Home Cidades Mais de 20 mil assaltos a mão armada são registrados no primeiro semestre deste ano em Manaus

Mais de 20 mil assaltos a mão armada são registrados no primeiro semestre deste ano em Manaus

0
0

De janeiro a junho e 2019, foram registrados mais de 20 mil assaltos a mão armada em todas as zonas de Manaus. O levantamento foi feito pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM). Segundo o órgão, a quantidade é 12,5% inferior ao mesmo período do ano passado.

De acordo com dados da SSP, foram 20.390 assaltos registrados na capital. Em 2018, foram 23.304 registros no mesmo período.

Para especialistas, uma das causas da queda é a maior atuação das forças policiais seja civil ou militar nas ruas da cidade.

“Essa redução dos crimes ocorreu em razão à intensificação das operações, da quantidade de viaturas fazendo o policiamento ostensivo na rua. Isso inibe que os infratores pratiquem assaltos. Outro fato positivo é que a Polícia Civil vem fazendo muitas detenções e prisões de assaltantes”, apontou o delegado titular do 9º Distrito Integrado de Polícia (Dip), Pablo Geovanni.

Dicas

Alguns hábitos diários podem diminuir o nível de vulnerabilidade da população nas ruas. O delegado lembrou, por exemplo, que é importante evitar utilizar celulares em via pública.

“Joias chamativas, relógios, celulares, produtos caros – além de mochilas, computadores, bolsas de marca específicas para carregar notebooks – tudo isso faz com que desperte a atenção para que as pessoas se tornem presas fáceis”, aconselhou o Pablo Geovanni.

Além disso, andar sozinho em lugares escuros ou com pouco movimento pode fazer com que uma pessoa se torne mais vulnerável a ações criminosas.

Três assaltos em dois anos

Foi no percurso da faculdade para casa que o universitário Roberto Moreira, 21 anos, teve todos os pertences levados. Ele já foi assaltado três vezes. Em todas, o jovem teve um revólver apontado para sua cabeça.

A primeira vez aconteceu em 2016. Ele tinha acabado de entrar em um ônibus no caminho para casa quando, uma parada depois, quatro homens entraram no veículo.

“Eles foram abordamdo todo mundo. Apontaram a arma para mim e levaram meu telefone, minha mochila e meu relógio. Tinha acabado de comprar o celular, estava só há uma semana com ele. Nunca tinha visto uma arma de perto, pensei que eles poderiam atirar em qualquer um a qualquer momento. Foi assustador”, lembrou.

Um ano depois, o jovem teve uma arma apontada duas vezes em direção à cabeça. Na volta da faculdade, já na rua de casa, ele foi abordado por bandidos.

Fonte: G1 Amazonas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Polícia Civil prende quadrilha que praticava sequestros relâmpagos e recupera três carros roubados

Policiais civis da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv) prendera…