Conecte-se conosco

Cultura e Entretenimento

Muito Rock e ação social acontece no ‘Espelunca Rock Fest’

Avatar

Publicado

em

Do próximo dia 12 de outubro à 03 de novembro, estará acontecendo o evento solidário Espelunca Rock Fest, que será realizado no Espelunca Pub, antigo Bar da Mamãe, localizado na rua Gabriel Silva, na entrada do bairro Manôa, zona norte da capital amazonense.

O evento está sendo organizado pelo produtor cultural e DJ Douglas Mandrake, com a intenção de arrecadar alimentos em todos os dias do evento para doação à instituição Casa da Criança, que fica situada na avenida Ramos Ferreira, no centro de Manaus.

O evento contará com a participação de 55 bandas que se apresentarão durante todos os dias de festival, uma mistura de bandas covers e bandas autorais, marca registrada dos eventos realizados por Douglas Mandrake, que movimenta a cidade com seus eventos diferenciados que marcam o calendário do rock amazonense.

Sobre este evento, o produtor explicou: “A intenção era arrecadar alimentos só no dia 12 de outubro, que marca o dia das crianças, mas como ficaremos com o espaço até o início de novembro, optamos por usar todos os dias de evento para fazer essa arrecadação e receber as doações que serão direcionadas para a Instituição Casa da Criança”.

Douglas Mandrake já havia realizado outros festivais de Rock beneficentes na cidade, como por exemplo, o Mandrake Festival de Música no CSU do Parque 10, onde arrecadou alimentos para o orfanato infantil Lar Batista Janell Doyle.

Ele também realizou o Natal Rock Fest, realizado no Galpão Restaurante da Terra em prol da Casa Andréa do Amazonas, que abriga portadores de Hanseníase, além de ter sido responsável pelo Free Rock Fest, que aconteceu no Red Dog Pub e arrecadou alimentos também para a Casa da Criança.

Juntando todos os eventos realizados, o produtor conseguiu arrecadar mais de 1.102 quilos de alimentos, alcançando de forma significativa a sua meta. “Acredito que o Rock pode fazer a diferença na vida das pessoas, mesmo com uma pequena parcela de contribuição”, ressaltou Mandrake.

Atrações do dia 12 de outubro

Bad Trip

Nuwave

Ultraviolet

Arizona 13

Aborto Elétrico (Especial)

Domination (Especial Pantera)

Atrações do dia 13 de outubro

N69

Seaside

Oblivion

The Kobe

Monobase

Davy Jones (Especial Creed)

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura e Entretenimento

Extremo Norte: Kely Guimarães, a multiinstrumentista dos versos ásperos

Avatar

Publicado

em

Musicista multiinstrumentista, compositora, cantora e pesquisadora de música popular. Kely Guimarães vem ganhando notoriedade no cenário local trabalhando suas composições autorais, profissionalizando sua arte em todos os sentidos, não permitindo que sua obra caia no amadorismo, como infelizmente vem acontecendo com os trabalhos de muitos artistas locais, seja por falta de direcionamento e conhecimento, ou seja por descaso artístico.

Kely Guimarães escreve letras de músicas desde os 11 anos de idade e teve suas primeiras lições musicais aos 16 anos. Integrou as bandas: Allforria (2006/2007) e Bquadro (2008/2013) pela qual lançou em 2012, o Álbum “O tom desta trilha”, participou da 2ª e 3ª edição do Festival Amazonas de Música – FAM no Teatro Amazonas e apresentou-se no Ciclo de debates para o Rio + 20 na cidade do Rio de Janeiro em 2012.

O trabalho da artista é bem eclético, mesmo com forte influência do Rock, do Pop e um leve passeio pela MPB, suas letras batem como um protesto poético pesado,  indo do lírico à fúria, com rimas ásperas sempre dando a sensação de que aquela música está diretamente falando com você, mexendo em feridas que há tempos pareciam sanadas, e esse é o grande diferencial da artista em suas letras, sem contar o seu grande talento como instrumentista, criando harmonias que casam perfeitamente com a mensagem de suas letras, com sua interpretação centrada em um vocal suave, mas que em certos pontos despertam uma agressividade cortante ao extremo.

Vale muito a pena conferir  o trabalho dessa artista nortista, que não tem medo de enfrentar um cenário infelizmente ainda dominado por culturas de outros estados, panelinhas de grupos artísticos, e principalmente pelo escasso público que realmente valoriza os artistas autorais.

A artista já se apresentou em vários festivais importantes na região como: 

Festival SomAS (Parada musical de mulheres) Manaus – AM. Fevereiro de 2018.

Brazilian Fusion – SOMOS – Seul, Coreia do Sul, dez 2016;

9ª Edição do Grito Rock, fev 2016, AM;

10ª edição da Mostra de Música Até o Tucupi 2015 “Respeite as Maninhas”, AM;

9ª edição da Mostra CANÇÃO DA MATA do SESC, 2015, AM;

Mostra Não Competitiva do 4º Festival Amazonas de Música FAM, com o show solo;

“ESSÊNCIA”, 2013, Parintins – AM;

27ª edição do Festival da Canção de Itacoatiara FECANI onde interpretou “Meu jardim é meu amor próprio”, composição sua com co-autoria de Wallax Costa que levou o prêmio Melhor Música por Voto Popular 2011.

OBRAS

EP Virtual – 2019;

Álbum Crescente 2016;

EP Essência – 2013.

VIDEOCLIPES

Em 2019 lançou o videoclipe de “Cheiro da Natureza Morta”.
Em 2017 lançou o videoclipe de “Um brinde”, filmado em Seoul, Coreia do sul.
Em 2014 lançou o seu primeiro videoclipe “Carnaval não é o ano inteiro!”.
Em 2015 lançou seu segundo videoclipe “Essência”.
Ouça o trabalho de Kely Guimarães:
Continue lendo

Planeta Diário

PPD: Em visita ao Brasil, Goku se decepciona com a atual divisão entre os brasileiros

Avatar

Publicado

em

Por

Após o término do Torneio do Poder, no qual os Guerreiros Z conseguiram salvar não só o nosso Universo, como todos os outros 11 Universos apagados pelo Grande Senhor Zeno, o guerreiro Goku e seus amigos finalmente retornaram à Terra. Porém, como nem tudo é um mar de rosas, o herói Sayajin ficou bastante decepcionado ao chegar em terras brasileiras para visitar alguns amigos da família Grace, pela qual tem o maior respeito desde que sua esposa Chichi começou a praticar a arte suave do Jiu-Jitsu, e que ele também aprendeu a gostar. Por isso, bastou um dia em terras brasileiras para se deparar com a atual divisão que o país atravessa, onde tudo é motivo de agressão, ofensas e qualquer diálogo vira estopim para disputas ideológicas de papagaios que só sabem repetir o que os outros falam.

Entristecido, Son Goku se mostrou bastante angustiado e confessou a amigos próximos, dentre eles o príncipe da raça guerreira Vegeta, que se arrependeu de ter lutado inúmeras batalhas e salvado o mundo tantas vezes para se deparar com uma situação tão bizarra como essa que estava acontecendo justamente no país onde o povo prefere novela ao invés de leitura, mas se consideram cultos destilando asneiras sobre política e história no que eles chamam de redes sociais. Até no futebol, sua seleção não tinha mais o mesmo respeito, como na época de Ronaldinho Gaúcho e Adriano Imperador, jogadores que Vegeta e Goku eram muito fãs.

Conforme os relatos da empregada da família Grace, que ouviu toda a conversa, o herói estava muito exaltado e esbravejava, após assistir a um breve resumo de tudo que estava acontecendo entre militantes que dão à vida em nome do seu partido político, e fez a seguinte pergunta para os que estavam presentes na sala: “Isso é sério? Eles estão desfazendo amizades por causa disso? Eu prefiro ser um macaco sem cérebro do que um monstro sem coração! Uma chance em um milhão é melhor que nenhuma chance, mas um dia irão entender que o poder surge em resposta a uma necessidade, não em resposta a um desejo!”, declarou Goku. E assim, o herói Sayajin despediu-se do Brasil.

Já outra testemunha, que não quis ter a identidade revelada, relatou que Goku e seus amigos resolveram dar um tempo das batalhas para refletir e pensar se realmente vale a pena continuar salvando a humanidade, uma vez que a mesma continua cometendo os mesmos erros de antes. A testemunha termina o relato afirmando que o Sayajin mais querido de todos os universos voltará em dezembro, e dependendo da situação, vai abandonar as lutas para ir vender arte nas praias mundo à fora que, segundo a afirmação, é menos frustrante.

🖋️Por: Corporação Cápsula Magazine

Continue lendo

Cultura e Entretenimento

Janny Souza e Ane Queiroz são as atrações deste sábado (08), do Bolerão no Sítio

Avatar

Publicado

em

Situado próximo à ponte sobre o Rio Negro, Escola Municipal Professor Alberto Makarem, Estaleiro Rio Negro e Estação de ônibus, o Bolerão do Sítio agita a noite deste sábado com a presença das cantoras Janny Souza e Ane Queiroz.

Ambiente seguro e atendimento diferenciado (Foto: Ricardo Balby)

Em clima de sítio, o ambiente oferece estacionamento amplo e gratuito, segurança e conforto, agora também funcionando aos sábados e domingos, servindo como atrativo para os moradores da Vila Marinho, Compensa e adjacências.

EVENTO
Bolerão no Sítio aos sábados.
ATRAÇÕES
Cantora Janny Souza e Cantora Ane Queiroz.
LOCAL
Bolerão No Sítio, Av. Nelson Rodrigues, 06 – Próximo a Escola Municipal Alberto Makarem – Vila Marinho.
HORÁRIO
À partir das 21 horas.
ENTRADA
Até às 22 horas entrada liberada, após, R$ 5,00 preço único.
SERVIÇO
Cerveja Gelada, Petiscos, Baldes, Rolha, Refrigerantes, Estacionamento liberado.

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas