Conecte-se conosco

Mundo

Presidente do Peru é ameaçado de investigação se não aceitar ser interrogado

Avatar

Publicado

em

Pedro Pablo Kuczynski

A comissão parlamentar que investiga as implicações da Operação Lava Jato no Peru ameaçou, nessa segunda-feira (26), o presidente do país, Pedro Pablo Kuczynski, de incluí-lo como investigado se nos próximos dez dias não escolher uma data para ser interrogado como testemunha. A informação é da Agência EFE.

“Quando um convidado, como testemunha, se nega a comparecer perante a comissão, dificulta o desenvolvimento da mesma. Portanto, pode passar à condição de investigado”, disse a congressista do partido fujimorista Força Popular, Rosa Bartra, presidente da comissão investigadora.

No requerimento enviado a Kuczynski, a comissão também pede que ele apresente informações sobre suas contas bancárias e declarações de impostos no Peru e nos Estados Unidos, que ele mesmo se comprometeu a entregar, segundo Bartra.

A parlamentar fujimorista lembrou que se a comissão o incluir entre os investigados poderá solicitar o levantamento dos seus segredos constitucionalmente protegidos como o bancário, tributário, mercado de ações e o telefônico. “Para uma investigação, não há limitações”, completou.

Rosa Bartra lembrou que a comissão da Lava Jato enviou seis convocações ao presidente, das quais só obtiveram resposta em duas ocasiões. Na primeira, Kuczynski disse que responderia às perguntas dos congressistas por escrito, mas nunca pessoalmente, pois chamou a comissão de “circo”.

Em dezembro, quando o Congresso propôs uma moção para destituí-lo, o presidente anunciou a disposição de comparecer perante o grupo parlamentar mas, após seguir no cargo, disse que não faria isso antes que a Promotoria interrogasse o ex-diretor da Odebrecht no Peru Jorge Barata, o que está previsto para ocorrer hoje e amanhã no Brasil.

Bartra informou que a comissão que preside remeteu ao promotor da Nação (procurador-geral), Pablo Sánchez, um documento interrogatório elaborado por vários legisladores para que seja levado em consideração no interrogatório de Barata, responsável pelas propinas entregues pela Odebrecht no Peru.

Kuczynski deve responder por ter se beneficiado, supostamente, com os US$ 782 mil cobrados à Odebrecht por trabalhos em sua empresa de consultoria Westfield Capital entre 2004 e 2007, quando era ministro do governo do ex-presidente Toledo e a companhia era administrada pelo empresário chileno Gerardo Sepúlveda.

Estão sendo investigadas também cerca de 140 transferências bancárias em contas de Kuczynski que supostamente o envolvem com a Odebrecht, Westfield e First Capital, a empresa de consultoria de Sepúlveda, segundo relatório que o Banco de Crédito do Peru (BCP) entregou à promotoria, de acordo com veículos de imprensa locais.

*É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados.

Por Agência Brasil

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Câmara dos Deputados dos EUA começa a debater impeachment de Trump

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução/Internet

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos começou a debater nesta quarta-feira a legislação para o impeachment do presidente Donald Trump pela segunda vez em seu mandato.

A Câmara deve primeiro realizar uma votação estabelecendo regras para o debate de quarta-feira. Superada essa etapa, como esperado, abrirá caminho para uma votação ao longo do dia para aprovar um artigo de impeachment acusando Trump de incitar insurreição em um discurso que ele fez na semana passada que levou à invasão do Capitólio dos EUA.

De acordo com o deputado Steny Hoyer, segundo democrata mais importante na Câmara, A Casa Legislativa planeja enviar o artigo de impeachment ao Senado ainda esta semana.

“Não há razão para que não possamos enviá-lo esta semana. Pretendemos fazer isso”, afirmou ele à MSNBC em uma entrevista nesta quarta-feira, citando discussões com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi.

A cerimônia de posse do presidente eleito dos EUA, Joe Biden, ocorre em 20 de janeiro.

 

*Por Richard Cowan / Reuters 

Continue lendo

Mundo

Arábia Saudita anuncia criação de cidade ecológica sem carros

Avatar

Publicado

em

Por

Príncipe Mohammed bin Salman - Foto: Saudi Royal Court/REUTERS

A Arábia Saudita, o maior exportador mundial de petróleo bruto, anunciou a criação de uma cidade ecológica com “zero carros, zero estradas, zero emissões de CO²” no Neom, área no noroeste do país que se encontra em desenvolvimento.

(mais…)

Continue lendo

Mundo

Covid-19: EUA ultrapassam pela primeira vez 4 mil mortes em 24 horas

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: REUTERS / Mike Blake

Os Estados Unidos ultrapassaram pela primeira vez as quatro mil mortes em 24 horas devido ao novo coronavírus, segundo fontes oficiais, enquanto especialistas do país alertam que a pandemia vai piorar este mês.

O país registrou ontem (7) o recorde de 4.033 mortes atribuídas à covid-19, segundo dados do Covid Tracking Project (Projeto de Rastreamento Covid).

Segundo dados oficiais, o número total de mortes pela pandemia já chega aos 365,4 mil no país, o mais afetado pela covid-19, com mais de 21,5 milhões de pessoas infectadas entre os 88 milhões de casos positivos registrados em todo o mundo.

Anthony Fauci, o principal especialista em doenças infecciosas, que será o conselheiro do presidente eleito Joe Biden, observou que o número diário de mortes continuará a aumentar nas próximas semanas e recomendou paciência com o programa de vacinação que está sendo preparado para todo o país, segundo a mídia local.

Em entrevista a uma rádio norte-americana, Fauci disse que o alto número de óbitos provavelmente continuará e é um reflexo do aumento de viagens e reuniões durante os feriados mais recentes.

“Acreditamos que as coisas vão piorar à medida que entrarmos em janeiro”, disse, sublinhando que ainda é possível “reduzir essa aceleração” com a adesão estrita a medidas de saúde pública, como distanciamento social e uso de máscaras.

De acordo com o jornal The New York Times, até agora pelo menos 5,9 milhões de pessoas nos Estados Unidos receberam uma dose de uma das duas vacinas contra a covid-19 que foram aprovadas, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças.

Esse número está bem abaixo da meta estabelecida pelas autoridades federais, que planejam vacinar pelo menos 20 milhões de pessoas antes do fim de dezembro.

 

*Fonte: RTP

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus