Conecte-se conosco

Política

Vereador Linviston afirma “Prefeito mandou transferir policiais por questões políticas”

Avatar

Publicado

em

Careiro/AM – O vereador Linvigniston Ferreira Farias (PSDC) na sessão plenária de hoje (28), realizada na Câmara Municipal do Careiro em seu discurso afirmou que o prefeito mandou transferir dois policiais por questões politicas.

A seguir transcrevemos parte do discurso do vereador Linviston na Câmara conforme gravação:

Transferência por questões politicas – O vereador disse ainda “A coisa já está ruim da forma que está, nós estamos sem policiamento, o que me estranha é o prefeito pedir para transferir policiais do nosso município por questões políticas.”

Sobre o policial – “Ele (o prefeito) está pedindo para tirar do município um dos mais atuantes da Polícia Militar contra o tráfico que é o Pimenta e veja bem o policial está fazendo um curso de pós-graduação em nosso município na UEA ao sábados, inclusive sei disso porque na mesma turma de graduação que a minha esposa faz, tentando se aperfeiçoar, tentando melhorar, tentando estudar, comprou uma casa em nosso município ou seja, ele estabeleceu um vinculo com o município, mas como tem opinião diferente do prefeito ele está sendo transferido.”

Sobre a policial – “Nós temos uma policial feminina no município, ou seja, em caso de revista, em caso de necessidade a única policial, a unica policia feminina pra fazer revista, não estou aqui defendendo questões politicas até porque pessoalmente eu não me dou com essa pessoa que é a Policial Paula Rocha que está sendo transferida por questões políticas e mandou avisou para outros policiais que se comportem ou serão todos transferidos.”

*Informações do Portal do Careiro

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

MP pede prisão preventiva de prefeito, secretários e ‘fura-filas’

Avatar

Publicado

em

Por

O Ministério Publico do Estado do Amazonas realizou o pedido de prisão preventiva do prefeito David Almeida e da Secretária Shadia Hussami Hauache Fraxe, e também o afastamento de cargo e pedido de busca e apreensão para quem furou a fila de vacinação, entre eles, as irmãs Lins também aparecem no documento.

De acordo com o pedido de afastamento de cargo público e medidas de busca e apreensão, os alvos são além do prefeito e secretária Fraxe, Luiz Cláudio de Lima Cruz, Djalma Pinheiro Pessoa Coelho, Stenio Holanda Alves, Clendson Rufino Ferreira, Sebastião da Silva Reis, Bento Martins de Souza, Jane Soares Pereira, Tamyres Kutchma de Albuquerque, Gabrielle Kirk Maddy Lins, Isabelle Kirk Maddy Lins, Ilcilene de Paula da Silva, Carlos Augusto do Couto Valle Bonfim Borborema, Fernanda Alves Bueno de Oliveira, Manoel Charlete Pereira Júnior, David Louis de Oliveira Dallas Dias, Gabriela Pereira de Aguiar, Tatiana Mota Lotti, Alessandro Silva Pontes, Carla Angelina Lima Ribeiro Frota e Jane Mará Silva de Moraes de Oliveira.

Segundo o documento “foi constatada a contratação de 10 (dez) médicos, para o cargo de Gerente de Projetos, com remuneração de cerca de R$ 9.000,00 (nove mil reais). Ademais, aponta que as tratativas para o ajuste foram iniciadas pela enfermeira/médica, Ilcilene de Paula da Silva, contando com a participação, igualmente, da Secretária Municipal de Saúde, Shadia Hussami Hauache Fraxe, pela via do aplicativo de conversas “Whatsapp”, e do Médico/Assessor, Djalma Pinheiro Pessoa Coelho, que realizou reuniões pessoais com os contratados”.

Também de acordo com as informações, foi feita a contratação de profissionais da saúde que deveriam ser encaminhados para a linha de frente no combate a Covid-19, porém, os mesmos foram nomeados como gerente de projetos, considerando assim uma declaração falsa do Prefeito David Almeida.

“As aludidas contratações se deram por meio de nomeação pelo Prefeito Municipal de Manaus/AM, David Antonio Abisai Pereira de Almeida, o qual, supostamente, inseriu declaração falsa, ao nomear médicos para exercerem atividade médica, porém, no cargo de Gerente de Projetos. Ademais, sustenta que a Secretária Municipal de Saúde, Shadia Hussami Hauache Fraxe, e o Médico/Assessor, Djalma Pinheiro Pessoa Coelho, serviram de executores materiais dos atos necessários à prática da falsidade ideológica, perpetrada pelo Chefe do Poder Executivo Municipal”, dizia o documento.

Informações: Imediato

Continue lendo

Destaque

David Almeida anuncia retomada da distribuição do cartão ‘Nossa Merenda’ em Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

(Fotos: Alex Pazuello/Semed)

Após denúncia realizada pelo Vereador Capitão Carpê Andrade,  prefeito de Manaus, David Almeida, determinou a retomada da entrega dos cartões do programa “Nossa Merenda”, a partir desta sexta-feira (29). Os responsáveis pelos alunos que têm direito ao benefício serão comunicados pela direção das escolas sobre como devem proceder para receber o cartão com o valor de R$ 150 por aluno.

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) criou o link https://bit.ly/3qtjNID para atualizar os dados cadastrais dos pais ou responsáveis no programa com o intuito de evitar aglomerações nas escolas. Após o preenchimento do cadastro, uma equipe da secretaria entrará em contato com o responsável.

A Semed entregou 163.600 cartões aos estudantes, mas a distribuição foi interrompida após o crescimento no número de casos de infectados e mortos pela Covid-19 em Manaus.

 

 

Continue lendo

Amazonas

Vereador Carpê Andrade vota a favor do “Auxílio Manauara”

Avatar

Publicado

em

Por

Durante a primeira sessão extraordinária da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Carpê Andrade (Republicanos), votou a favor do Projeto de Lei (PL) de autoria do Executivo municipal denominado “Auxílio Manauara”, no valor mensal de R$ 200, que será destinado a famílias e trabalhadores informais que se encontram em situação de vulnerabilidade e risco social, durante o período de calamidade pública. A Sessão foi realizada por videoconferência.

“Esse auxílio é imprescindível. As pessoas estão lutando para sobreviver. O decreto do governo do Estado atinge diretamente esses trabalhadores e nós, como representantes deles na Câmara, temos que buscar alternativas que viabilizem a vida dessas pessoas”, destacou o vereador.

O parlamentar fez questão de frisar que em 2020, Manaus registrou a maior taxa de desemprego dada a gravidade da pandemia. “Vou continuar fiscalizando e buscando alternativas para que essa população não seja desguarnecida. Esse é meu dever enquanto parlamentar”, afirmou.

A PL foi aprovada de forma unânime pelos parlamentares, a partir de agora o Prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), terá prazo de 30 dias para aprovar o pagamento do “Auxílio Manauara”. O auxílio deverá ser pago a 40 mil famílias, durante seis meses, a antecipação do pagamento para mês de fevereiro, ocorreu por conta do agravamento da crise econômica que atinge a cidade de Manaus.

Acessibilidade para facilitar cadastro

Durante a sessão, o vereador defendeu que a Prefeitura deve facilitar o cadastro das famílias que não tem acesso à internet. “Essas famílias não tem renda, isso retrata a realidade do nosso estado. Uma boa parte não tem acesso a internet, temos que facilitar e ajudar essas pessoas nesse momento crítico”, finalizou.

O cadastro será feito por aplicativo coordenado pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e também por meio de inscrição presencial em Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Informações Assessoria de imprensa

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus