Conecte-se conosco

Crônicas

Trabalhadores cansados e sujos

Avatar

Publicado

em

Trabalhador cansado e sujo

Observar a vida através de um ônibus pode nos levar a experiências que, por mais simples que elas possam ser, são marcantes. E numa cidade como Manaus, onde o calor é soberano dentro de um ônibus lotado – em pleno horário de 14 horas – é algo indescritível quando a mente está liberta aos pequenos detalhes inacreditáveis que perdemos já que, muitas vezes, nos distraímos com pensamentos diversos, desejando sempre que uma pessoa interessante sente ao nosso lado, até mesmo quando fingimos estar tirando um leve cochilo ou fechamos os olhos com o fone nos ouvidos e virando a cabeça para o outro lado.

Entrando pela periferia repleta de passagens estreitas e pequenas ruas, onde o ônibus mal consegue se locomover direito; cortando becos e mais becos que parecem infinitos, onde o número de pequenas mercearias é incrível e os bares considerados de “zona vermelha” sempre estão abertos para cidadãos de bem [até mesmo aos “galerosos” que, volta e meia, vão trocar seus furtos por bebidas e cigarros].

Foi passando por esse tipo de ambiente pesado que me deparei com uma cena que ficou gravada na minha cabeça  por horas – mesmo não levando mais do que um minuto para presenciá-la. Fiquei muito impressionado e pensativo ao passar por esse lugar e ver os trabalhadores da construção civil, e dos estaleiros próximos, reunidos num desses bares pesados e perigosos, apenas para curtirem mais um domingo de maneira bastante peculiar e animada, como só eles sabem.

Ainda uniformizados, mal saindo de mais um dia de hora extra de trabalho, reúnem-se alegremente em um pequeno boteco de esquina entre os becos, completamente cansados e sujos no maior frenesi. O domingo ainda vai lhes reservar bastantes surpresas, já que os “galerosos” dos becos mais próximos ficam só observando na espreita sabendo que, logo mais, um daqueles trabalhadores cansados e sujos se tornará um alvo fácil, assim que o último se retirar ou ficar sozinho.

Esses trabalhadores cansados e sujos iniciam o domingo já pegando no pesado, quase que constantemente, enquanto a maioria da cidade ainda dorme. E ao largarem o seu árduo expediente de hora extra, só desejam alguma coisa que transforme suas vidas marcadas em um único instante. Tal desejo é bem simples e pode até parecer demagogo, mas é algo que universitários e estudantes, infelizmente, ainda desconhecem e que muitos empresários não conseguem mais sentir. É algo que homens de sucesso esqueceram pelo simples fato de, agora, só viverem em função do seu sucesso.

O desejo desses trabalhadores cansados e sujos é, simplesmente, beber um copo de cerveja bem gelada, pois, com esse desejo, eles acabam esquecendo todos os seus medos e receios por algumas horas, sentindo-se como os homens mais poderosos do mundo. Uma cerveja bem gelada num calor intenso fortalece suas vidas, alivia-os de toda a tensão e do sofrimento que passam, apagam todas as humilhações que sofrem no constante trabalho pesado em que vivem. Uma cerveja bem gelada é tudo que precisam!

 O que mais esse homem pode desejar?

Já que o estudo não foi seu forte; a sorte não lhe sorriu e o caminho do crime não lhe seduziu, ou mesmo manifestou desejo nas drogas que o mundo oferece aos montes e de graça em cada esquina!

O que mais esse homem pode desejar?

Se na sua juventude teve que trabalhar para sustentar toda a família; o exército lhe dispensou e nunca teve dinheiro para manter os estudos, mal aprendera a ler direito e nunca tivera contato com nada que não fosse do mato!

O que mais esse homem pode desejar?

Se já nascera órfão de pais, sofreu violência infantil, ou apenas é mais um imigrante do interior tentando a sorte na cidade grande – sem imaginar que a cidade era realmente grande – e que até para varrer as ruas era preciso ter diploma!

Esses homens se tornam gigantes por suas pequenas alegrias; esses homens são ricos, apesar do pequeno salário; esses homens se contentam com as suas vidas pacatas e desgastadas, vivem num mundo para qual foram habituados desde muito cedo. Nesse mundo, a força física prevalece sobre a inteligência, pois nesse mundo de trabalhadores cansados e sujos – são guerreiros e felizes – algo se cria, mas nada se transforma.

Alguns até mudam de vida ou buscam construir família, outros nem tentam lutar por isso, provavelmente porque a rotina do seu trabalho se torna uma prisão sem grades. Existem homens que bebem sua cerveja ou tomam seu chope – por pura e simples diversão – com o intuito de comemorar uma data especial ou algo do tipo; outros vão aos bares finos da cidade, muitas vezes apenas para se exibirem ou mesmo fugirem dos problemas familiares e das mágoas, enquanto outros por conta da dependência do álcool.

Uma grande maioria usa a bebida como desculpa para realizar proezas ou mesmo para misturá-la com outros vícios mais pesados; outros homens bebem sua cerveja para fugirem da solidão ou para buscarem novas conquistas e, até mesmo, para usarem como álibi em seus adultérios e erros imperdoáveis.

Mas esses trabalhadores cansados e sujos, que largam seu expediente árduo às 13 horas de domingo, bebem sua cerveja nos botecos dos becos sem medo simplesmente porque são os homens mais diferenciados que existem entre nós. E sabem por quê?

Porque eles só precisam de um copo de cerveja bem gelada para viverem felizes!

Pode não ser nada para muitos, mas, para esses homens que vivem matando um leão por dia, a felicidade verdadeira está em fazer dos seus raros momentos de alegria uma prova real de que ainda existem.

 

*Sid Sheldowt é compositor, poeta e escritor. Autor do livro Apocalipse Tribal.

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crônicas

Cenas dos próximos capítulos do Barezão 2019

Avatar

Publicado

em

Por

Ao fim desta 5ª rodada do Campeonato Amazonense de Futebol 2019, a surpresa fica por conta da ausência do atual Bi Campeão Manaus F.C que se encontra fora da zona de classificação para as semifinais do 1° turno.

Veja os resultados da última rodada:

Com apenas 7 pontos, o Manaus F.C estaria fora das semifinais e tem pela frente na 6ª Rodada o Penarol “Leão da Velha Serpa” em Itacoatiara na quarta-feira dia 27 às 16h e na 7ª e última rodada do 1° Turno o Manaus F.C enfrenta o Fast Clube no sábado de Carnaval 02/03 às 18h no Estádio Ismael Benigno.

Ao meu ver, a classificação será uma missão difícil, mas que coloca em prova o poder de reação do Bi Campeão Estadual e já deixa o novo treinador Wellington Fajardo com toda pressão pela classificação as semifinais do 1° turno, vamos aguardar as cenas do próximos capítulos.

Já na parte de cima da tabela, o Princesa do Solimões recupera a liderança da competição ao Vencer o Manaus F.C e chega aos 12 pontos, 2 a mais que o Vice líder Fast com 10 pontos. O Nacional, apesar da derrota no sábado para o Fast Clube se manteve na zona de classificação e na próxima rodada enfrenta na quarta-feira (27) na Arena do Amazônia o Iranduba, que briga para sair da incômoda zona de rebaixamento.

Já o Rio Negro segue buscando sair da lanterna da competição e antes mesmo da próxima rodada de quarta-feira (27),  onde fará o jogo de fundo na rodada dupla na Colina, terá um momento delicado com o possível afastamento se seu presidente Thales Ferçosa que segundo informações irá pedir afastamento do cargo depois de tantos anos à frente do Galo da Praça da Saudade, vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos parte 2.

Confira a classificação do Campeonato.

 

*Moisés Silva é Cronista Esportivo e Apresentador do Programa Papo Esportivo.

Continue lendo

Crônicas

O maior maluco que já existiu

Avatar

Publicado

em

Vida boêmia

Eu sou maluco por viver a vida intensamente, vivendo cada minuto como se fosse o último, pois sei que o amanhã a Deus pertence, mas o hoje pertence a mim. Por isso, durmo apenas 5 horas por dia e levo uma vida bastante agitada, e mesmo assim me considero saudável e sortudo, pois é incrível a quantidade de gente que morre sem ter tido um vício na vida [se é que viveram…]. Enquanto isso, eu vou seguindo firme e forte, graças a Deus e a minha constante maluquice! (mais…)

Continue lendo

Crônicas

O julgamento que condenou o Brasil

Avatar

Publicado

em

Martelo da Justiça

É incrível como a imbecilidade do povo brasileiro é manifestada nos momentos em que o povo mais se considera justo ou mesmo inteligente. Quando um caso de extrema importância social atinge essa massa de pobres intelectuais das novelas e dos programas sensacionalistas, é como se mexesse numa ferida que há muito estava cicatrizada e que, de repente, é aberta com a força e o auxilio dos meios de comunicação. (mais…)

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus