento de tributos. Os veículos eram revendidos para outros estados, com preços inferiores. Foram comercializados veículos para o Pará, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

“A investigação comprovou que o esquema conseguia também emitir segundas vias de documentos CRV a fim de ‘esquentar’ veículos roubados e clonados, ou seja, eles clandestinamente auxiliavam quadrilhas que roubavam e clonavam veículos com a emissão de documentos para esses veículos trafegarem livremente”, destacou o delegado Cícero Túlio.

Crimes

Os membros da organização criminosa vão responder por seis crimes diferentes: associação criminosa, corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, tráfico de influência, inserção de dados falsos em sistema de informação e crimes contra a ordem tributária.

Entre os alvos da operação estavam despachantes documentalistas, servidores do Departamento Estadual de Trânsito, estagiários e ex-estagiários do órgão. Aliciados pelos despachantes, eles recebiam propina mensal de R$ 5 mil para participar do esquema, segundo a investigação.

Dos alvos, 16 são despachantes documentalistas, um vistoriador, sete servidores do Detran, um ex-servidor, três ex-estagiários e um estagiário. A Derfv também pediu o sequestro de 35 veículos com o proveito econômico do crime.

Continue lendo

Destaque

Na Câmara, Rotta diz que Prefeitura vai trabalhar com o Legislativo por Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

  • Vice-prefeito representou o prefeito eleito, David Almeida, em primeira visita dos eleitos aos vereadores de Manaus

Em visita à Câmara Municipal de Manaus (CMM) na manhã desta quarta-feira (2), o vice-prefeito eleito, Marcos Rotta (Democratas), afirmou que a Prefeitura e o Poder Legislativo trabalharão juntos, respeitando os poderes, em prol do avanço da capital. Ele representou o prefeito eleito, David almeida (Avante), que ainda não cumpre agendas oficiais em função do luto pelo falecimento de sua mãe.

Em seu discurso para os vereadores, Rotta, acompanhado por membros da Comissão de Transição de David, defendeu a independência e harmonia entre os poderes, além de uma gestão entre Prefeitura e CMM. “Vim prestigiar a Casa e reafirmar a independência entre os poderes, mas também colocar a Prefeitura à disposição para que os vereadores eleitos e reeleitos possam nos ajudar a garantir as melhorias de que Manaus Precisa”, afirmou.

Rotta reforçou o respeito que ele e David têm com os legisladores do município, uma vez que ambos são egressos do Poder Legislativo do Estado. “Nós fomos parlamentares na Assembleia juntos, então sabemos bem da dificuldade de não haver entendimento com o Executivo. Isso não vai acontecer conosco na Prefeitura, pois queremos ter um relacionamento muito próximo e respeitoso com todos”, garantiu o vice-prefeito eleito.

LOA

Após receber uma cópia da Lei Orçamentária Anual (LOA) das mãos do presidente da CMM, vereador Joelson Silva, Rotta garantiu que a equipe de transição está preparada para começar a atuar. Com o documento em mãos, a primeira reunião com a comissão formada pela atual gestão será realizada até quinta-feira (3).

Segundo o coordenador de David, o procurador do Estado Tadeu de Souza Silva, o objetivo dos trabalhos da equipe do prefeito eleito será a elaboração do relatório com toda a parte financeira e contábil da execução de todas as pastas da atual administração.

“Nossa equipe vai se debruçar com a equipe econômica e equipe de transição para focar nos problemas e desafios. Estamos conscientes e sabedores que teremos um ano difícil, mas vamos bater à porta de todos os poderes, para que nos ajudem. Precisamos esquecer a eleição e pensar no futuro da cidade de Manaus”, frisou.

Legislativo municipal

O presidente da CMM, Joelson Silva, elogiou a iniciativa dos novos prefeito e vice eleitos, de abrirem o diálogo com os vereadores de maneira precoce. Reeleito, assim como os demais membros da Casa, ele se colocou à disposição para contribuir com a nova administração de David e Rotta, a partir de janeiro de 2021.

“A visita do vice-prefeito é muito importante para fortalecer essa parceria. Os vereadores vão poder fazer suas sugestões para a administração. Estaremos antenados para dar nossa contribuição em prol da sociedade manauara. Faço votos de que essa administração dê certo com esses dois jovens experientes e tenho certeza de farão o melhor para a cidade de Manaus”, avaliou Joelson.

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus