Conecte-se conosco

Destaque

Ministério Público denuncia Alckmin por falsidade ideológica, corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Avatar

Publicado

em

denunciado

Na manhã desta quinta-feira (23), o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), foi denunciado por falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Conforme denúncia do Ministério Público de São Paulo, Alckmin recebeu mais de R$ 10 milhões em doações não contabilizadas da Odebrecht.

A denúncia foi feita após força-tarefa entre o Ministério Público estadual com a Polícia Federal na operação Lava Jato, que investiga as doações da empreiteira no âmbito eleitoral.

De acordo com a denúncia, Alckmin recebeu R$ 2 milhões da Odebrecht na campanha ao Palácio dos Bandeirantes em 2010 e R$ 9,3 milhões quando disputou a reeleição, em 2014.

Segundo o MP, essas doações solicitadas pelo então candidato não foram registradas nas prestações de contas de Alckmin, o que configura crimes de corrupção passiva e falsidade ideológica. Além disso, o órgão afirma que os recursos estavam destinados em um primeiro momento ao financiamento eleitoral indevido e posteriormente à manutenção da influência do grupo empresarial junto ao governo.

O MP afirma que os pagamentos foram feitos pelo setor de operações estruturadas da Odebrecht por meios ilegais, incluindo doleiros, para dificultar o rastreamento – o que justifica a denúncia por lavagem de dinheiro.

Os promotores sustentam que a Odebrecht fez os pagamentos para manter influência junto ao governo Alckmin, e que não poderia ter feito doações pois participou do consórcio para construção da linha 6-Laranja do Metrô e porque controla a concessionária que administra a Rodovia Dom Pedro I.

Os R$ 2 milhões repassados em 2010 foram pagos pela Odebrecht ao escritório de Adhemar César Ribeiro, cunhado de Alckmin, durante a campanha, afirma o MP. Já os R$ 9,3 milhões de 2014 foram pagos ao então tesoureiro da campanha do tucano, Marcos Antônio Monteiro, em 11 repasses.

Alckmin aparecia com o codinome “Belém” em mensagens trocadas entre os participantes do esquema.

O ex-governador foi indiciado com base em 77 acordos de colaboração premiada firmados por executivos e funcionários da Odebrecht com a Procuradoria-Geral da República, todos homologados pelo Supremo Tribunal Federal.

Além de Alckmin, foram denunciados:

  • Marcos Antônio Monteiro, tesoureiro da campanha de 2014;
  • Sebastião Eduardo Alves, funcionário de Marcos Antônio Monteiro;
  • Benedicto Barbosa da Silva Júnior, da Odebrecht;
  • Luiz Antônio Bueno Júnior, Odebrecht;
  • Arnaldo Cumplido de Souza e Silva, Odebrecht ;
  • Maria Lúcia Guimarães Tavares, Odebrecht;
  • Fernando Migliaccio da Silva, Odebrecht;
  • Luiz Eduardo da Rocha Soares, Odebrecht;
  • Alvaro José Gallies Novis, doleiro.

Adhemar César Ribeiro, cunhado de Alckmin, não foi denunciado porque tem mais de 70 anos e os crimes imputados a ele prescreveram.

Nota PSDB

“O Diretório Estadual do PSDB-SP reitera sua confiança na idoneidade do ex-governador Geraldo Alckmin. Em seus mais de 40 anos de vida pública, Alckmin manteve uma postura de retidão e respeito à lei sem jamais abrir mão dos princípios éticos e de seu compromisso em servir ao setor público e ao cidadão.

Acreditamos na Justiça e temos convicção de que, ao final do processo, os fatos serão devidamente esclarecidos.”

*Fonte: G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Amazonino perde mais uma vez na Justiça Eleitoral para David Almeida

Avatar

Publicado

em

Por

A Corte Eleitoral determinou que Amazonino pare de usar áudio gravado de forma clandestina e editada contra David Almeida

O juiz coordenador da propaganda eleitoral, Moacir Pereira Batista, determinou, por meio de liminar, que o candidato Amazonino Mendes (Podemos) pare de veicular imediatamente no programa eleitoral e em redes sociais o áudio gravado de forma clandestina de David Almeida, após o debate da TV Norte (SBT Manaus), que aconteceu no último dia 25.

Em sua decisão, o juiz afirma que distorções de fatos e “fake news” (notícias falsas) têm sido veiculadas e ruminadas com as mais diversas finalidades, que vão desde o mero humorismo sarcástico até a desconstrução sistemática de axiomas para o estabelecimento de novos padrões sociais.

Ele ainda argumenta que o áudio ingressa na esfera da falsa informação veiculada ao eleitor, inserindo-se no campo da notícia sabidamente inverídica, na esteira da norma contida no artigo 27, inciso 1º da Resolução TSE número 23.610/2019, a atingir a honra de David Almeida.

Com isso, o juiz determinou que Amazonino pare imediatamente de veicular a propaganda ofensiva em qualquer meio de comunicação – TV, rádio e internet -, até o julgamento do mérito, sob pena de aplicação de multa de R$ 100 mil por descumprimento (por cada veiculação transmitida), compatível com a gravidade das condutas e de configuração do crime de desobediência, devendo ser comunicadas a ilha e as emissoras

Após a repercussão do áudio, David se manifestou explicando o que aconteceu de maneira honesta, dando detalhes. “Quando o debate acabou, tentei me despedir respeitosamente e recebi uma série de ofensas como resposta. Pedi calma uma, duas vezes, e continuei sendo ofendido por Amazonino. Então, reagi verbalmente. Nesse momento, o marqueteiro dele, Marcos Martinelli, passou a me filmar, o que aumentou a minha indignação”, explicou David.

O candidato da coligação Avante Manaus acumula cerca de 100 direitos de resposta garantidos pela justiça contra Amazonino Mendes, que pautou toda sua eleição em ataques, esquecendo de apresentar propostas para a população, além de ter participado de apenas um debate.

Continue lendo

Destaque

Idoso de 84 anos é espancado e mordido durante assalto em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução

Um idoso de 84 anos foi brutalmente agredido com pancadas e mordidas na tarde desta quarta-feira (25), dentro da casa onde mora, localizada no bairro Centro, zona sul de Manaus.

De acordo com informações repassadas pela filha da vítima, o criminoso se passou por uma pessoa que capina quintal e aceitou o serviço oferecido pelo idoso, que desejava manter um terreno ao lado da residência limpo.

O criminoso, até o momento não identificado, teve acesso à casa da vítima. Ele entrou na residência, deu um golpe de gravata no idoso e seguiu com as agressões, desferindo pancadas e mordidas na barriga e peito da vítima.

Segundo informações preliminares, o infrator subtraiu bens, como uma bolsa de dinheiro, documentos, videogame e um aparelho DVD. O caso foi registrado 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

 

*Com informações de assessoria

Continue lendo

Destaque

Incêndio de grandes proporções deixa uma pessoa ferida em fábrica de Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

Um incêndio de grandes proporções, em uma fábrica de depósito recicláveis, deixou uma pessoa ferida, na madrugada desta sexta-feira (27), na Comunidade da Sharp, bairro Armando Mendes, zona leste de Manaus. Essa é a segunda vez que o local pega fogo em dois anos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima é um homem que sofreu queimaduras de 2º grau nos pés e precisou ser levado para o SPA do Coroado. O fogo começou por volta das 4h20 e devastou a  fábrica. Os bombeiros tiveram bastante trabalho para conter as chamas.

Além dos estragos no local, dois carros sendo um modelo Gol e o outro um caminhão baú, foram destruídos completamente. Eles estavam estacionados na frente do estabelecimento.

Algumas residências próximas sofreram ação da radiação e sofreram danos menores. Os bombeiros conseguiram controlar as chamas e atuam nesse momento na fase da extinção dos focos e se preparam para iniciar a fase de rescaldo.

 

*Com informações de assessoria

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus