Conecte-se conosco

Saúde Mental

PERSONA– A máscara que todos usam

Avatar

Publicado

em

A persona é um arquétipo, que possui como função básica a adaptação do individuo com o mundo externo. É uma função psíquica que ajuda na adaptação social, nos relacionamentos e nos intercâmbios entre as pessoas
Seu nome é inspirado pelo termo romano para designar máscara. A máscara que os atores utilizavam no antigo teatro greco-romano.
Portanto, ela simboliza o rosto que usamos para o encontro com o mundo que nos cerca.

Jung (2008) define persona como:
“A palavra persona é realmente uma expressão muito apropriada, porquanto designava originalmente a máscara usada pelo ator, significando o papel que ia desempenhar. Como seu nome revela, ela é uma simples máscara da psique coletiva, máscara que aparenta uma individualidade, procurando convencer aos outros e a si mesma que é uma individualidade, quando, na realidade, não passa de um papel, no qual fala a psique coletiva.”

Mas espera aí, todo mundo usa isso?

Sim, em casa, na escola, na igreja, na política etc. Não necessariamente persona seja algo falso, mas às vezes uma necessidade para evitar certos transtornos na vida.

Quando vejo pessoas tentando esconder suas máscaras, percebo um grande conflito de algo recalcado. Vale relembrar que recalque não é “beijinho no ombro” ou apenas passar os dedos no ombro. Recalque sao atos reprimidos quando criança ou até mesmo já na fase adulta.

O recalque é um rechaço das emoções, da memória que vem à tona para o consciente, trazendo assim suas dores, sua inflexões, suas mágoas uma sabida é outras não.

Me conte sua história, me escreva para o email: [email protected]
What’s – 991672558

Elias Moura
#saudemental
#psicanálise

Continue lendo
Propaganda
2 Comentários

2 Comments

  1. Avatar

    Maria anita Amorim da silva

    10/07/2019 a 09:40

    Excelente matéria

  2. Avatar

    Daniela mesquita

    10/07/2019 a 10:57

    Muito bom o artigo. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos

Ego

Avatar

Publicado

em

Por

POR ELIAS MOURA

Para Freud, o ego é parte da personalidade que media as demandas do id superego. O ego nos impede de agir em nossos impulsos básicos (criados pelo ID), mas também trabalha para alcançar um equilíbrio com os nossos padrões morais e idealistas (criados pelo superego).

Em se falando do EGO, o ser humano está vivendo umas das suas piores fases desde a fundação do mundo, o que é mais interessante que não podemos deixar de citar a Bíblia Sagrada. Ela Está se concretizando quando em Timóteo capítulo 2 Tm 3.3-5 diz?

“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos; 2 porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, 3 sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, 4 traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, 5 tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.”

Deixo você tirar suas próprias conclusões, sem tentar lhe induzir num metanoia direta. O ser humano está doente, do corpo e da alma, do espírito não, porque ele é forte (Mt 26.51).
O homem não está apenas destruindo a si mesmo, mas também a natureza, e isso acontece há milênios. E daqui a um tempo estaremos chegando ao 3º milênio e como estará a vida daqueles que alcançarem?

Certa vez eu li uma frase em inglês que dizia:

E eu a traduzi assim:

“EGO uma palavra de 3 letras, mas que pode destruir uma palavra de 14  letras, chamada RELACIONAMENTO”.

 E pode ter certeza que famílias estão se dissipando por causa do EGOISMO e NARCISISMO e eles andam juntos e ainda de mãos dadas!

As pessoas estão preocupadas com elas mesmas que acabam se tornando “…amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus…”

Espero que depois de ler este pequeno artigo, fique pensativo sobre você mesmo. Estamos vivendo a era do SELF que do inglês significa EU MESMO. Pare de viver para você mesmo, não seja EGOISTA com os outros, compartilhe um pouco de você para com os outros. Para compreender e avaliar a natureza do homem, Freud parte do comportamento mental e suas perturbações ocasionadas pelo impulso instintivo que pode, segundo ele, originar o caráter de sintoma normal ou patológico. Para explicar a vida mental e as causas do mal-estar do indivíduo, Freud analisa a evolução da cultura, religião e dos fenômenos sociais. Por agora, tencionamos estudar sobre o conceito moral do amar o próximo como a si mesmo, para desvelar qual a relação entre amar a si mesmo e amar o outro na mesma intensidade, considerando que o amor é instintivo e remonta à origem da vida, um processo de evolução que molda a personalidade individual.

Zygmunt Bauman fala do AMOR LÍQUIDO devido ao EGOISMO,  mas vou trazer um outro artigo falando sobre esse tipo de amor, aguarde.

Deixo para sua meditação um frase de Jesus que disse uma palavra chave, e é valido como mandamento para todo ser humano de fé cristã: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos.” João 13.34,35

Elias Moura é Psicanalista e Teólogo

Continue lendo

Saúde Mental

Envelheça no tempo certo, mas com saúde

Avatar

Publicado

em

Por

Uma das principais preocupações de muitas pessoas, principalmente das mulheres, diz respeito à idade. É muito comum bater aquele receio ao imaginar como estará a aparência daqui a alguns anos, mesmo quando ainda não chegou a 3ª idade. Mas a preocupação não precisa tomar conta, já que existem algumas formas de enfrentar os novos ciclos da vida sem medo.

Segundo especialista da saúde, informam que envelhecemos a cada 5 anos, mas isso pode ser retardado evitando o estresse, o sol sem proteção. Mas um dos grande vilões do envelhecimento precoce, seria problemas psicossomáticos. Uma saúde Mental ajuda a retardar o envelhecimento, você precisa se livrar dessa tal ansiedade.

Uma das principais maneiras de envelhecer com saúde está na alimentação. E algumas substâncias prometem auxiliar esse caminho de uma forma pouco turbulenta. A médica especialista em medicina estética Cristiane Braga Ferreira sugere 6 substâncias que não podem faltar no seu cardápio, já que têm ações anti-envelhecimento. Cristiane explica que os radicais livres provenientes de situações de estresse físico e emocional têm alguns efeitos ruins para o corpo e algumas substâncias são importantes para neutralizá-los.

Veja quais são as 6 substâncias que auxiliam no combate do envelhecimento:
1 – Vitamina C : auxilia o funcionamento de algumas enzimas na síntese de colágeno, o que melhora a flacidez. Impede a formação de substâncias carcinogênicas, que podem estimular o desenvolvimento de células cancerosas. Onde encontrar: frutas cítricas – laranja, limão, acerola – nas folhas verdes, cruas e no tomate.

2 – Betacaroteno: é um carotenóide, isto é, corante natural presente nos vegetais, que tem ação preventiva no envelhecimento cutâneo. Onde encontrar: cenoura, mamão, maçã, brócolis e gema de ovo.

3 – Vitamina E: combate o envelhecimento cutâneo, além de prevenir também algumas doenças degenerativas e impedir reações pelos radicais livres. Onde encontrar: soja, margarinas, gérmen de trigo e amêndoas.

4 – Zinco: é essencial para a integridade e funcionalidade das nossas células. Estabiliza o metabolismo energético e favorece a renovação celular, principalmente nas situações de estresse. Onde encontrar: carnes, vegetais de folhas, leguminosas (feijão, grão de bico, lentilhas) e moluscos.

5 – Selênio: evita a formação dos radicais livres e ajuda na prevenção do fotoenvelhecimento – o envelhecimento da pele causado pelo sol. Onde encontrar: nozes, frutos do mar, grãos, aves e miúdos.

6 – Flavonóides: são os antioxidantes mais ativos e capazes de “seqüestrar” radicais livres. Existem vários tipos deles como a quercetina, a luteolina, o ácido elágico. Onde encontrar: vegetais, uva, abacaxi, morangos, nozes, chás (verde e preto) e vinho tinto. “Uma boa dica é a ingestão do vinho tinto. Mas o efeito só é conseguido se a pessoa ingerir uma taça (150ml) duas vezes ao dia, acompanhado de alimentos ”, conclui a médica.

Uma Saúde Mental te levará a ter uma vida saudável. Se cuide agora para não sofrer na sua velhice! Viva a vida a cada dia, que seja intensamente.

Nos escreva para o email: [email protected]
no whatsapp: 991672558

Colunista: Elias moura
#saudemental
#psicanálise

Continue lendo

Destaques

Estupradores tem deformação moral, mas poucos são doentes

Avatar

Publicado

em

Por

Hoje pela manha manhã recebi um vídeo de uma mulher sendo atacada e estuprada por um homem não identificado. O vídeo causa grande repúdio e nos deixa impotente de tanta barbaridade. Parece um animal abatendo sua presa, que depois de desfalecida, arrasta para algum lugar para devorar sossegado sem ser importunado por outros predadores. A cada 11min uma mulher estuprada no país, revelam dados do 9­­º Anuário de Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Vamos ao video:

Mas ao contrário do que se pensa na maioria dos que lidam com a saúde mental afirmam que a prática de estupro não é necessariamente um doente mental que faz, mas uma pessoa sem valores morais e éticos.

