Conecte-se conosco

Política

Pré-candidato a vereador de Manaus Capitão Carpê, fala sobre sua decisão de entrar para a política em entrevista cedida ao Portal CM7

Avatar

Publicado

em

Na tarde desta quinta-feira(24), o pré-candidato a vereador de Manaus, Capitão Carpê (Republicanos), respondeu perguntas de internautas durante uma entrevista no programa CM7 Passando a Limpo.
A Apresentadora do programa CM7 (preciso do nome) Passando a Limpo, explicou que o convite para a entrevista no programa surgiu após inúmeros pedidos dos internautas pelas redes sociais, pessoas que estão preocupadas com a situação de abandono da cidade de Manaus.
“Entrei na polícia para servir de fato as pessoas, tudo que faço é com amor. Não sou projeto de ninguém, não sou cria de nenhum político, sou cria da minha comunidade, nasci e me criei na comunidade e sei da realidade dessas pessoas”.

O internauta Lúcio, morador da compensa questionou ao pré-candidato a vereador Capitão Carpê sobre o bairro Compensa que está pedindo socorro quando se trata de saúde: Em resposta, Capitão Carpê afirmou que se eleito irá cobrar a Secretaria de Saúde, e também ao prefeito de Manaus por melhorias e assistência para a sociedade. “Esse senhor não está pedindo nenhum favor, estou falando como morador da Compensa, a palavra desse senhor reflete o que nossa sociedade está vivendo hoje” disse.

O pré-candidato também falou que tem uma carreira e uma história de vida. Ele e sua família passaram por diversas dificuldades, onde trabalhou como motoboy para ajudar sua mãe e pagar seus estudos. Carpê destacou ainda que o estudo sempre fez parte da sua vida.

“O vereador de Manaus precisa ser vereador da comunidade, não pode ser vereador de gabinete ele precisa estar no meio do povo” afirmou o pré-candidato a vereador de Manaus, Capitão Carpê.

Fotos: Ítalo Sena

Com informações: Assessoria de Imprensa

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Eleições 2020: saiba a diferença e os efeitos de votos brancos e nulos

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Agência Brasil

No Brasil, apesar do comparecimento ao local de votação nas eleições ser obrigatório, a menos que seja justificado, o eleitor é livre para escolher ou não um candidato, já que pode votar nulo ou branco. Mas qual é a diferença entre essas opções?

De acordo com o Glossário Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o voto em branco é aquele em que o eleitor não manifesta preferência por nenhum dos candidatos. Para votar em branco é necessário que o eleitor pressione a tecla “branco” na urna e, em seguida, a tecla “confirma”. Já o nulo é aquele em que o eleitor manifesta sua vontade de anular o voto. Para isso, precisa digitar um número de candidato inexistente, como por exemplo, “00”, e depois a tecla “confirma”.

Antigamente como o voto branco era considerado válido, ele era contabilizado para o candidato vencedor. Na prática, era tido como voto de conformismo, como se o eleitor se mostrasse satisfeito com o candidato que vencesse as eleições, enquanto o nulo – considerado inválido pela Justiça Eleitoral – era tido como um voto de protesto contra os candidatos ou políticos em geral.

Votos válidos

Atualmente, conforme a Constituição Federal e a Lei das Eleições, vale o princípio da maioria absoluta de votos válidos, que são os dados a candidatos ou a legendas. Votos em branco e nulos são desconsiderados e acabam sendo apenas um direito de manifestação de descontentamento do eleitor, que não interfere no pleito eleitoral. Por isso, mesmo quando mais da metade dos votos forem nulos, não é possível cancelar uma eleição.

 

*Por Karine Melo/Agência Brasil

*Edição: Graça Adjuto

Continue lendo

Amazonas

Aldeias do Vale do Javari, no Amazonas, não terão campanha presencial

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

A Terra Indígena do Vale do Javari fica localizada no extremo oeste do Estado do Amazonas, na fronteira com o Peru. Ali vivem aproximadamente 5.500 indígenas das etnias Marubo, Matís, Mayuruna, Kanamari e Kulina.

Seis aldeias desta região possuem locais de votação, instaladas pelo TRE-AM, através do Cartório Eleitoral de Atalaia do Norte, nos pleitos, sempre em conjunto com a FUNAI, os Servidores dos DSEI, além dos próprios indígenas, que atuam como mesários nas eleições, além do apoio das Forças Armadas na logística de pessoas e equipamentos.

Tal esforço tem feito com que a câmara municipal do município hoje conte com um bom número de parlamentares indígenas, fruto do desejo dessas comunidades de se tornarem não meros partícipes, mas protagonistas da vida política do município.

Com a pandemia, as comunidades estão em isolamento, o que, em conjunto com o trabalho abnegado dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas, em conjunto com as lideranças indígenas, fez com que, nessas aldeias, a COVID-19 não chegasse.

