Conecte-se conosco

Destaque

Padrasto suspeito de estrangular enteado de 13 anos é preso na zona norte

Avatar

Publicado

em

Enteado é estrangulado pelo padrasto

Um adolescente morreu depois de ser estrangulado na noite de domingo (18), no bairro Mauazinho, situado na zona norte da capital amazonense. Carlos Eduardo da Silva Martins, de 13 anos, foi encontrado com marcas de violência na casa onde morava com a família. O padrasto, identificado como Naldo da Silva e Silva, 35, é suspeito de matar o garoto após agredi-lo. Ele foi preso, mas nega o crime e afirma que encontrou o enteado enforcado no punho de rede.

O estudante Carlos Eduardo morava com a mãe, o padrasto e dois irmãos de seis e oito, filhos do casal em uma casa na rua Beira Alta, no beco São Francisco. Momentos antes de ser encontrado praticamente sem vida, o estudante comemorava o aniversário de 30 anos da mãe Rosa Maria Cunha.

“Tinha familiares e mais 16 pessoas amigos da igreja da mãe do Eduardo. A minha irmã foi para a igreja, enquanto o Naldo e o meu sobrinho foram deixar eu e minha outra irmã no ponto de ônibus. O Eduardo me abraçou e disse: tia te amo. Ele não queria que fôssemos embora. Percebi que tinha algo errado, mas acabamos subindo no ônibus e fomos embora. Acho que ele estava com medo”, contou a tia do garoto, a dona de casa Rozana Cunha, de 23 anos.

O padrasto e o enteado voltaram para casa. Os dois ficaram sozinhos no imóvel e minutos depois o adolescente foi encontrado desacordado em um quarto da casa, por volta das 19h20.

“Só deu tempo de chegar em casa e me ligaram dando a notícia de que encontraram o Eduardo quase sem vida”, disse a tia.

O padrasto do estudante ligou para uma amiga da esposa e avisou que o menino teria se enforcado nos cordões de uma rede na casa. Vizinhos chamaram o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e Carlos Eduardo foi levado para o Hospital Pronto-Socorro (HPS) Joãozinho. Os médicos tentaram reanimá-lo, mas o garoto morreu. O Instituto Médico-Legal (IML) constatou que houve compressão centros respiratórios que causaram edema cerebral.

Logo após morte do garoto, familiares passaram a suspeitar do padrasto, que foi visto por dois vizinhos discutindo e travando luta corporal com o enteado. A vítima foi encontrada com roupa suja de lama, com escoriações pelo corpo e a casa estava com objetos revirados.

O enteado e o padrasto tinham uma relação conturbada, de acordo com familiares. O garoto morava com mãe e o padrasto desde os sete anos de idade.

“Ele deu três versões diferentes. Primeiro disse que meu sobrinho se enforcou no punho da rede, depois disse que estava enrolado na rede e depois disse que o Eduardo passou mal após tomar açaí. Ficou se contradizendo. Meu sobrinho estava com pescoço quebrado, arranhado e com roupas sujas. Como ele se enforcaria em uma rede tão baixa se ele era alto? O Eduardo não gostava dele e era tratado com ignorância pelo padrasto. Ele queria voltar a morar com os avós em Codajás, mas não demos ouvidos”, afirmou Rozana Cunha.

Por volta das 5h40 da manhã desta segunda-feira (19), o vendedor de cosméticos Naldo da Silva e Silva foi preso em flagrante por policiais militares da 29ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Ele foi encontrado no Beco Real no bairro Mauazinho, não resistiu à prisão e foi levado para Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

A tia da vítima suspeita que o cunhado tenha estrangulado Carlos Eduardo depois que o adolescente teria filmado uma suposta traição do padrasto.

“Ficamos sabendo depois da morte do meu sobrinho desse vídeo que o Eduardo gravou o Naldo traindo a mãe dele. O padrasto sabia da existência do vídeo. Eu já tinha alertado minha irmã sobre ele, mas ela não acreditou”, comentou a tia.

Naldo da Silva foi detido pela PM e levado para delegacia – Foto: Adneison Severiano/G1 AM

Com informações da fonte: Portal G1

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Vereador Capitão Carpê propõem ao prefeito de Manaus a criação da primeira Base Municipal de Valorização à Vida, na ponte sobre o Rio Negro

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Ítalo Sena

Na sessão plenária desta terça-feira (04), na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Capitão Carpê Andrade (Republicanos), propôs ao prefeito de Manaus, David Almeida, por meio de indicação a criação do Núcleo de Atendimento Clínico a Pessoas em Risco de Suicídio e de Valorização à Vida no âmbito municipal, na ponte sobre o Rio Negro.

No documento, a proposta é que o núcleo seja parte integrada da Secretária da Mulher, Assistência Social e Cidadania (SEMASC), sendo dispostos profissionais qualificados que farão atendimentos diário sendo importante serviço de apoio relacionado às necessidades de saúde mental, oferecendo acolhimento psicossocial, rondas diárias com apoio da Polícia Militar e entrega de cartilhas com informativos.

“Quando eu trabalhava na 8º Cicom, atendia de três a quatro ocorrências de tentativa de suicídio por semana na ponte sobre o Rio Negro. Nada, absolutamente nada foi feito para solucionar ou prevenir que pessoas tirassem suas vidas nesse local”, afirmou o vereador.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos. Para ajudar nessa prevenção é necessário a pessoa buscar ajuda e atenção de quem está à sua volta.

Em 2019, 124 pessoas se suicidaram no Amazonas e, no primeiro semestre de 2020, o número de suicídios no estado passou de 60, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP/AM). Fontes não oficiais registraram desde a sua inauguração, em 2012, mais de 50 suicídios, na ponte sobre o Rio Negro.

“Todas as indicações que apresentei para buscar atendimentos integrados não foram atendidas. Até as câmeras de vigilância eletrônica foram retiradas.

Estou hoje como vereador, sendo voz da sociedade solicitando mais uma vez que seja instalada uma Base Municipal de Valorização à Vida, na ponte. Quem comete suicídio, não quer morrer”, concluiu o capitão Carpê.

Informações Assessoria

Foto: Ítalo Sena

Continue lendo

Destaque

Comissão de Segurança Pública Municipal se reúne para discutir problemáticas da cidade

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Ítalo Sena

A Comissão de Segurança Pública Municipal (COMSEGPM), da Câmara Municipal de Manaus (CMM), se reuniu pela primeira vez nesta sexta-feira (30) e definiu as primeiras ações que serão realizadas pela comissão.

A reunião foi conduzida pelo vereador Capitão Carpê Andrade (Republicanos), presidente da Comissão e contou com a participação dos vereadores João Carlos (Republicanos) e Lissandro Breval (Avante).

Um dos pontos abordados para esse primeiro momento é a restruturação da Guarda-Municipal para alinhar estatuto, reajuste salarial, armamento e concurso público. Para o Presidente da Comissão a segurança pública reflete em todas as esferas no âmbito municipal e estadual.“Se faz necessário essa parceria para trabalhar em prol da sociedade. Vamos mudar a “cara” da nossa guarda-municipal valorizando essa categoria com a restruturação e um novo concurso”, afirmou o vereador.

Também foi destaque durante a reunião assuntos voltados para as comunidades como prevenção e elaboração de projetos voltados a sociedade, solicitando reforma de quadras esportivas que estão abonadonas e tornando-se pontos para usuários de drogas. O objetivo da Comissão é trabalhar em conjunto com outros órgãos elaborando palestras, campanhas educativas e prevenção à violência e estreitando laços com sociedade.

Foi definido ainda durante a reunião, a realização de Audiências Públicas, para apresentar as propostas e ações oficialmente as comunidades, onde serão convidados órgãos públicos e lideranças comunitárias.

“Faremos a diferença, uma história através desta comissão”, finalizou o vereador.

Informações assessoria de comunicação

Continue lendo

Amazonas

Chacina termina com quatro mortos e um ferido em Itacoatiara

Avatar

Publicado

em

Por

Na manhã desta quinta-feira (28), o Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para remover quatro corpos de uma estrada de barro no Município de Itacoatiara, a 269 km de Manaus.

De acordo com informações da Polícia Militar do Amazonas, os corpos estavam em um sítio localizado no km 2 do Ramal da Sudam, que fica no Km 37 da AM -010.

Todos os corpos foram encontrados amarrados e esquartejados. Tudo leva a crer que as vítimas foram torturadas antes de serem mortas a tiros, e depois tiveram os seus corpos mutilados com terçados.

A Polícia Militar e a Delegacia Interativa de Itacoatiara estão apurando o caso, considerado como chacina. A vítima ferida foi encaminhada ao Hospital José Mendes, localizado na avenida Sete de Setembro de Itacoatiara.

Populares contam que uma das vítimas, conhecida como Alexandre, teve a cabeça decapitada. O Instituto Médico Legal (IML), realizou a remoção dos corpos e relatam que a causa da morte foram disparos de arma de fogo e golpes de arma branca.

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2021 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus