Conecte-se conosco

Política

Onda de ataques ”Fake News” contra David Almeida será levada à Polícia Federal

Avatar

Publicado

em

Adversários políticos ainda não identificados iniciaram, nos dois últimos dias, uma onda de ataques Fake News contra o candidato ao governo do Estado pela coligação Renova Amazonas, David Almeida (PSB). O alto volume de conteúdos falsos direcionados para canais fora da capital e, principalmente, por meio de Whatsapp, através de números telefônicos internacionais, começou a crescer na semana em que David abre a agenda de visitas aos municípios do interior do Estado fora da Região Metropolitana de Manaus (RMM).

As ações criminosas serão levadas nesta quinta-feira (30) ao conhecimento da Polícia Federal (PF), junto ao delegado responsável pelo combate de crimes eleitorais e ao Ministério Público Eleitoral, por meio do corpo jurídico da coligação, para que se instale procedimento de investigação contra grupos que têm atuado fortemente na produção de conteúdos falsos e caluniosos contra o candidato David Almeida.

Segundo o advogado Alexis Kotsifas, a defesa da coligação Renova Amazonas está tomando todas as medidas judiciais contra os atos caluniosos de ataques ao candidato David Almeida. “Já foram protocoladas inúmeras ações que resultaram na retirada de textos, imagens e vídeos de Fake News pela Justiça Eleitoral com esse teor. Ainda estamos providenciando a entrega desse material para a Polícia Federal e para o Ministério Público Eleitoral para identificar os autores e, consequentemente, acioná-los judicialmente por crime eleitoral”, afirmou.

A defesa da coligação suspeita de que as ações na internet contra David Almeida estão sendo orquestradas por grupos criminosos, não apenas por meio de robôs, mas também por pessoas que compraram linhas telefônicas de países como os Estados Unidos da América (EUA) para operar a produção de conteúdos falsos, com intuito de denegrir a imagem do candidato ao governo do Amazonas pelo PSB.

De acordo com os advogados da coligação Renova Amazonas, moradores do município de Tefé (a 522 quilômetros de Manaus), por exemplo, relataram que, nos últimos dias, receberam muitas mensagens via WhatsApp de uma conta empresarial com código de área internacional. Na mensagem, o robô divulgava um resumo de conteúdo falso contra o David, inclusive contendo um link que direciona para uma página do Facebook Blog do Analista.

Nessas semanas o juiz eleitoral auxiliar Victor Andre Liuzzi determinou que o aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp remova uma foto montagem em que o ex-governador José Melo aparece como candidato a vice ao lado de David Almeida, sob pena de multa de R$ 10 mil por dia, caso a decisão judicial não seja cumprida.

A coligação Renova Amazonas já conta com dezenas de vitórias na Justiça Eleitoral contra publicações irregulares nas redes sociais de gestores ligados ao governador tampão Amazonino Mendes, durante o período de condutas vedadas. Dentre eles, os prefeitos de Coari, Adail Filho (PP); de Manacapuru, Beto Dângelo (Pros); de Eirunepé, Raylan Barroso (Pros; de Novo Aripuanã, Jocione dos Santos Souza (PSDB); e de Tapauá, José Bezerra Guedes (MDB).

Contra a propaganda eleitoral travestida de publicidade, a defesa da coligação Renova Amazonas já ganhou ações contra blogs e portais como o Fiscaliza Manaus, Observatório Manaus, Portal do Generoso e Portal do Holanda. Na mesma esteira, o Facebook foi obrigado a retirar do ar postagens do secretário executivo da Secretaria de Estado da Região Metropolitana de Manaus que eram favoráveis ao atual governador no período de condutas vedadas.

Neste ano, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) criou Comitê de Prevenção e Combate à Criação e Propagação de Notícias Falsas na Internet. O presidente da Corte Eleitoral do Amazonas, desembargador João Simões, chegou a dizer à imprensa que uma das grandes preocupações da eleição deste ano é o combate às notícias falsas. “Como bem advertiu o ministro Luiz Fux, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, as notícias falsas derretem candidaturas limpas e, portanto, não devem ser toleradas”, pontou.