Com a finalidade de manter essa situação de segurança sanitária, a Juíza Eleitoral de Atalaia do Norte definiu que as campanhas eleitorais não poderão ser feitas de forma presencial nessas aldeias com seções instaladas, mas via rádio.

Contudo, o município de Atalaia do Norte, a 1.136 Km da capital, não tem rádio. Para resolver esse impasse, a Juíza Eleitoral, Andrea Jane Silva de Medeiros, manteve contato com os Distritos Sanitários Especiais Indígenas, que possuem rádios que usualmente levam entretenimento e educação em saúde para as aldeias, e com os três candidatos a prefeito do município, que terão suas propostas transmitidas por essas rádios comunitárias. As apresentações dos candidatos terão, durante o período de propaganda, duas apresentações de no máximo 5 minutos via rádio do DSEI para as aldeias com direito a tradutor para língua nativa dos índios.

Com esta inovação, o Juízo Eleitoral de Atalaia do Norte-AM garantiu que, mesmo em tempos de pandemia, a prática da democracia pudesse chegar a esses cidadãos.

 

*Com informações de assessoria

Continue lendo

Destaque

Candidato a vereador, Capitão Carpê realiza 1ª caminhada na Compensa

Avatar

Publicado

em

Capitão Carpê (Republicanos) e apoiadores durante a 1ª caminhada como candidato a vereador pelas ruas da Compensa - Foto: Ítalo Sena

Na tarde desta quarta-feira (14), o candidato a vereador pelo Republicanos, Capitão Carpê Andrade, realizou a sua 1ª caminhada da campanha eleitoral deste ano. Carpê percorreu diversas ruas da comunidade Vila Marinho, bairro Compensa, zona oeste de Manaus, e recebeu diversos gestos de carinho e apoio à sua candidatura a uma das 41 vagas na Câmara Municipal de Manaus (CMM).

A caminhada teve início na Avenida Coronel Cyrillo Neves, e seguiu por várias ruas da Vila Marinho. Junto a Carpê, diversos apoiadores estiveram presentes na ação. Com bandeiras, faixas e “santinhos” nas mãos, a equipe cantou os ‘jingles” que embalam a campanha do Capitão nesta eleição e com bastante entusiasmo bradou palavras de apoio ao candidato.

Apoiadores agitam as bandeiras durante a caminhada. Foto: Ítalo Sena

Durante o trajeto, foram comuns as manifestações de apoio e carinho ao candidato. Foi comum encontrar eleitores, amigos e vizinhos emocionados com a passagem de Carpê pelas ruas. Pessoas de diferentes idades iam ao seu encontro e o abraçavam, mostrando respeito e admiração pelo trabalho desenvolvido não somente como policial militar, mas também como alguém que sempre se dispôs a ajudar as pessoas carentes da região.

Foi comum as pessoas saírem de suas casas e irem ao encontro do candidato. – Foto: Ítalo Sena

Compensa

Natural de Eirunepé, mas residente em Manaus desde 1996, foi no bairro da Compensa que, o então jovem Carpegiane Andrade cresceu, estudou e trabalhou. Ao percorrer as ruas do bairro que o acolheu, Capitão Carpê, agora como candidato a vereador, não escondeu a emoção e a alegria ao receber tantos gestos de afeto e apoio.

“Cara, é muito legal, empolgante e nostálgico andar pelas ruas deste lugar. Aqui conheci muitas pessoas, fiz inúmeros amigos. E foi aqui que comecei a mudar a minha realidade de vida e a realidade de vida da minha família, não tem como não se contagiar com todo o carinho que tenho recebido deste bairro de tanta gente decente, honesta e trabalhadora, durante este difícil período eleitoral”, disse o Capitão Carpê.

Capitão Carpê (Republicanos) recebendo o carinho e apoio dos moradores da Vila Marinho, bairro Compensa. – Foto: Ítalo Sena

Perspectivas

Apontado como favorito a uma das 41 vagas da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o Capitão Carpê, como ficou conhecido nas redes sociais por seu trabalho como policial e por diversos trabalhos de cunho social, falou também sobre suas perspectivas, caso seja eleito vereador nas eleições de 15 de novembro deste ano.

“Nós estamos aqui caminhando em busca de um futuro melhor para a nossa cidade, estado e país. Eu acredito que posso, sim, ser a mudança que a população precisa. Enquanto ficamos discutindo sobre “politicagem’, as decisões estão sendo tomadas no país e, independente de quem está lá no momento, estão decidindo contra a sociedade. Posso até ser voto vencido dentro do parlamento, mas minha voz nunca será calada”, finalizou o candidato.

Capitão Carpê ao lado da mãe e das irmãs. – Foto: Ítalo Sena

 

*Revisão: Narel Desiree

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus