Conecte-se conosco

Destaque

Prefeitura de Manaus não libera escolas para realização do Enem

Avatar

Publicado

em

Foto: Divulgação

A prefeitura de Manaus informou nesta quarta-feira (13) por meio de nota que que devido ao aumento do número de casos e mortes pelo novo coronavírus na capital amazonense, as escolas municipais não serão liberadas para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que tem a primeira prova marcada para o próximo domingo (17).

Segundo a prefeitura, para evitar aglomerações nas unidades de ensino e a propagação da covid-19, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) enviou ao Ministério Público Federal (MPF-AM) um ofício com os motivos da não liberação.

“É uma temeridade, sobretudo nesse momento. Hoje é dia 13. A prova será daqui a quatro dias e sabemos que a situação de Manaus em relação a pandemia não vai acalmar até lá. Abrir as escolas para o Enem representa aglomeração na frente e no interior delas. Enviamos as nossas razões ao Ministério Público e também sugerimos que o Enem seja adiado”, informou o secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino.

A decisão foi tomada após entendimento entre o prefeito David Almeida, Avelino, e os subsecretários do órgão, juntamente com o Departamento de Planejamento (Deplan) da Semed. O documento enviado ao MPF também pede o adiamento da prova.

De acordo com a prefeitura, ontem (12), foram registrados um total de 166 sepultamentos nos cemitérios de Manaus. Entre as causas das mortes do total de sepultamentos nos cemitérios públicos da capital, 49 foram declaradas como covid-19, e dois casos suspeitos. Já nos espaços privados foram 36 os registros de óbitos pelo novo coronavírus.

Procurado, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, diz que o presidente da autarquia, Alexandre Lopes, e o ministro da Educação, Milton Ribeiro, estão em tratativas com o prefeito de Manaus, David Almeida, e com o governador do Amazonas, Wilson Lima, para buscar uma solução para a aplicação do Enem 2020.

Agravamento da pandemia 

Com o agravamento da pandemia, surgiu um novo movimento pedindo o adiamento do Enem entre professores, estudantes, organizações sociais e autoridades. Na sexta-feira (8), a Defensoria Pública da União (DPU) apresentou novo pedido de tutela de urgência para o adiamento das provas do Enem. O exame, de acordo com o pedido, deve ser adiado “até que possa ser feito de maneira segura, ou ao menos enquanto a situação não esteja tão periclitante quanto agora”.

Cerca de 50 entidades científicas, entre elas a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped) e Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), assinaram nota conjunta pedindo também o adiamento das provas. “É necessário adiar o Enem e é urgente que secretarias estaduais de Educação coordenem planejamentos para garantir as condições pedagógicas e sanitárias para que todos os estudantes participem do Enem. Esse exame existe para incidir na redução das desigualdades do acesso ao ensino superior e não pode servir para ampliar desigualdades ou, o que é inaceitável, se tornar espaço vetor de uma pandemia”, diz a nota.

Ontem, a juíza Marisa Claudia Gonçalves Cucio, da 12ª Vara Cível Federal de São Paulo, negou o pedido de adiamento do Enem feito pela DPU. Ela entendeu que os participantes do Enem estão sendo orientados a tomar medidas preventivas de contágio, como o uso de máscaras e a manutenção do distanciamento social. A juíza justificou sua decisão afirmando que a alteração na data do Enem resultaria em grandes transtornos logísticos, que poderiam “comprometer a própria realização do exame no primeiro semestre de 2021”.

A juíza acrescentou que os números relativos à pandemia de covid-19 não são os mesmos em todo o país, o que impede solução uniforme para todo território nacional. Ela ressalvou, porém, que se o risco maior de contágio levar alguma autoridade local ou regional a declarar novo lockdown, isso seria um impedimento para a realização das provas. Nesses casos, “ficará o INEP obrigado à reaplicação do exame diante da situação específica”.

Enem 2020

Ao todo, cerca de 5,8 milhões de estudantes estão inscritos no exame. O Enem 2020 terá uma versão impressa, nos dias 17 e 24 de janeiro, e uma digital, realizada de forma piloto para 96 mil candidatos, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

As medidas de segurançaadotadas em relação à pandemia do novo coronavírus serão as mesmas tanto no Enem impresso quanto no digital. Haverá, por exemplo, um número reduzido de estudantes por sala, para garantir o distanciamento entre os participantes. Durante todo o tempo de realização da prova, os candidatos estarão obrigados a usar máscaras de proteção da forma correta, tapando o nariz e a boca, sob pena de serem eliminados do exame. Além disso, o álcool em gel estará disponível em todos os locais de aplicação.

Quem for diagnosticado com covid-19, ou apresentar sintomas dessa ou de outras doenças infectocontagiosas até a data do exame, não deverá comparecer ao local de prova e sim entrar em contato com o Inep pela Página do Participante, ou pelo telefone 0800-616161, e terá direito a fazer a prova na data de reaplicação do Enem, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

 

*Por Mariana Tokarnia / Agência Brasil

*Edição: Aline Leal

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Adolescente confessa plano na morte do pai em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) apreendeu uma adolescente de 16 anos, na madrugada de segunda-feira (22), por volta de 4h, acusada de cometer o ato infracional análogo ao de homicídio contra o próprio pai. A apreensão aconteceu na Comunidade União da Vitória, bairro Tarumã, zona oeste de Manaus.

De acordo com a delegada Elizabeth de Paula, titular da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI) , o fato ocorreu também na madrugada da segunda-feira, por volta de 1h, no mesmo local no qual a adolescente foi presa. Ela teria planejado o crime há, pelo menos, uma semana.

“A menor teria deixado a porta de casa aberta para que dois homens adentrassem a residência e praticassem o crime. Eles estavam portando facas e desferiram golpes enquanto a vítima estava dormindo. O pai da adolescente ainda conseguiu se defender e revidar as agressões contra um dos homens, que foi morto no local. Já o segundo indivíduo acabou fugindo do local”, detalhou a autoridade policial.

O pai da acusada chamou ajuda, foi levado para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, localizado no bairro Adrianópolis, zona centro-sul da capital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Ainda conforme a delegada Elizabeth de Paula, já havia de um desgaste por parte da adolescente para com o pai em sua relação familiar. “A menina confirmou ter planejado o ato contra o pai. Contou que ele sempre foi bastante agressivo com ela, e que suas irmãs e sua mãe eram, frequentemente, agredidas pelo mesmo. E para tentar protegê-las, a adolescente teria feito o acordo com os dois homens”, revelou a autoridade policial.

A adolescente de 16 anos vai responder por ato infracional análogo ao crime de homicídio e foi encaminhada à Unidade de Internação Provisória (UIP), localizada na Avenida Desembargado João Machado, bairro Alvorada, zona centro-oeste, onde aguardará decisão da Justiça.

Com informações da assessoria

Continue lendo

Amazonas

Criança morre no interior do AM após receber 4 anestesias para enfaixar braço quebrado

Avatar

Publicado

em

Por

Um menino de 6 anos morreu no sábado (20), em Manicoré (AM), após receber quatro anestesias para enfaixar um braço quebrado. A informação é da mãe do menino, Sandy Freitas, que chegou a acompanhar a aplicação das doses. O G1 tenta contato com a Secretaria de Estado da Saúde e com a Secretaria Municipal de Saúde do município, distante 330 quilômetros de Manaus, para um posicionamento oficial.

Saimon Gabriel Freitas Neri da Costa deu entrada no hospital Dr. Hamilton Cidade na quinta-feira (18), após sofrer um acidente de moto com o pai, que também ficou internado. Na colisão, a criança fraturou o braço e foi levada à unidade hospitalar, mas no sábado ainda não tinha imobilizado o membro. A mãe conta que o menino foi levado à sala do procedimento por volta de 21h30.

Segundo a mãe, o médico aplicou três anestesias locais antes de enfaixar o menino. No entanto, ao ver que a criança continuava acordada e sentindo dor, teria aplicado uma quarta anestesia, geral. A mãe, que continuava na sala de procedimentos, disse que começou a prestar atenção nos sinais vitais da criança.

“Vi o pezinho dele ficar branco, branco. Depois toquei no coração dele, senti ficando fraco e quando eu falei para o médico, ele verificou que a boca dele estava ficando roxa e aí começou a fazer uma massagem para tentar reanimá-lo”, disse aos prantos.

Em seguida, os médicos levaram o menino para outra sala do hospital onde, segundo a mãe, ele foi intubado. Ela afirmou que não pôde entrar na sala e que a notícia do falecimento só foi dada por volta de 22h30. A criança foi enterrada dois dias depois e a mãe espera justiça pelo filho.

Fonte: G1 Amazonas

Continue lendo

Amazonas

Homem é morto na calçada de casa no bairro do Zumbi dos Palmares

Avatar

Publicado

em

Por

Na noite da última quarta-feira (24), um homem identificado como Dilson da Silva Galvão, de 28 anos, foi brutalmente alvejado a tiros e morreu na calçada de casa, na rua Padre Josimo, bairro Zumbi dos Palmares, zona leste de Manaus.

De acordo com informações de moradores da região, dois homens se aproximaram da casa da vítima, afirmaram serem entregadores de lanche e ao entrarem na vila em que Dilson mora, foram rapidamente até o kitnet dele e efetuaram dois disparos fatais.

Moradores e familiares ainda tentaram socorrer Dilson, levando-o para a calçada enquanto o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estava a caminho, mas ele acabou agonizando até a morte alí mesmo.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para remover o corpo da vítima. O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

 

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus