Conecte-se conosco

Cidades

‘BR-319 é trafegável e não tem impeditivo ambiental para asfaltar’, diz David Almeida

Avatar

Publicado

em

“Em dez dias de inspeção pela BR-319, técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) não encontraram nenhum impasse ambiental que justifique o não asfaltamento da rodovia, que liga Manaus a Porto Velho (RO)”, afirmou o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida, nesta terça-feira (21).

O parlamentar, na companhia dos deputados Abdala Fraxe, Platiny Soares e Francisco Souza, com apoio do Exército Brasileiro e outras entidades, realizou uma expedição de quatro dias – percorrendo 2.400 quilômetros – pelas rodovias BR-319 e BR-230, também conhecida como ‘Transamazônica’.

David Almeida obteve a informação sobre o Ibama quando chegou ao quilômetro 400, após se encontrar com o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), Fábio Galvão.

“Nós encontramos o superintendente do Dnit, no quilômetro 400, de Manaus à Humaitá, e fiquei sabendo que o Ibama esteve presente fazendo inspeção durante 10 dias nessa rodovia e não encontrou nenhum problema, nenhum impasse ambiental”, salientou o deputado.

O presidente da Aleam disse ainda que, durante a viagem pela estrada (de Manaus à Humaitá; de Humaitá até Lábrea; de Lábrea à Humaitá e de Humaitá até Apuí), não foi encontrado nenhum animal silvestre transitando ou atravessando a rodovia, como também não foi avistado nenhum animal morto ao redor da estrada.

David observou ainda que, logo após a expedição, voltou com a convicção de que a estrada existe e tem trafegabilidade, porém, ainda falta união e vontade política para conquistar o asfalto que a BR-319 tem, por exemplo, no trecho de Rondônia.

Presidente da Aleam, deputado David Almeida – Foto: Divulgação

“Hoje temos, pelo menos, quatro empresas de ônibus que fazem esse percurso diariamente. É possível trafegar no limite de velocidade permitido, numa estrada que hoje é de piçarra e barro”, afirmou o presidente.

O deputado também lembrou que, no ano passado, parlamentares de Rondônia e do Acre vieram ao Amazonas pedir apoio para reforçar a luta pelo asfaltamento da BR-319, no trecho do território amazonense. Ele contou ainda que, na ocasião, faria o trecho de volta para conhecer a situação das rodovias BR-319 e BR-230.

“Por que a BR-319 é asfaltada no trecho de Rondônia e não é no Amazonas? Por falta de entendimento entre os políticos do nosso Estado. Agora, sabe por que os deputados, senadores e governadores do Acre e de Rondônia vieram aqui? Porque quando o interesse é do povo, eles se unem independentemente de bandeiras partidárias. E é isso que queremos fazer aqui, unir forças para realizar o sonho dos amazonenses de sair do isolamento”, ressaltou.

David Almeida afirmou que, atualmente o Dnit do Amazonas possui três frentes de obras de manutenção e recuperação no Amazonas – sendo uma no percurso de 405 quilômetros do trecho do meio, outra no trecho de Humaitá à Lábrea – da BR-230, ‘Transamazônica’ – e também no trecho de Humaitá até Santo Antônio do Matupi. “E agora falta levar a recuperação lá na estrada de Matupi até Apuí”, avaliou o deputado.

Além disso, o presidente da Aleam declarou ainda que não prometeu fazer o asfaltamento dessa importante rodovia, mas reafirmou que, juntamente com os colegas deputados, irá bater nas portas do Ministério da Integração Nacional, Ministério dos Transportes, da Casa Civil da Presidência da República, no Ibama, no ICMBio, do Ministério do Meio Ambiente.

“Vamos buscar encontrar a solução para que nós possamos dar ao povo amazonense, que vive no entorno da BR-319, a condição de trafegar nesta rodovia asfaltada”, concluiu.

*Com informações da assessoria

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Ernesto Araújo pede demissão do Ministério das Relações Exteriores

Avatar

Publicado

em

Por

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, pediu demissão do cargo nesta segunda-feira (29).

O pedido ocorre após pressão de parlamentares, inclusive dos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

A situação política de Ernesto vinha se deteriorando nos últimos dias. No Congresso, a avaliação é de que a atuação do ministro isolou o Brasil no cenário internacional e prejudicou a obtenção de doses de vacina contra a Covid-19.

Ernesto adotou em sua gestão os mesmos princípios da política externa do ex-presidente norte-americano Donald Trump. Essa postura gerou atritos com importantes parceiros comerciais, como a China, principal destino das exportações brasileiras, além de maior produtor de insumos para vacinas no mundo.

Continue lendo

Cidades

Trecho da Avenida Torquato Tapajós segue interditado após cratera ‘engolir’ caminhão

Avatar

Publicado

em

Por

Um trecho da Avenida Torquato Tapajós segue interditado na manhã desta quarta-feira (10), após uma tubulação de rede de drenagem se romper e uma cratera se abrir durante a tarde desta terça. Uma carreta chegou a tombar no local durante o ocorrido. Com a interdição, houve a necessidade de realizar um contra fluxo de veículos em outra via da avenida.

Na manhã desta quarta-feira (10), o diretor de operações do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Stanley Ventilari, explicou que o contra fluxo de veículos foi realizado para os veículos que trafegavam na via no sentido Centro – bairro, onde a cratera se abriu.

“Os veículos são desviados para a estação de transferência do conjunto Santos Dumont, entra num contra fluxo de aproximadamente 300 metros e com a abertura do canteiro central, eles desviam normalmente para a sua rota indo na direção da área Norte”, explicou.

Continue lendo

Brasil

Petrobras sobe preços da gasolina e do diesel mais uma vez

Avatar

Publicado

em

Por

Petrobras

A Petrobras vai elevar mais uma vez os preços da gasolina e do diesel nas refinarias a partir de terça-feira (2), informou a companhia nesta segunda-feira, por meio da assessoria de imprensa. A nova alta vem pouco mais de uma semana após o presidente Jair Bolsonaro pedir a substituição do presidente da petroleira.

O preço médio de venda da gasolina passará a ser de R$ 2,60 por litro, alta de R$ 0,12 por litro (4,8%), enquanto o diesel passará a média de R$ 2,71 por litro, aumento de R$ 0,13 por litro (5%).

É a quinta alta do ano nos preços da gasolina, e a quarta no valor do litro do diesel. Em dezembro, o litro da gasolina custava em média R$ 1,84. Já o do diesel saía a R$ 2,02.

Alta também no gás de cozinha

Também vai ficar mais caro, a partir de terça, o gás de botijão. O preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras passará a ser de R$ 3,05 por kg (equivalente a R$ 39,69 por 13kg), refletindo um aumento médio de R$ 0,15 por kg (equivalente a R$ 1,90 por 13kg) – uma alta de cerca de 5%.

A Petrobras encerrou o quarto trimestre de 2020 com lucro recorde de R$ 7 bilhões, apesar do momento de crise. Segundo a Economatica, o resultado é tanto recorde nominal entre as empresas brasileiras como também quando se ajustam os valores dos maiores lucros da história pela inflação.

Fonte: G1

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2021 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus