Um médico russo reagiu com violência extrema, assassinou, desmembrou e chegou a cozinhar partes do corpo da namorada ao descobrir que ela era uma pessoa transgênero . O crime aconteceu na última semana, na cidade de Kursk, quando o casal foi para a cama ter relações pela primeira vez.

De acordo com as informações publicadas pelo Daily Mail , Mikhail Tikhonov, de 27 anos, estava começando um relacionamento com Nina Surgutskaya, 25 anos. Então, após mais um bom encontro, Nina convidou-o pela primeira vez para ir ao seu apartamento.

No local, o casal chegou às preliminares, mas o clima romântico acabou no exato momento em que o médico russo notou que a mulher com quem se relacionava já havia passado por uma cirurgia de mudança de sexo . A notícia despertou uma reação assassina em Tikhonov, que matou a namorada ainda na cama.

Á polícia, o russo admitiu que estrangulou a namorada por descobri-la transexual . O corpo da vítima foi desmembrado e escondido. O assassino chegou ainda a cozinhar algumas partes dos restos mortais de Nina no forno que existia na cozinha dela e a levar outras partes para a sua própria casa.

médico foi detido a partir das investigações, que começaram quando a mãe de Nina notou o seu desaparecimento. Em depoimento, o assassino negou que tenha flertado com o canibalismo e afirmou que cozinhou partes do corpo para secá-las e, assim, evitar que o cheiro chamasse a atenção dos vizinhos.

Segundo a Justiça russa , o assassino pode ser detido por até 20 anos, isso se for condenado pelos crimes de assassinato e mutilação de cadáver.

Rússia adere às definições da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre pessoas transgênero. Até junho de 2018, o órgão considerava o transgenerismo uma doença mental, semelhante à esquizofrenia. Hoje, entende a condição como “outra versão da norma”, embora o ciclo vicioso permaneça.

O preconceito com os transgêneros na Rússia segue muito forte. Apesar do relacionamento entre pessoas do mesmo sexo não ser crime no país desde 1993, os russos ainda possuem reações homofóbicas à comunidade LGBT como um todo.

 

*Fonte: IG

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação
Carregar mais por Destaques

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Hoje é o dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

O dia 18 de maio é uma data marcada pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração S…