Conecte-se conosco

Amazonas

Vereador Capitão Carpê sugere que Prefeitura vacine frequentadores de festas clandestinas por último

Publicado

em

Na sessão plenária desta segunda-feira (29/03), na Câmara Municipal de Manaus, o vereador Capitão Carpê Andrade (Republicanos) repudiou frequentadores de festas clandestinas. Como forma de desencorajar a prática, que fere o Decreto Estadual que proíbe aglomerações, o parlamentar sugere que a Prefeitura de Manaus vacine por último todas as pessoas que forem pegas participando de comemorações ilegais.

Carpê solicita ao prefeito David Almeida que seja feita a listagem das pessoas detidas pela polícia a fim de que elas sejam imunizadas por último. “Diversão em meio ao luto da pandemia. Jovens cometendo crime contra a saúde pública. Milhares de trabalhadores informais estão respeitando as restrições há mais de um ano, sendo prejudicados por pessoas irresponsáveis. A Polícia Militar não tem estrutura suficiente para fiscalizar esses locais, porque precisa atender outras ocorrências na cidade. Combater festas clandestinas é mais difícil que combater o próprio vírus”, afirmou o vereador.

Conforme o decreto em vigor no Amazonas o horário de circulação de pessoas segue restrito das 21h às 6h, exceto para casos de extrema necessidade. As restrições são para impedir o avanço da Covid no estado. Desta forma, segundo o decreto está proibido em todo o Amazonas a realização de reuniões comemorativas nos espaços públicos, clubes e condomínios, bem como a realização de eventos e casamentos, independente da quantidade de público.

O vírus já matou mais 11 mil pessoas no Amazonas e infectou mais de 295 mil pessoas.

Fotos: Ítalo Sena

Informações: assessoria de comunicação

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Vazante dos rios coloca nove municípios em situação de alerta no Amazonas

Publicado

em

Por

O processo de vazante dos rios fez com que 9 municípios entrassem em situação de alerta no Amazonas, já que em alguns pontos há previsão de estiagem severa. O balanço foi divulgado pela Defesa Civil estadual, nesta segunda-feira (13).

O Centro de Monitoramento e Alerta (Cemoa) apontou que, atualmente, é observado que a faixa Sudoeste do estado experimentou o reflexo da escassez de chuvas promovidos pelo período de estiagem.

Isso pode levar a impactos de forma pontual, sobretudo nas áreas que compreendem as calhas do Alto e Médio Juruá, Alto Purus e Alto Solimões.

Os municípios em Alerta são:

  1. Guajará;
  2. Ipixuna;
  3. Itamarati;
  4. Eirunepé;
  5. Envira;
  6. Carauari;
  7. Boca do Acre;
  8. Pauini; e
  9. Canutama.

Em situação de atenção, são 13 cidades: Humaitá, Apuí, Manicoré, Novo Aripuanã, Borba, Nova Olinda do Norte, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Tabatinga, São Paulo de Olivença, Amaturá, Santo Antônio do Iça e Tonantins.

Conforme a Defesa Civil, o cenário futuro indica o retorno das chuvas, tendo em vista que o período seco já se encerra no mês de setembro. Em outubro, já deve ocorrer a transição entre a estação seca para chuvosa, em que se espera retorno das chuvas.

Veja a matéria completa: G1 Amazonas http://encurtador.com.br/degtv

Continue lendo

Amazonas

Setembro Amarelo: Vereador Capitão Carpê realizou a 3ª edição da campanha “Ainda não é sua última viagem”

Publicado

em

Por

Fotos: Messias Sena

A campanha “Ainda não é a sua última viagem” busca conscientizar e prevenir o suicídio. Dados da OMS indicam que 90% dos casos poderiam ser evitados.

O vereador Capitão Carpê Andrade (Republicanos) realizou, na tarde desta sexta-feira (10), Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, a 3º edição da campanha “Ainda não é sua última viagem”, em alusão ao Setembro Amarelo.

A campanha foi realizada na cabeceira da Ponte Jornalista Phelippe Daou, conhecida como ponte Rio Negro, Zona Oeste da cidade. O local ficou marcado por casos de suicídio.

A ação visa sensibilizar e comunicar que o suicídio é um problema de saúde pública que pode ser evitado com intervenções por parte do poder público junto com a população.

O vereador iniciou a campanha em 2019, quando ainda atuava como comandante da 8ª Cicom, companhia que atende ao bairro Compensa, onde está localizada a ponte Rio Negro. Após atender a várias ocorrências de tentativa de suicídio no local, o policial decidiu encabeçar uma ação preventiva com as vítimas.

O objetivo inicial era alertar a sociedade para essas ocorrências cada vez mais frequentes. Carpê logo mobilizou um batalhão de voluntários, formado por seus amigos, familiares e seguidores das redes sociais que se prontificaram em ajudar.

A caminhada com entrega de folhetos contendo endereços das unidades de saúde e telefones úteis, que a população pode entrar em contato de forma gratuita para receber atendimento por profissionais da saúde voluntários.

Representando quase nove mil pessoas na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o parlamentar falou da importância de intensificar a campanha e como ajudar na conscientização sobre o tema.

“Quem comete suicídio, não quer morrer, eles querem se livrar do que os afligem. Amigos e familiares devem se dispor a ajudar essas pessoas, quem sofre com depressão não quer falar, é preciso está atento aos sinais e, se não se sentir capaz de lidar com a situação, buscar ajuda. Não podemos fechar nossos olhos para o problema do próximo. Estou fazendo 1% junto com minha equipe, familiares, amigos e voluntários, mas devemos fazer muito mais. Se cada um fizer um pouco, podemos mudar essa triste estatística. É necessário falar sobre esse assunto, agir e salvar vidas”, afirmou o capitão.

A ação será encerrada no sábado (11), ás 17hs, com caminhada sobre a ponte e soltura de balões em conscientização ao suicídio.

Em nove meses de trabalho o vereador apresentou Projetos de Lei direcionados a pessoas com sintomas ou em tratamento contra a depressão. Entre eles, foi apresentado o Projeto de Lei nº 314/2021, sobre a obrigatoriedade da presença de profissionais de Psicologia e Serviço Social nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Também foi proposto pelo parlamentar a criação da primeira Base de Valorização à Vida, na ponte sobre o Rio Negro, oferecendo acolhimento psicossocial, rondas diárias com apoio da Polícia Militar e entrega de cartilhas com informativos necessários como telefones de contato gratuitos.

informações assessoria de comunicação
Fotos: Messias Sena

Continue lendo

Amazonas

Com surto de rabdomiólise, governo determina restrições no consumo de peixes em Itacoatiara

Publicado

em

Por

A Fundação de Vigilância e Saúde do Amazonas (FVS-RCP) publicou, na noite desta quarta-feira (1º), um comunicado com orientações quanto às restrições do consumo de pescado extrativo (oriundo de lagos e rios) no município de Itacoatiara (AM)pelos próximos 15 dias.

A medida visa conter a proliferação da rabdomiólise na região, síndrome associada à Doença de Haff, conhecida como “doença da urina preta”. Até a noite desta quarta-feira, 52 casos já haviam sido confirmados em todo o Amazonas.

O comunicado informa que, devido às evidências de casos de rabdomiólise relacionados a ingestão de pescados, a FVS orienta a população de Itacoatiara a restrição temporária do consumo dos peixes Pirapitinga, Pacu e Tambaqui, de origem de pesca em rios e lagos, sendo essas as espécies que podem estar associadas ao aumento de casos.

O documento esclarece, ainda, que o pescado com origem de criadores em tanques de piscicultura não está associado aos casos da doença, além de outras espécies de peixes encontrados nas bacias de rios e lagos da região.

A recomendação para os demais municípios é de alertar a rede de saúde para a identificação de possíveis novos casos e orientar a população quanto aos sinais e sintomas da doença.

Segundo o documento, até esta quarta, foram notificados 52 casos de rabdomiólise, sendo 36 casos em Itacoatiara, 2 em Manaus, 1 em Autazes, 1 em Caapiranga, 4 em Silves, 3 em Parintins, 4 em Borba e 1 em Maués, além de 1 óbito de uma pessoa residente no município de Itacoatiara.

O Governo do Estado, por meio da FVS-RCP, montou uma comitiva com especialistas que atuam em diferentes órgãos do estado para se deslocar até o município de Itacoatiara, nesta quinta-feira (2), com o objetivo de investigar mais a fundo as possíveis causas e formas de combater o surto de rabdomiólise, detectado recentemente no estado.

Com informações: G1 Amazonas

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2021 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus