Conecte-se conosco

Política

Procurador que livrou Alckmin de rota da Lava Jato é primo de um velho aliado do tucano

Avatar

Publicado

em

O procurador que tirou Geraldo Alckmin da mira da Lava Jato é primo-irmão de um velho aliado do tucano. O vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, é primo de José Agripino Maia. O senador do DEM chegou a ser cotado para disputar a eleição presidencial como vice de Geraldo Alckmin em 2006, mas foi preterido pelo então senador José Jorge.

Por sugestão do procurador, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) enviou o inquérito por propina de R$ 10 milhões em campanha do ex-governador do PSDB para a Justiça Eleitoral. As informações são de Bernardo Mello Franco.

Nesta semana, o procurador pediu ao STJ que enviasse o inquérito contra Alckmin à Justiça Eleitoral, e não ao braço paulista da Lava Jato, o que tirou o tucano da rota da operação.

Na prática, isso significa um salvo-conduto para o tucano disputar a eleição sem ter problemas com a polícia.

Perfil

Natural de Pombal, Paraíba, Luciano Mariz Maia nasceu em 15 de abril de 1954. Ele é formado em Bacharel em Direito pela Universidade Federal da Paraíba, Mestre em Direito pela Universidade de Londres e Doutor em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco.

Foi Promotor de Justiça no Estado do Rio Grande do Norte entre 1982 e 1991; Secretário de Estado (Secretaria do Governo) do Estado da Paraíba no período de 1987 a 1988; Diretor Geral do Tribunal Regional Federal da 5ª Região nos de 1989 a 1990; e Assessor da Presidência do Tribunal Regional Federal da 5ª Região entre 1990 e 1991.

De acordo com o Ministério Público Federal, Maia assumiu a vice-procuradoria geral da República em 2017 e foi subprocurador-geral da República desde 2012. Já atuou perante as 5ª e 6ª Turmas do STJ. Ele também atuou como coordenador da Câmara de Populações Indígenas e Comunidades Tradicionais (6CCR/MPF), tendo sido por quatro anos procurador federal dos direitos do cidadão adjunto.

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Deputado do AM é diagnosticado com Covid-19 e viaja para SP em busca de tratamento

Avatar

Publicado

em

Segundo uma fonte não revelada, o deputado Felipe Souza teria sido diagnosticado com Covid-19 e viajado à SP para tratar da doença - Foto: Reprodução/Internet

Enquanto Manaus vive um cenário de horror e desespero, em meio ao colapso da saúde no estado devido à segunda onda da pandemia, políticos buscam tratamento fora da capital amazonense. Segundo informações que circulam em grupos de WhatsApp, nesta sexta-feira (15), o deputado estadual Felipe Souza (Patriota) teria sido diagnosticado com Covid-19 e viajado à São Paulo, no último domingo (10), para tratar da doença em um hospital da rede privada. (mais…)

Continue lendo

Cidades

Em fim de semana, vereador Wanderley Monteiro visita comunidades que sofrem com bueiros entupidos

Avatar

Publicado

em

Por

O vereador tem aceitado convites da população para visitar as comunidades quem têm sofrido com as alagações devido à obstrução de bueiros - Foto: Divulgação

Há dez dias cumprindo seu mandato, o vereador Wanderley Monteiro (Avante) têm aceitado convites da população que o procura, por meio de suas redes sociais, para visitar as comunidades quem tem sofrido com as alagações devido à obstrução de bueiros. As demandas tem aumentado por causa das fortes chuvas desse período. (mais…)

Continue lendo

Manaus

Vereador Capitão Carpê Andrade envia ofício a PM solicitando que policiais não sejam obrigados a permanecer de prontidão em quarteis

Avatar

Publicado

em

Por

O vereador Capitão Carpê Andrade (Republicanos) apresentou na manhã desta terça-feira (5) um ofício ao subcomandante da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Coronel Negreiros, solicitando a revogação da ordem de prontidão para os policiais militares. A medida vinha sendo aplicada em decorrência do Decreto Nº 43.234/2020, que determina o fechamento das atividades não essenciais no Amazonas pelo prazo 15 dias, para conter o avanço da Covid-19.

A “Ordem de Prontidão” estabelece que o efetivo dos policiais deve permanecer de prontidão nos quartéis para atuar caso seja necessário, como em manifestações ou aquele estabelecimento que não seguir as regras do decreto.

Entretanto, o parlamentar alega que o policial militar pode ficar exposto às aglomerações nos quartéis e colocando em risco a vida de outros policiais.

“Não entendo essas determinações de prontidão da tropa uma vez que esses homens ficam cada vez mais expostos ao contato do vírus. Não seria mais prudente ficar de prontidão em casa?”, questiona.

O Capitão Carpê Andrade acredita que a determinação é contraditória com as próprias recomendações da Fundação de Vigilância Sanitária (FVS-AM), que determinou providências para conter o avanço da doença em decorrência do aumento de casos de contaminação e mortes por Covid-19, tendo em vista que a probabilidade de ocorrer contaminação dentro do efetivo da PMAM é muito grande.

De acordo com o documento, o vereador sugeriu que se adotem medidas para que o policial militar fique em sobre aviso em sua residência, em segurança, e caso necessário seja acionado por via de qualquer recurso tecnológico.

“Na corporação, muitos militares se sentem esquecidos e desrespeitados. O momento é de unir forças, nossa categoria vem trabalhando incansavelmente durante a pandemia”, ressaltou.

Informações da assessoria

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus