Conecte-se conosco

Saúde e Bem Estar

Por que a OMS considera a taxa mínima de 50% de eficácia para aprovar uma vacina contra a covid?

Avatar

Publicado

em

Apesar do anúncio realizado pelo Instituto Butantã e o Governo do Estado de São Paulo de que a Coronavac teve 50,38% de eficácia, número inferior à taxa divulgada na semana passada, o índice não deve impedir a aprovação do imunizante pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Isso porque tanto a agência brasileira quanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) exigem eficácia mínima de 50% contra o coronavírus.

Este patamar foi colocado como parâmetro ainda em agosto do ano passado pela cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan. Além disso, faz parte do rol de exigências da entidade a comprovação de que a vacina é segura e que eventuais efeitos colaterais mais graves sejam raros. A razão pela qual se considera uma taxa de 50% de imunização nos testes para a liberação do uso emergencial das vacinas se deve, principalmente, ao custo-benefício para combater efetivamente o vírus, explica o infectologista e diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações, Renato Kfouri.

“Ter um programa de imunização, instituir uma vacina, colocar em um programa. Tudo isso tem custo e uma dinâmica. Há toda uma ação de vacinação e vigilância de efeitos adversos. Não se faz uma intervenção deste tamanho para ter um benefício de só 15%, por exemplo. Se pensarmos no esforço da intervenção como um todo, por isso que chegou-se ao 50% como o mínimo de eficácia orientado pela OMS. Foi um consenso de especialistas”, afirma ele.

“Sempre que se olha a eficácia de uma intervenção qualquer em saúde, ela deve ser vista dentro do contexto do tamanho do problema. E um problema deste tamanho, como a covid, com tantas mortes, hospitalizações, problemas sociais e econômicos, ter intervenções que diminuam 30%, 40% ou 50% traz impactos enormes. A OMS coloca 50%, mas poderia até ter menos.”, defende Kfouri.

O virologista da Universidade Federal de Minas (UFMG) Flávio Guimarães Fonseca acredita que a taxa de 50% de eficácia está relacionada à possibilidade de se aproximar de uma imunização coletiva. Segundo ele, a literatura não detalha cálculos para chegar a esse número. “A taxa de 50% seria um número que ainda permitiria alcançar a imunidade coletiva, que é um dos objetivos principais de uma campanha de vacinação. Vacinas com taxas abaixo de 50% certamente precisam de uma cobertura vacinal muito alta. Talvez, por isso, abaixo desse número fosse inviável alcançar essa imunização coletiva”, diz.

Kfouri também diz os números apresentados pela Coronavac para imunização geral da população são suficientemente interessantes para a introdução de uma vacina em um programa público. “Além dos 50% sobre qualquer forma de covid, quando você centraliza nas formas leves e moderadas, este número sobe para 78%. São números suficientemente interessantes e o impacto é medido não só pela eficácia da vacina, mas com cobertura vacinal, número de doses, a questão da estabilidade térmica. O impacto da introdução de uma vacina é resultado de vários fatores, não só da eficácia dentro de um estudo”, afirma.

 

*Por Luiz Carlos Pavão / Estadão

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

David Almeida anuncia retomada da distribuição do cartão ‘Nossa Merenda’ em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

(Fotos: Alex Pazuello/Semed)

Após denúncia realizada pelo Vereador Capitão Carpê Andrade,  prefeito de Manaus, David Almeida, determinou a retomada da entrega dos cartões do programa “Nossa Merenda”, a partir desta sexta-feira (29). Os responsáveis pelos alunos que têm direito ao benefício serão comunicados pela direção das escolas sobre como devem proceder para receber o cartão com o valor de R$ 150 por aluno.

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) criou o link https://bit.ly/3qtjNID para atualizar os dados cadastrais dos pais ou responsáveis no programa com o intuito de evitar aglomerações nas escolas. Após o preenchimento do cadastro, uma equipe da secretaria entrará em contato com o responsável.

A Semed entregou 163.600 cartões aos estudantes, mas a distribuição foi interrompida após o crescimento no número de casos de infectados e mortos pela Covid-19 em Manaus.

 

 

Continue lendo

Amazonas

Prefeitura de Manaus anuncia que vai montar drive-thru e vacinar idosos em casa

Avatar

Publicado

em

Por

Nesta segunda-feira (25), o prefeito informou que aguarda o detalhamento sobre a distribuição das doses para dar início à imunização. Ele afirmou que a previsão é que a vacinação seja iniciada nesta terça-feira (26).

O prefeito de Manaus, David Almeida, anunciou que vai montar pontos de drive-thru para vacinação contra a Covid-19 de idosos com idade a partir de 75 anos. Ainda de acordo com Almeida, haverá também vacinação de casa em casa.

Entre os pontos de drive-thru anunciados estão Arena da Amazônia e Shopping Phelippe Daou. Ao todo, de acordo com o anúncio, devem ser quatro pontos fixos espalhados na capital.

Fonte: G1

Continue lendo

Manaus

Vereador Capitão Carpê fiscaliza atendimento na UBS Leonor de Freitas

Avatar

Publicado

em

Por

Fotos: Ítalo Senna

Durante uma visita na UBS Leonor de Freitas, realizada na manhã desta segunda-feira (25), o vereador Capitão Carpê (Republicanos) constatou que as medidas de adoção de urgência, solicitada através de um ofício, devido a grande crise aguda com falta de oxigênio, aumento nos casos confirmados e mortes por Covid-19, estão sendo atendidas. A UBS Leonor de Freitas, está localizada na Av. Brasil, bairro Compensa II, Zona Oeste.

Vereador Capitão Carpê Andrade e Diretora da Unidade UBS Leonor de Freitas

O parlamentar se deparou com novo cenário nesta manhã, “a atenção básica é de responsabilidade de todos. Estou muito feliz a UBS se tornou referência para atender população, não encontramos aglomeração, medicação em dia, uma tenda de proteção foi montada fora da unidade, para que as pessoas possam se abrigar e o teste rápido de Covid-19 está sendo realizado, isso é gratificante para nosso trabalho”, disse o vereador.

A diretora da unidade Fabiana Encarnação ressaltou que as medidas para melhorar o atendimento e evitar filas estão sendo realizadas, e todas as orientações de segurança sanitária estão sendo tomadas, “fazemos todo esforço para que todos possam ser atendidos. O horário foi estendido, estamos de domingo a domingo realizando atendimentos para diminuir a propagação desse vírus”, afirmou a diretora.

COVID-19

Segundo os dados no boletim epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), o número de mortes por Covid-19 no Amazonas chegou a 7.051, neste sábado (23).

Foram contabilizados 162 novos óbitos, sendo 63 ocorridos nas últimas 24 horas. Foram registrados também 3.404 novos casos, totalizando 248.561 em todo o estado.

Informações Assessoria

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus