Conecte-se conosco

Brasil

Recém-nascido é resgatado após ser enterrado vivo no MT; confira o vídeo

Avatar

Publicado

em

índia recém-nascida

Uma índia recém-nascida foi resgatada depois de ter sido enterrada viva pela própria família. O caso nessa terça-feira (5), em Canarana, a 838 quilômetros de Cuiabá.

A Polícia Militar informou ter recebido uma denúncia de que um bebê havia morrido logo após o parto e tinha sido enterrado no quintal de uma casa, sem passar pelo Instituto Médico Legal (IML), e chamou a Polícia Civil.

Familiares da vítima relataram à polícia que acharam que a criança estivesse morta e que, por isso, haviam enterrado o corpo.

O recém-nascido, tido como morto, estava enterrado em uma cova de 50 centímetros de profundidade. A polícia descobriu que o bebê estava vivo no momento em que os policiais cavavam para retirar o corpo do local.

Ainda conforme a Polícia Civil, a criança foi internada e não corre risco de morte.

A mãe do bebê tem 15 anos e deu à luz no banheiro de uma casa da família de indígenas, que vive na zona urbana de Canarana. O parto teria ocorrido ao meio-dia de terça-feira.

Resgate

A denúncia anônima feita à polícia na tarde de terça-feira (5) dizia que o recém-nascido havia morrido durante o parto e sido enterrado no quintal de uma casa. Em decorrência dos fatos, uma equipe policial se deslocou até o lugar indicado para saber o que havia acontecido, além de retirar o corpo e levá-lo ao IML.

À polícia, a família disse que havia enrolado o corpo do bebê em um pano e enterrado em uma cova. Por volta de 22h (horário de MT), os parentes indicaram o local onde o corpo estava e os policiais começaram a cavar.

“Um dos policiais começou a cavar com uma enxada, com muito cuidado e devagar, até que puxou um pano. Nisso, ele ouviu um gemido, quase um choro, como se a criança estivesse resmungando. Ele gritou ‘a criança está viva!’”, relatou uma policial.

Socorro

A criança foi levada às pressas por uma ambulância para o hospital da cidade. Ela recebeu oxigenação e foi devidamente atendida na unidade de saúde.

O bebê foi transferido de Canarana para o Hospital Regional de Água Boa, a 736 quilômetros de Cuiabá, onde continua internado.

Os médicos descobriram que o recém-nascido teve um afundamento no crânio. A criança passou por um exame de raio-X que apontou duas fraturas na cabeça.

Parto no banheiro

A mãe do bebê relatou que começou a sentir contrações e foi ao banheiro. Ela estava sozinha no cômodo e teve a criança em parto normal. Os outros indígenas estavam do lado de fora da casa.

“A criança caiu no chão do banheiro e bateu a cabeça. Eles [a família] ficaram observando e, como o bebê não chorou, nem esboçou reação, entenderam que estava morto. Um dos anciãos pegou essa criança, sem a mãe e a avó perceberem, e a enterrou”, comentou a policial.

Investigação

A mãe e a avó da criança foram levadas para a delegacia onde prestaram depoimento à Polícia Civil.

Uma investigação foi aberta pela PC de Canarana. Os policiais ainda tentam identificar a pessoa que enterrou o recém-nascido.

Até a manhã desta quarta-feira (6), nenhuma pessoa havia sido presa ou identificada.

Confira o vídeo do momento do resgate:

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazônia

Oxigênio doado pela Venezuela deve chegar hoje à noite a Manaus

Avatar

Publicado

em

Por

O carregamento com 107 mil m³ de oxigênio doados pela Venezuela deve chegar na noite de hoje a Manaus, de acordo com informações do governo do Amazonas. As carretas, cada uma transportando cerca de 25 mil m³, atravessaram a fronteira do Brasil com a Venezuela na tarde de ontem.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), disse que entrou em contato com o governado de Roraima para dar o apoio necessário à passagem do carregamento pelo estado vizinho.

Hoje, o consumo diário no Amazonas é de 76 mil m³ e a doação espontânea do estado de Bolívar vai ajudar a atender essa demanda. A capacidade de entrega das empresas tem sido somente de 28.200 m³/dia e o déficit é de 48.300m³/dia, segundo o governo amazonense.

Continue lendo

Amazonas

Pazuello diz que vacinação contra a Covid-19 no país começa nesta segunda

Avatar

Publicado

em

Por

O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta segunda-feira (18) que a vacinação contra a Covid-19 será iniciada a partir das 17h em todo o país. O anúncio foi feito após ele sofrer pressão dos governadores, que pediram para antecipar o início da aplicação das doses, inicialmente previsto para esta quarta-feira (20), conforme informou a colunista Andréia Sadi.

Neste domingo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso emergencial das vacinas CoronaVac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19. Momentos depois, o governo de São Paulo aplicou a primeira vacina da CoronaVac. O governo federal, no entanto, ainda não havia iniciado a distribuição do imunizante pelo país, o que foi programado para esta segunda.

O horário de 17h para o início da vacinação nacional foi proposto, segundo Pazuello, para dar tempo de todos os estados receberem as doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Veja divisão das doses da CoronaVac para cada estado:

Região Sul

  • Paraná – 242.880
  • Santa Catarina – 126.560
  • Rio Grande do Sul – 311.680

Total de doses – 681.120

Região Centro-Oeste

  • Mato Grosso do Sul – 61.760
  • Mato Grosso – 65.760
  • Goiás – 182.400
  • Distrito Federal – 105.960

Total de doses – 415.880

Região Norte

  • Rondônia – 33.040
  • Acre – 13.840
  • Amazonas – 69.880
  • Roraima – 10.360
  • Pará – 124.560
  • Amapá – 15.000
  • Tocantins – 29.840

Total de doses – 296.520

Região Nordeste

  • Maranhão – 123.040
  • Piauí – 61.160
  • Ceará – 186.720
  • Rio Grande do Norte – 82.440
  • Paraíba – 92.960
  • Pernambuco – 215.280
  • Alagoas – 71.080
  • Sergipe – 48.360
  • Bahia – 319.520

Total de doses – 1.200.560

Região Sudeste

  • Minas Gerais – 561.120
  • Espírito Santo – 95.440
  • Rio de Janeiro – 487.520
  • São Paulo – 1.349.200

Total de doses – 2.493.280

Fonte: G1

Continue lendo

Brasil

Bolsonaro assina decreto que regulamenta programa Casa Verde e Amarela

Avatar

Publicado

em

Por

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que regulamenta a lei do programa Casa Verde e Amarela, nova política habitacional do governo federal, lançada em agosto do ano passado para suceder o programa Minha Casa, Minha Vida. A meta do governo é atender 1,2 milhão de famílias até 31 de dezembro de 2022.

decreto divide as famílias como residentes em áreas urbanas e rurais. O primeiro grupo atenderá famílias com renda bruta mensal de R$ 2 mil a R$ 7 mil. Já o grupo rural abrangerá famílias com renda anual de R$ 24 mil a R$ 84 mil. O cálculo da renda não levará em conta os valores percebidos a título de auxílio-doença, de auxílio-acidente, de seguro-desemprego, de Benefício de Prestação Continuada, do Programa Bolsa Família.
Serão priorizadas as famílias que tenham mulher como responsável; aquelas que tenham pessoas com deficiência; idosos; crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

O programa atenderá a produção, aquisição ou requalificação, subsidiada ou financiada para imóveis novos e usados. Os atendimentos poderão realizados sob a forma de cessão, de doação, de locação, de comodato, de arrendamento ou de venda, mediante financiamento ou não, em contrato subsidiado ou não, total ou parcialmente, conforme grupo de renda familiar.

A medida prevê a liberação de subvenção de até R$ 110 mil para produção ou aquisição de imóveis novos ou usados, em áreas urbanas. Para áreas rurais, o valor chega a R$ 45 mil. Para a requalificação de imóveis em áreas urbanas, o valor chega a R$ 140 mil. A melhoria habitacional em áreas urbanas ou rurais terá o limite de R$ 23 mil. Já a regularização fundiária em áreas urbanas alcançará até R$ 2 mil.

Casa Verde e Amarela

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, as regiões Norte e Nordeste serão contempladas com a redução nas taxas em até 0,5 ponto percentual para famílias com renda de até R$ 2 mil mensais e 0,25 ponto para quem ganha entre R$ 2 mil e R$ 2,6 mil. Nessas localidades, os juros poderão chegar a 4,25% ao ano e, nas demais regiões, a 4,5% ao ano.

 

*Por Heloisa Cristaldo / Agência Brasil

*Edição: Valéria Aguiar

Continue lendo

Facebook

Propaganda
Propaganda
Propaganda

Mais Lidas

Copyright © 2020 Portal do Minuto. Todos Direitos Reservados. Portal - Manaus