 

*Com informações de assessoria

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Vereador Carpê Andrade vota a favor do “Auxílio Manauara”

Avatar

Publicado

em

Por

Durante a primeira sessão extraordinária da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Carpê Andrade (Republicanos), votou a favor do Projeto de Lei (PL) de autoria do Executivo municipal denominado “Auxílio Manauara”, no valor mensal de R$ 200, que será destinado a famílias e trabalhadores informais que se encontram em situação de vulnerabilidade e risco social, durante o período de calamidade pública. A Sessão foi realizada por videoconferência.

“Esse auxílio é imprescindível. As pessoas estão lutando para sobreviver. O decreto do governo do Estado atinge diretamente esses trabalhadores e nós, como representantes deles na Câmara, temos que buscar alternativas que viabilizem a vida dessas pessoas”, destacou o vereador.

O parlamentar fez questão de frisar que em 2020, Manaus registrou a maior taxa de desemprego dada a gravidade da pandemia. “Vou continuar fiscalizando e buscando alternativas para que essa população não seja desguarnecida. Esse é meu dever enquanto parlamentar”, afirmou.

A PL foi aprovada de forma unânime pelos parlamentares, a partir de agora o Prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), terá prazo de 30 dias para aprovar o pagamento do “Auxílio Manauara”. O auxílio deverá ser pago a 40 mil famílias, durante seis meses, a antecipação do pagamento para mês de fevereiro, ocorreu por conta do agravamento da crise econômica que atinge a cidade de Manaus.

Acessibilidade para facilitar cadastro

Durante a sessão, o vereador defendeu que a Prefeitura deve facilitar o cadastro das famílias que não tem acesso à internet. “Essas famílias não tem renda, isso retrata a realidade do nosso estado. Uma boa parte não tem acesso a internet, temos que facilitar e ajudar essas pessoas nesse momento crítico”, finalizou.

O cadastro será feito por aplicativo coordenado pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e também por meio de inscrição presencial em Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Informações Assessoria de imprensa

Continue lendo

Amazonas

Auxílio Manauara deve ser pago em Fevereiro para 40 mil famílias cadastradas

Avatar

Publicado

em

Por

O auxílio emergencial no valor de R$ 200 para famílias de baixa renda na capital, em razão da pandemia do novo coronavírus, foi aprovado por unanimidade pelos vereadores de Manaus. O Projeto de Lei (PL) de autoria da Prefeitura foi aprovado durante sessão extraordinária na Câmara Municipal de Manaus (CMM), desta terça-feira, 26/01.

O projeto havia sido encaminhado com pedido de urgência pelo Executivo e é de caráter suplementar e provisório, com recursos do Tesouro Municipal, no valor mensal de R$ 200 para 40 mil famílias. A proposta é que o Auxílio Manauara seja disponibilizado a partir de fevereiro.

O cadastro será feito pela Semasc por meio de aplicativo e em postos para inscrição presencial em unidades como Cras e Creas.

Segundo o projeto, o prazo de concessão do referido auxílio será de seis meses, prorrogáveis por igual período, caso haja manutenção da situação calamitosa e de emergência ocasionada pela pandemia do COVID-19 e seus efeitos.

Alguns vereadores chegaram a sugerir um valor maior do benefício ou até mesmo contemplar mais famílias. No entanto, a secretária confirmou que serão contempladas neste primeiro momento, apenas 40 mil famílias devido a realidade orçamentária da prefeitura nesse início de gestão.

De acordo com o projeto, as condições para o pagamento do auxílio serão regulamentadas pelo prefeito em até trinta dias, que estabelecerá as demais condições fundamentais para seu recebimento.

Continue lendo

Amazonas

Ministro Pazuello informou que até 1,5 mil pacientes devem ser transferidos do Amazonas

Avatar

Publicado

em

Por

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta terça-feira, em Manaus, que o governo deve remover 1,5 mil pacientes com Covid-19 do Amazonas para outros estados para receber tratamento médico. O número é seis vezes maior do que o objetivo inicial, que era transferir 235 pessoas.

Ao lado do governador do Amazonas Wilson Lima, ele fez um pronunciamento durante a inauguração do hospital de campanha, que vai funcionar no complexo Nilton Lins. Desde que chegou a Manaus, na noite de sábado (23), o ministro não tinha cumprido nenhuma agenda pública e, após o evento desta terça, foi embora sem responder perguntas dos jornalistas. De acordo com o Ministério da Saúde, ele ficará no estado do Amazonas pelo “tempo que for necessário”.

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus