O filme Nasce uma Estrela começa sob a perspectiva de um músico frente ao seu público. O som é alto, muito alto, de uma maneira que faz você sentir-se na pele de um integrante da banda ou até mesmo do próprio Jackson Maine, personagem interpretado por Bradley Cooper. Maine é um cantor de sucesso, porém, sofre com o alcoolismo e o vício em drogas e parece não ter mais tanta vontade em encontrar o brilho necessário ao artista. Ele apenas toca suas músicas, vive e bebe muito.

Do outro lado da cidade está Ally, personagem de Lady Gaga. Garçonete talentosa, que tem uma entrada no mundo artístico através de suas amigas (as drag queens de um bar), que estão encantadas com seu talento e abrem um espaço em seu palco para ela. Ally tem tudo que um artista de sucesso precisa, mas foi boicotada pela própria indústria, que colocou sua confiança e autoestima no fundo do poço.

Em “Nasce uma Estrela”, Lady Gaga vive a estrela em acensão Ally, e Bradley Cooper aparece na pele de Jackson Maine, cantor country de sucesso da Warner – Foto: Divulgação

Mas o que eu quero tratar em si não é a análise do filme, e sim as palavras chaves que estão em negrito, além da expressão “shallow now” que, em inglês, traz um sentido profundo.

“Shallow, o hit de Lady Gaga, gravado em dueto com Bradley Cooper, que emocionou milhões de pessoas – além de ganhar destaque durante a apresentação do Oscar 2019 -, ganhou uma versão em português de Paula Fernandes, que interpreta a canção ao lado de Luan Santana. A cantora brasileira foi bastante criticada pelo público e a música acabou virando meme/piada nas redes sociais. O refrão virou “juntos e shallow now, o que não faz muito sentido.

Mas, afinal, qual o significado de “shallow now” que está na canção original e também na versão em português?

Primeiramente, devemos entender do que a música trata. Ela fala sobre a história de Ally e Jackson, personagens de Gaga e Cooper no filme. Enquanto Ally tem a oportunidade de trocar seu trabalho como garçonete por uma carreira artística e dividir seu talento com o mundo, Jackson enfrenta o alcoolismo – quando está bem, quer mudar de vida; quando está mal, tem medo de si mesmo.

Na canção, o casal utiliza mergulhos e profundezas como metáforas, ou seja, quando estão nas profundezas, onde ninguém pode alcançá-los ou julgá-los, é onde eles estão seguros.

Em uma cena tocante do filme (EUA, 2018), Maine aconselha a personagem de Gaga: “Se não vier do fundo de sua alma, não vai durar muito tempo. Se você não disser a verdade, está ferrada. É só você e o que tem a dizer, e as pessoas não vão escutá-la para sempre”.

A palavra ‘shallow‘ significa ‘raso‘. Quanto mais nas profundezas eles se encontram, mais conectados e seguros eles se sentem. Quando, na música em inglês, eles dizem “we’re far from the shallow now”, significa que “agora estão longe do raso”, ou seja, estão nas profundezas, onde ninguém poderá machucá-los; e que agora estão na superfície, onde tudo pode acontecer.

Existem muitos casais deprimidos juntos, que estão desempregados, com dívidas para pagar, sem perspectiva e sucesso na vida, que acabam perdendo suas expectativas e enxergam a separação como a única solução. Existe um ditado que diz “quando a pobreza bate na porta, o amor pula pela janela”.

Talvez você esteja numa espécie de “shallow now (raso agora), ou como podemos dizer, em um buraco tentando se esconder para ninguém saber de sua depressão. Você está meio sem rumo, sem saber em qual direção seguir. Então, às vezes, você encontra uma força para se reerguer que nem sabe de onde vem…

A sua força não vem de você mesmo, mas de Deus, disso você pode ter certeza (contando também com a ajuda de um psicólogo, psiquiatra ou psicanalista que sempre lhe dará uma palavra para alavancar a sua autoestima).

É hora de mudar sua vida… saia da sua zona de conforto, saia do shallow now e venha para a superfície, venha encarar a vida de frente! E saiba dos muitos que tiram a sua vida não têm medo de morrer, mas medo de viver, pois para alguns parece mais fácil tirá-la do que suportar os desafios.

Para você que pretende assistir Nasce Uma Estrela, eis uma dica: assista com o coração e se entregue a esta história tão linda e tocante. Se for pra chorar, chore! Se for pra rir, ria! Você precisa viver, ainda que o mundo diga que não. Deus abençoe sua vida e seu relacionamento. Shalom!

*Elias Moura é Psicanalista e Teólogo.

1 Comentário

  1. Anita amorim

    24/05/2019 em 16:52

    Uau..amei a matéria.. Parabéns

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Saiba se você tem o transtorno de Narciso

NARCISISTA EU? Estou deixando um link para você ver a estória e compreender melhor esse tr…