“São agressores que não escondem a identidade porque, para eles, essa é a utilidade da mulher. Eles escolhem locais seguros. São pessoas que convivem bem na sociedade, mas sempre vendem a fama de machão”, afirma Ilana Casoy, especialista em traçar o perfil psicológico de criminosos.

Mas o que leva ao estuprador (abusador) de crianças e de mulheres?

Psiquiatra explica como funciona a mente de um estuprador

Ayca Abakan da BBC Turc

Num momento em que as mulheres turcas começam a levantar a voz contra o estupro, o abuso e o assédio sexual, a BBC entrevistou a psiquiatra Sahika Yuksel, em Istambul, para tentar entender como funciona a mente de um estuprador:

BBC: Por que homens estupram? O que motiva um estuprador?

 Sahika Yuksel: É completamente errado supor que homens estupram por causa de necessidades hormonais. Um homem na rua não estupra uma mulher de qualquer jeito. Sabendo que é algo impróprio, eles tendem a fazê-lo secretamente.

O estupro não é um ato sexual. É um ataque. Trata-se de vencer, de conseguir um objeto – e a mulher é objetificada neste caso. Trata-se de poder. E há também pessoas que sentem prazer com isso

 Sahika Yuksel: O estupro não é um ato sexual. É um ataque. Trata-se de vencer, de conseguir um objeto – e a mulher é objetificada neste caso. Trata-se de poder. E há também pessoas que sentem prazer com isso.

O estupro é considerado o comportamento mais grave (em relação a uma mulher), isso é verdade, mas não é o único tipo de agressão que os homens cometem.

Quando a violência psicológica, a violência física, a violência financeira, o desrespeito por direitos das mulheres e a discriminação são permitidos e normalizados, também ocorrem estupros.

BBC: A maneira como um homem é criado tem alguma relação com o fato de ele cometer agressão sexual na vida adulta?

Yuksel: As crianças são educadas de acordo com valores que atribuem mais poder aos homens na cultura. A mãe é ensinada a tratar seu marido de maneira diferente e a obedecer a sua dominação autoritária. Portanto, ela espelha esse comportamento com seu filho e com sua filha. Sabemos que meninas cujas mães enfrentaram violência doméstica tendem a sofrer mais violência em seus próprios casamentos e relacionamentos. Homens cujas mães apanharam de seus pais têm maior tendência a serem abusivos em seus próprios relacionamentos.

Especialistas explicam o que costuma se passar na cabeça desses criminosos

Perversos a ponto de destroçar a capacidade das vítimas de buscar justiça, os crimes sexuais são permanentemente catalogados e estudados pela psicologia forense. Nenhuma das explicações que a ciência encontra para esse tipo de violação, no entanto, serve para tirar os estupradores do grupo mais abjeto de agressores de que se tem notícia. Acima de todas as classificações possíveis, sustenta-se inabalável a certeza de que, entre outros traços, os autores de crimes sexuais desprezam a condição humana das vítimas, são capazes de recorrer à violência extrema e sempre voltam a atacar sem remorsos.

Tipos de estupradores

Românticos: Cada categoria de estuprador tem especificidades importantes para a polícia. O tipo chamado de ‘romântico’ tem como característica o hábito de procurar as mesmas vítimas. E essa é uma arma para a polícia, que tenta emboscar o criminoso em uma das investidas reincidentes. Os casos investigados levam a crer que geralmente são homens solteiros, de poucos amigos, e que procuram dar ao crime características de um encontro. “É o único tipo de criminoso contra o qual a mulher ainda tem chance de reagir, pois diante de uma reação desesperada, ele é capaz de largá-la”, diz Ilana. Os ataques dos ‘românticos’ ocorrem geralmente em intervalos de uma ou duas semanas.

Vingadores: Conhecidos pela violência, os ‘vingadores’ têm por principal objetivo machucar a vítima. É um homem que sofreu, ou pelo menos imagina ter sofrido alguma injustiça de uma mulher. Quase sempre esse estuprador conhece a vítima e ataca em intervalos maiores, a cada seis meses ou um ano. “Para estes, o sexo é uma agressão, momento no qual ele mostra raiva e humilha a vítima”, observa Ilana.

Sádicos: Já o tipo ‘sádico’ tem potencial para se tornar um serial killer. Em geral, sabe escapar da polícia e dificilmente tem antecedentes criminais. Alguns apresentam transtornos psiquiátricos, planejam o crime com cautela e erotizam a violência. “Ele vai aumentando o grau de violência em relação à vítima até a hora em que a mata”, afirma. Foi esse o caso do maníaco do parque – que confessou ter estuprado e matado dez mulheres em 1998 na região do Parque do Estado, na capital paulista -, que agia sempre da mesma forma e terminava matando as vítimas. Os investigadores concluíram que o objetivo dele era machucar as mulheres, a quem culpava pela disfunção erétil.

Oportunistas: Ele, cuja motivação inicial não era estuprar. Isso acontece em casos de assalto a residências. O objetivo do crime é apenas se apropriar de objetos de valor, mas o criminoso enxerga na situação indefesa da mulher a oportunidade para o abuso sexual. Especialistas são taxativos ao dizer que o estuprador – de qualquer tipo – não é necessariamente um criminoso com problemas psicológicos. Atos como o de cortar ou desligar o telefone da vítima, imobilizar com uso de cordas, adotar rituais como o de dar banho na vítima não significam necessariamente transtornos. Em vez disso, indicam o grau de experiência do criminoso.

Dentro do universo de estupradores com patologia, a mais comum é a psicopatia. O psicopata tem como principal característica a falta de culpa e de remorso. É uma pessoa sem empatia em relação a outros seres humanos e incapaz de prever as consequências dos seus atos. “Toda doença mental é multifatorial. Grande parte dos psicopatas apresenta transtorno de conduta quando criança. São pessoas que viviam em ambientes violentos e socioeconomicamente ruins, sem a figura de uma pessoa cuidadora. Além dos fatores ambientais, há também os biológicos, mas para estes as pesquisas ainda estão em fase inicial”, diz o psiquiatra Antônio de Ávila Jacintho, pesquisador do Laboratório de Psicopatologia Fundamental da Unicamp.

A recuperação de um criminoso sexual por tratamento psiquiátrico existe, mas não é simples nem usual. Além de dispendioso, é dificílimo tratar alguém que não acredita ter culpa, ou sequer considera que cometeu um crime, afirmam os especialistas. Entre os profissionais dedicados a esse tipo de tratamento, é infinitamente maior a preferência por atender as vítimas, não os autores. O resultado é o esperado: estupradores, depois de algum tempo presos, voltam para as ruas e cometem outros abusos.

A saída não está, portanto, em práticas ou políticas de tratamento, mas na eficácia das investigações, nas estatísticas criminais e na segurança pública – todas deficientes na maior parte do país. “Hoje, no Brasil, são oferecidas drogas anti-impulsivas e psicoterapia comportamental. A eficiência é limitada. Acho excelente a terapia hormonal, como nos Estados Unidos. É uma alternativa que se deveria considerar. Mas aqui todos os que se dizem politicamente corretos atacariam a ideia”, afirma o psiquiatra José Geraldo Taborda, da Associação Brasileira de Psiquiatria. Em parte dos estados americanos, é permitida a castração química, na qual se injeta hormônios que bloqueiam a testosterona, tornando um abusador contumaz alguém sem capacidade ou ímpeto para cometer ataques.

Nos Estados Unidos, além das formas de punição, a sociedade civil passou a adotar a prática de difundir informações sobre os condenados por crimes sexuais – em especial os de pedofilia. Sites que oferecem dados de criminosos sexuais em liberdade condicional informam endereço, nome e até exibem fotografias dos abusadores. Na Califórnia, onde uma lei proíbe que um criminoso sexual condenado viva a menos de 600 metros de parques públicos, moradores começaram a adotar um procedimento curioso: com pedidos às autoridades locais, são construídos pequenos parques para ocupar áreas como terrenos, sobras de terreno e outros espaços públicos. Assim, empurram para longe de suas casas os condenados por estupro, pedofilia ou outros abusos.

Elaborado por Elias Moura – psicanalista e teólogo

Me conte sua história: 92 991672558 (whatsapp)

Email: [email protected]

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas