Conecte-se conosco

Amazônia

Simpósio Internacional de Meio Ambiente reúne 1.800 pessoas em Manaus

Avatar

Publicado

em

Na semana em que completa 69 anos, o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) realiza o 2º Simpósio Internacional sobre Gestão Ambiental e Controle de Contas Públicas, que reunirá autoridades e especialistas do mundo todo para debater o papel dos órgãos de controle na proteção ambiental.

O evento será realizado no período de 17 a 19 de outubro e reunirá 1.800 pessoas no Centro de Convenções Vasco Vasques. Serão mais de 20 palestrantes, entre representantes da Universidade Tsinghua, da China, autoridades do controle externo de Moçambique e o ambientalista e biólogo norte-americano Thomas Lovejoy, considerado o “pai da biodiversidade” e estudioso da Amazônia há mais de 50 anos, além de vários ministros.

As discussões girarão em torno de sete eixos, que incluem redução do desmatamento, conservação ambiental, áreas protegidas e controle ambiental. Ao término das discussões será elaborada a Carta da Amazônia – documento que compilará o resultado dos debates e propostas para ações voltadas à preservação do meio ambiente.

SERVIÇO:

O QUÊ: 2º Simpósio Internacional sobre Gestão Ambiental e Controle de Contas Públicas

QUANDO: 17 a 19 de outubro

ABERTURA: dia 17, às 18h30

ONDE: Centro de Convenções Vasco Vasques

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Festival em barco de luxo é flagrado com mais de 60 turistas no rio Amazonas, em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

Um festival realizado dentro de uma embarcação de luxo foi flagrado pela polícia, na noite desta terça-feira (6), no rio Amazonas, nas proximidades de Manaus (AM). Mais de 60 turistas, entre estrangeiros e visitantes de outros estados brasileiros, foram presos em flagrante.

A Polícia Civil informou que recebeu denúncias sobre o evento por meio de publicações nas redes sociais. Equipes da Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) foram acionadas ao local onde o barco estava ancorado.

Conforme decreto estadual, segue proibida, desde janeiro, a realização de reuniões comemorativas, tanto em espaços públicos quanto privados. A medida visa impedir um novo surto de Covid, que provocou a segunda onda da doença no Amazonas entre janeiro e fevereiro.

Até esta terça-feira, mais de 12,1 mil pessoas morreram com Covid no Amazonas.

O festival, intitulado ‘Amazon Imersion’, começou na sexta-feira (2) e deveria ser encerrado nesta terça. Ele prometia uma imersão na floresta amazônica, com roteiros culturais e festas.

O evento exigia que os participantes apresentassem testes RT-PCR de Covid, feito em até 72h antes do embarque. Os valores para o festival eram cobrados em dólar, de U$ 1.100 (R$ 6.149) até U$ 2.100 (R$ 11.739).

Fonte: G1

Continue lendo

Amazonas

Boca do Acre, no AM, decreta situação de calamidade pública

Avatar

Publicado

em

Por

A Prefeitura da cidade de Boca do Acre, no Amazonas, decretou na terça-feira (23) situação de calamidade pública em razão da cheia dos rios Acre e Purus. A inundação já compromete o atendimento em unidades de saúde e atividades escolares. São mais de 6 mil pessoas afetadas.

(mais…)

Continue lendo

Amazônia

Rio Branco decreta situação de emergência devido à cheia do Rio Acre

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Marcos Santos / Agência Pará

A cheia do Rio Acre já prejudica ao menos 13,7 mil pessoas em Rio Branco (AC). Cerca de 200 pessoas tiveram que ser levadas para abrigos provisórios. O transbordamento do rio – o segundo registrado este mês – já atingiu pelo menos 2,9 mil residências de 24 bairros da capital, agravando a crise sanitária decorrente da pandemia do novo coronavírus (covid-19) e o surto de dengue que a cidade já vinha enfrentando.

Ontem (16) à noite, o prefeito Tião Bocalom decretou situação de emergência. O decreto permite ao Poder Público agilizar a aquisição de produtos e serviços necessários ao atendimento às populações afetadas, permitindo à prefeitura contratar serviços temporários e efetuar compras consideradas essenciais sem precisar de licitação. Além disso, o reconhecimento da gravidade da situação possibilita aos gestores municipais pedir recursos emergenciais aos governos estaduais e federal para ações de assistência e de restabelecimento e manutenção de serviços essenciais.

Até a noite desta terça-feira, ao menos 24 bairros de Rio Branco já tinham sido afetados pela cheia do rio. Segundo o coordenador da Defesa Civil, Cláudio Falcão, ao menos 2.740 residências foram atingidas. “É uma situação grave que justifica a decretação de situação de emergência pela inundação do Rio Acre”.

A prefeitura montou “módulos habitacionais” provisórios dentro do Parque de Exposições Wildy Viana, onde algumas famílias desabrigadas começaram a ser instaladas ontem à tarde.

Conforme o Boletim de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Acre, do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), no fim da tarde de ontem o nível do Rio Acre atingiu, às 18h, 1,74 metros acima da cota de transbordamento do curso d´água, que é de 14 metros – o alerta de risco de transbordamento é disparado quando a água chega a 13,50 metros.

O boletim da CPRM aponta para uma redução gradual do volume d´água no Rio Acre a partir de hoje (17).

Emergência

O governador do Acre, Gladson Cameli, a também declarou situação de emergência em áreas afetadas por inundações e enxurradas em Rio Branco e em mais nove cidades acrianas (Cruzeiro do Sul; Feijó; Jordão; Mâncio Lima; Porto Walter; Rodrigues Alves; Santa Rosa do Purus; Sena Madureira e Tarauacá).

Também por decreto, o governo estadual criou um gabinete de crise para integrar os esforços de diversas secretarias e órgãos de governo para atender não só às pessoas prejudicadas pelas enchentes e enxurradas, mas também pela covid-19 e pela dengue.

 

*Por Alex Rodrigues / Agência Brasil

*Edição: Fernando Fraga

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2021 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus