Conecte-se conosco

Destaque

Padrasto suspeito de estrangular enteado de 13 anos é preso na zona norte

Avatar

Publicado

em

Enteado é estrangulado pelo padrasto

Um adolescente morreu depois de ser estrangulado na noite de domingo (18), no bairro Mauazinho, situado na zona norte da capital amazonense. Carlos Eduardo da Silva Martins, de 13 anos, foi encontrado com marcas de violência na casa onde morava com a família. O padrasto, identificado como Naldo da Silva e Silva, 35, é suspeito de matar o garoto após agredi-lo. Ele foi preso, mas nega o crime e afirma que encontrou o enteado enforcado no punho de rede.

O estudante Carlos Eduardo morava com a mãe, o padrasto e dois irmãos de seis e oito, filhos do casal em uma casa na rua Beira Alta, no beco São Francisco. Momentos antes de ser encontrado praticamente sem vida, o estudante comemorava o aniversário de 30 anos da mãe Rosa Maria Cunha.

“Tinha familiares e mais 16 pessoas amigos da igreja da mãe do Eduardo. A minha irmã foi para a igreja, enquanto o Naldo e o meu sobrinho foram deixar eu e minha outra irmã no ponto de ônibus. O Eduardo me abraçou e disse: tia te amo. Ele não queria que fôssemos embora. Percebi que tinha algo errado, mas acabamos subindo no ônibus e fomos embora. Acho que ele estava com medo”, contou a tia do garoto, a dona de casa Rozana Cunha, de 23 anos.

O padrasto e o enteado voltaram para casa. Os dois ficaram sozinhos no imóvel e minutos depois o adolescente foi encontrado desacordado em um quarto da casa, por volta das 19h20.

“Só deu tempo de chegar em casa e me ligaram dando a notícia de que encontraram o Eduardo quase sem vida”, disse a tia.

O padrasto do estudante ligou para uma amiga da esposa e avisou que o menino teria se enforcado nos cordões de uma rede na casa. Vizinhos chamaram o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e Carlos Eduardo foi levado para o Hospital Pronto-Socorro (HPS) Joãozinho. Os médicos tentaram reanimá-lo, mas o garoto morreu. O Instituto Médico-Legal (IML) constatou que houve compressão centros respiratórios que causaram edema cerebral.

Logo após morte do garoto, familiares passaram a suspeitar do padrasto, que foi visto por dois vizinhos discutindo e travando luta corporal com o enteado. A vítima foi encontrada com roupa suja de lama, com escoriações pelo corpo e a casa estava com objetos revirados.

O enteado e o padrasto tinham uma relação conturbada, de acordo com familiares. O garoto morava com mãe e o padrasto desde os sete anos de idade.

“Ele deu três versões diferentes. Primeiro disse que meu sobrinho se enforcou no punho da rede, depois disse que estava enrolado na rede e depois disse que o Eduardo passou mal após tomar açaí. Ficou se contradizendo. Meu sobrinho estava com pescoço quebrado, arranhado e com roupas sujas. Como ele se enforcaria em uma rede tão baixa se ele era alto? O Eduardo não gostava dele e era tratado com ignorância pelo padrasto. Ele queria voltar a morar com os avós em Codajás, mas não demos ouvidos”, afirmou Rozana Cunha.

Por volta das 5h40 da manhã desta segunda-feira (19), o vendedor de cosméticos Naldo da Silva e Silva foi preso em flagrante por policiais militares da 29ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Ele foi encontrado no Beco Real no bairro Mauazinho, não resistiu à prisão e foi levado para Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

A tia da vítima suspeita que o cunhado tenha estrangulado Carlos Eduardo depois que o adolescente teria filmado uma suposta traição do padrasto.

“Ficamos sabendo depois da morte do meu sobrinho desse vídeo que o Eduardo gravou o Naldo traindo a mãe dele. O padrasto sabia da existência do vídeo. Eu já tinha alertado minha irmã sobre ele, mas ela não acreditou”, comentou a tia.

Naldo da Silva foi detido pela PM e levado para delegacia – Foto: Adneison Severiano/G1 AM

Com informações da fonte: Portal G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Vereador Carpê Andrade vota a favor do “Auxílio Manauara”

Avatar

Publicado

em

Por

Durante a primeira sessão extraordinária da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Carpê Andrade (Republicanos), votou a favor do Projeto de Lei (PL) de autoria do Executivo municipal denominado “Auxílio Manauara”, no valor mensal de R$ 200, que será destinado a famílias e trabalhadores informais que se encontram em situação de vulnerabilidade e risco social, durante o período de calamidade pública. A Sessão foi realizada por videoconferência.

“Esse auxílio é imprescindível. As pessoas estão lutando para sobreviver. O decreto do governo do Estado atinge diretamente esses trabalhadores e nós, como representantes deles na Câmara, temos que buscar alternativas que viabilizem a vida dessas pessoas”, destacou o vereador.

O parlamentar fez questão de frisar que em 2020, Manaus registrou a maior taxa de desemprego dada a gravidade da pandemia. “Vou continuar fiscalizando e buscando alternativas para que essa população não seja desguarnecida. Esse é meu dever enquanto parlamentar”, afirmou.

A PL foi aprovada de forma unânime pelos parlamentares, a partir de agora o Prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), terá prazo de 30 dias para aprovar o pagamento do “Auxílio Manauara”. O auxílio deverá ser pago a 40 mil famílias, durante seis meses, a antecipação do pagamento para mês de fevereiro, ocorreu por conta do agravamento da crise econômica que atinge a cidade de Manaus.

Acessibilidade para facilitar cadastro

Durante a sessão, o vereador defendeu que a Prefeitura deve facilitar o cadastro das famílias que não tem acesso à internet. “Essas famílias não tem renda, isso retrata a realidade do nosso estado. Uma boa parte não tem acesso a internet, temos que facilitar e ajudar essas pessoas nesse momento crítico”, finalizou.

O cadastro será feito por aplicativo coordenado pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e também por meio de inscrição presencial em Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Informações Assessoria de imprensa

Continue lendo

Amazonas

Auxílio Manauara deve ser pago em Fevereiro para 40 mil famílias cadastradas

Avatar

Publicado

em

Por

O auxílio emergencial no valor de R$ 200 para famílias de baixa renda na capital, em razão da pandemia do novo coronavírus, foi aprovado por unanimidade pelos vereadores de Manaus. O Projeto de Lei (PL) de autoria da Prefeitura foi aprovado durante sessão extraordinária na Câmara Municipal de Manaus (CMM), desta terça-feira, 26/01.

O projeto havia sido encaminhado com pedido de urgência pelo Executivo e é de caráter suplementar e provisório, com recursos do Tesouro Municipal, no valor mensal de R$ 200 para 40 mil famílias. A proposta é que o Auxílio Manauara seja disponibilizado a partir de fevereiro.

O cadastro será feito pela Semasc por meio de aplicativo e em postos para inscrição presencial em unidades como Cras e Creas.

Segundo o projeto, o prazo de concessão do referido auxílio será de seis meses, prorrogáveis por igual período, caso haja manutenção da situação calamitosa e de emergência ocasionada pela pandemia do COVID-19 e seus efeitos.

Alguns vereadores chegaram a sugerir um valor maior do benefício ou até mesmo contemplar mais famílias. No entanto, a secretária confirmou que serão contempladas neste primeiro momento, apenas 40 mil famílias devido a realidade orçamentária da prefeitura nesse início de gestão.

De acordo com o projeto, as condições para o pagamento do auxílio serão regulamentadas pelo prefeito em até trinta dias, que estabelecerá as demais condições fundamentais para seu recebimento.

Continue lendo

Amazonas

Determinado restrição de veículos pesados na Br-319

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Uma portaria Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), publicada no Diário Oficial, nesta terça-feira (26), determina uma série de restrições na circulação de veículos de cargas e de passageiros na BR-319, rodovia que liga Manaus a Porto Velho. A estrada é conhecida pelas péssimas condições (leia mais abaixo).

Entre os meses de junho e novembro, a circulação de veículos de carga e de passageiros com peso acima de 23 toneladas fica proibida. Já entre os meses de dezembro e maio, a restrição é para veículos com capacidade de peso acima de 17 toneladas.

O objetivo é manter a circulação segura entre os municípios situados à margem da rodovia, especialmente no trecho entre Careiro da Várzea (AM) (altura do km 13) e o entroncamento com a BR-230, no sentido Humaitá (AM) (altura do km 679).

Fonte: G1

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus