Conecte-se conosco

Brasil

Mãe é presa por suspeita de tentar vender filho de 12 anos por R$ 5 mil na Bahia

Avatar

Publicado

em

Uma mulher foi presa após confessar que venderia o filho de 12 anos por R$ 5 mil para um homem na rodoviária de Santa Maria da Vitória, na região oeste da Bahia. O caso aconteceu na tarde de sexta-feira (11), segundo informações da Polícia Civil.

De acordo com a polícia, a mulher, identificada como Maria Roque Rocha, deixou o filho no local e foi embora. A mãe do menino foi encontrada na rodoviária de Bom Jesus da Lapa.

A Polícia Civil informou que o menino falou o nome e o número de telefone da mãe para os investigadores do órgão, representantes do conselho tutelar da cidade. As autoridades tentaram o contato com a mulher, mas não conseguiram.

A polícia começou as buscas para procurar Maria após imagens da câmera de segurança da rodoviária serem coletadas.

Maria Rocha retornou os telefonemas da polícia, por volta das 17h30, afirmando que tinha sido sequestrada e que estava na rodoviária de Bom Jesus da Lapa. Maria foi presa no local.

Segundo a polícia, Maria Rocha manteve a versão do sequestro inicialmente, mas depois confessou que entregaria o filho para um homem e receberia R$ 5 mil.

Conforme a Polícia Civil, o menino tinha informado para os agentes que o homem havia prometido levá-lo para o Japão e entregar à sua mãe R$ 65 mil. Maria Rocha foi encaminhada para a delegacia de Santa Maria da Vitória.

O homem apontado como suspeito de negociar a compra da criança é procurado pela polícia. A equipe da Assistência Social e Conselho Tutelar de Santa Maria da Vitória entraram em contato com familiares da criança em Botuporã e a encaminhou para o Conselho Tutelar de Bom Jesus da Lapa.

*Fonte: G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

PF combate fraudes na compra de material contra covid-19 em Minas

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Agência Brasil

Policiais federais fazem hoje (21) uma operação contra um suposto esquema de fraudes na compra de insumos e equipamentos para o combate à covid-19 na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais. A operação Guaxinim cumpre mandados de busca e apreensão para encontrar evidências da prática de crimes.

Segundo a Polícia Federal, em diferentes ocasiões, uma mesma fornecedora foi contratada – em caráter emergencial e com dispensa de licitação – para fornecer máscaras cirúrgicas descartáveis e álcool com preços 74% acima do valor de mercado.

De acordo com a PF, o superfaturamento apontado pela Controladoria Geral da União (CGU) variou de 56% a 74% acima de valores de mercado, o que teria causado prejuízo de R$ 700 mil.

As investigações mostraram que uma empresa contratada tem pequeno porte e uma razão social diversa do objeto contratado. Também foi constatado atraso na entrega do material, que não estava de acordo com as especificações técnicas requeridas.

 

*Por Vitor Abdala/Agência Brasil 

*Edição: Kleber Sampaio

Continue lendo

Brasil

Mulher é obrigada pelo ex a gravar vídeo sendo violentada no litoral de SP

Avatar

Publicado

em

Por

Avenida das Palmeiras, em Itanhaém (SP), onde o homem foi encontrado pela polícia — Foto: Reprodução

Neste domingo (18), um homem de 39 anos, que não teve o nome divulgado, foi preso em flagrante por estuprar e manter a ex-namorada, uma jovem de 23 anos, em cárcere privado por cinco dias em Itanhaém, no litoral de São Paulo. A jovem foi obrigada a gravar um vídeo enquanto era estuprada e a dizer que merecia tudo o que estava passando.

Segundo a Polícia Civil informou ao G1 nesta terça-feira (20), o ex-companheiro gravava todos os estupros que cometia contra a mulher. O filho da vítima, de 5 anos, também estava no cativeiro e presenciou os estupros. O suspeito está preso.

As imagens já estão sob posse da Polícia Civil, que irá anexá-las ao inquérito que investiga o caso. De acordo com o que foi apurado pelo G1, os vídeos eram todos gravados pelo suspeito no celular da mulher, já que ele não tinha aparelho telefônico.

Além dos vídeos dos estupros, a polícia achou um vídeo em que o agressor a obriga a vítima a dar depoimento justificando porque ela estava sendo mantida em cárcere. Nas imagens, a mulher foi coagida a dizer coisas ruins de sua personalidade, humilhar-se, justificar o que estava vivendo e afirmar que merecia toda a situação. Ela também era constantemente xingada pelo suspeito.

Segundo o que foi relatado pela polícia, a tática do agressor era fazer parecer que ele era a vítima, por isso fazia a ex-namorada se sentir moralmente baixa e dizer coisas negativas sobre si.

A Polícia Civil relatou que na gravação o rapaz afirmou que mandaria o vídeo para conhecidos. Os investigadores ainda acreditam que o homem seja de uma facção criminosa, por algumas referências que fazia no vídeo.

Sequestro e cárcere

A vítima, que é de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, viajou para o litoral no dia 9 de outubro, a convite de uma amiga, para passar o fim de semana em Mongaguá. Ao chegar à cidade, foi surpreendida pelo ex-namorado, com quem tinha tido um relacionamento por seis meses.

Segundo a polícia, o homem a segurou pelo cabelo, arrastou-a para um veículo e a levou, junto com o filho, para uma casa no bairro Chácara São Fernando, em Itanhaém. Lá, os dois foram mantidos trancados, e a mulher foi obrigada a manter relações sexuais com o ex-namorado.

Cinco dias depois, a jovem conseguiu escapar e avisou a polícia, que, na sexta-feira (14), prendeu o homem e libertou a criança, que permanecia na casa.

A Polícia Civil informou ao G1 nesta terça-feira que o suspeito segue preso. Logo após o flagrante, as autoridades policiais realizaram o pedido da medida protetiva para a vítima e solicitação de assistência social psicológica a ela e o filho.

*Fonte: G1

Continue lendo

Brasil

Marido espanca esposa por ela não ter feito a comida que ele queria em Macapá

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução

Um homem de 51 anos, que foi filmado agredindo a pauladas a própria companheira, foi preso em flagrante no domingo (18) por tentativa de feminicídio, em Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá. A Polícia Civil informou que apreendeu o filho dele, de 14 anos, por suspeitar que ele colaborou com as agressões à vítima.

A mulher, que não teve a identidade revelada, foi internada no Hospital Estadual de Oiapoque. A delegacia aguardava, até o fim da manhã desta segunda-feira (19), o resultado dos exames para saber o real estado de saúde dela.

No vídeo que a polícia teve acesso, o homem já aparece agredindo a mulher com um pedaço de madeira, na frente da casa onde residem.

O casal tem uma união estável há cerca de dois anos. Segundo o delegado Charles Corrêa, o crime aconteceu após ele não gostar da comida que ela preparou.

“A senhora foi covardemente agredida pelo seu companheiro por um motivo banal. Ela relata que ele é usuário de drogas, estava embriagado, e chegou no final da tarde descontente porque ela simplesmente não tinha cozinhado o que ele queria. Começaram as agressões do lado de fora da casa, ele pegou um pedaço de madeira e tentou contra a vida dessa senhora”, citou Corrêa.

A suspeita é que a vítima esteja com traumatismo craniano. O pedaço de madeira usado nas agressões foi apreendido. A polícia segue a investigação do caso.

 

*Por Fabiana Figueiredo/G1-AP

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus